Engenharia do Consentimento…

Uma das Conspirações…Engenharia do consentimento.

Conheçam a Engenharia do Consentimento

EXISTEM MUITAS FORMAS DE SERMOS MANIPULADOS.

  • Distração contínua com coisas que não acrescentam nada para nossa evolução.
  • Colocar foco em problemas.
  • Achar que o futuro será melhor sem fazer nada para isso se concretizar.
  • Adiar tudo que é indispensável para nossa evolução.
  • Evitar crescer e ser um adulto maduro e responsável.
  • Separar a parte emocional da racional. Ficando divididos.
  • Aceitar a ignorância e mediocridade como normais.
  • Não acreditar que pode mudar sua vida.
  • Recusando aceitar que nós criamos a nossa realidade, quando colapsamos a onda de infinitas possibilidades.
  • Quando abdicamos de controlar nossa vida alguém controlará.
  • Recusando aceitar a Realidade-Última-do-Universo.
MP3 – Palestra: RASGANDO O VÉU – DESCONSTRUINDO A ENGENHARIA DO CONSENTIMENTO – com Prof. Hélio Couto e Dra. Mabel Dias.
https://patpollestudio.podomatic.com/entry/2013-03-16T12_27_30-07_00
www.profheliocouto.com.br

 “Quanto mais violência, mais medo, quanto mais medo, mais artifícios de segurança privada as pessoas e empresas consomem e mais as empresas de seguro faturam. Quanto mais medo as pessoas sentem, mais elas ficam em casa, quanto mais elas ficam em casa, mais facilmente elas serão condicionadas e quanto mais condicionadas, mais elas assistem TV aberta. Portanto quanto mais assistem, mais audiência elas têm, mais faturamento, maior controle e maior share de atuação no mercado, O Deus Mercado. Sem contar é lógico no agregado que se consegue captar para as religiões. Simples Assim.” – (Carlos Torres)

Que a vibração do amor traga a luz da consciência à todos!

.https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/conhe%c3%a7am-a-engenharia-do-consentimento/

Como Desativar o Controle Remoto da Mente…

O modelo da tecnologia utilizado no controle das funções cerebrais, apresentado abaixo, indica algumas formas como o monitoramento remoto por EEG pode ser desativado. 

"Como a tecnologia de controle das funções cerebrais a distância possibilita o uso da tortura psicotrônica (tortura psicológica utilizando meios eletrônicos), é comum que os indivíduos alvos dessas torturas não construam um quadro bem definido daquilo que está acontecendo com eles.
Mesmo sendo a distância, as funções cerebrais são alteradas, provocando uma série de fenômenos físicos, como vertigens, tonturas, choque cerebral, vozes intracranianas, etc. Quem provoca essas alterações são pessoas comuns, com a única função de causar dor e sofrimento no individuo alvo."

  

A tecnologia segue as especificações da patente 3951134 registrado nos EUA com o nome: Aparelho e método para monitoramento e alteração remota das ondas cerebrais.  

Aparelho e método  para detecção de ondas cerebrais em uma posição remota de um indivíduo no qual os sinais eletromagnéticos de freqüências diferentes são transmitidas simultaneamente para o cérebro do sujeito de tal forma que os sinais interfiram uns com os outros para produzir uma configuração de onda que é modulada pelas ondas do cérebro do sujeito. A forma de onda de interferência, que representa a atividade das ondas cerebrais, é retransmitida pelo cérebro para um receptor onde é demodulada e amplificada. A forma de onda demodulada é exibida para visualização  e encaminhada a um computador para processamento e análise. A forma de onda demodulada também pode ser usada para produzir um sinal de compensação, que é transmitida de volta ao cérebro para efetuar uma mudança desejada na atividade elétrica do cérebro alvo.”

Entre o operador da tecnologia de ‘controle remoto das funções cerebrais’ e o individuo alvo da tortura eletrônica, existe a tecnologia que permite o envio das ondas eletromagnéticas. Essa tecnologia é dividida em três níveis:

1. O Primeiro Nível (Nível 1) é mais privado, composto de um computador pessoal, com software de mapeamento cerebral, do leitor biométrico, e da ‘antena interna’ que se comunica com as antenas externas responsáveis por emitir o sinal para o cérebro do alvo.
2. O Segundo Nível (Nível 2) são as antenas externas, de rádio e de celular, que emitem e recebem sinais do individuo alvo. Essas antenas atuam como radares, que emitem os sinais eletromagnéticos, amplificam as ondas cerebrais do alvo e recebem essas ondas para processamento. As antenas representam a fase de demodulação e amplificação das ondas cerebrais, segunda a patente 3951134.

3. O Terceiro Nível (Nível 3) representa a interação entre as ondas eletromagnéticas das antenas e as ondas cerebrais produzidas pelo indivíduo alvo.

https://4nodbmbq1kg3jfkhn7m4ua4bn329jbnf-a-sites-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/ifr?url=http://hosting.gmodules.com/ig/gadgets/file/105629041657992777031/flash-wrapper.xml&container=enterprise&view=default&lang=pt&country=BR&sanitize=0&v=b1c7bbbd0607b801&libs=core&mid=148&parent=https://sites.google.com/site/controlemental/home/como-desativar-o-controle-fisico-da-mente#up_mode=transparent&up_flashvars&up_bg&up_url=https://sites.google.com/site/controlemental/Monitoramentocerebralremoto.swf&up_base&st=e%3DAIHE3cA%252FHHsfnfgZGR%252BTFI3MWoCj59N%252BLsLke6pToN2%252BmkorUoSwhaYcONVy2rQ9VKR5GF4tLiRlEvJzBg8eijzWAAlkdhhYgb3gOCbSkGbK2jJhqqfTNpDD4EEBf06wAlrhf4h3O52Q%26c%3Denterprise&rpctoken=-228982209749395042

A partir de um modelo em 3D, pode-se acionar diferentes áreas cerebrais remotamente e induzir suas funções a distância, como um controle remoto.

Para que a onda eletromagnética chegue ao cérebro do individuo alvo, é preciso que três pontos de acesso estejam ativos:

1. O operador precisa ter acesso ao “nível 1” da tecnologia, onde ficam o computador com os softwares de manipulação cerebral e a antena de radiofrequência que se comunica com as antenas externas (de porte maior).
2. A antena privada (nível 1) precisa se comunicar com as antenas externas (nível 2).
3. Os sinais das antenas externas (radio e celular) precisam atingir o cérebro do individuo alvo.
Para desativar o controle remoto das funções cerebrais deve-se interferir em qualquer um desses três pontos de acesso para que o sinal seja impedido de atingir o individuo alvo. Começando do mais simples:
As ondas de radiofrequência que interagem com o cérebro estão entre as VLF (Very Low Frequency) e as Microondas. Alguns dispositivos utilizados para tortura eletrônica situam-se em intervalos menores, até as ELFs, porém com funcionalidades bastante limitadas.
 

Outra forma de desativar a tecnologia de tortura eletrônica é:

2. Impedir que os níveis um e dois da tecnologia se comuniquem (Bloqueio do Nível 2)
Pode-se isolar o individuo alvo(IA) (em ingles Targeted Individual) de qualquer comunicação com ondas eletromagnéticas, através do isolamento desse indivíduo em alguma espécie de Gaiola de Faraday.  Pode-se isolar um cômodo da residência, do trabalho, o carro, de tal forma que o individuo alvo possa ter um espaço seguro longe de qualquer onda eletromagnética.

A sala da figura acima é uma blindagem de radiofrequencia e ondas magnéticas e implementa o que se denomina de “salas seguras”, sendo construída utilizando-se o conceito da gaiola de faraday, porém utiliza chapas inteiriças de metal e não apenas malha de metal. A gaiola de faraday pretende isolar o individuo alvo de qualquer interfêrencia eletromagnetica, porém fora daquele espaço o individuo fica sujeito a tortura eletrônica. Este vídeo mostra como construir uma gaiola de faraday amadora.
Veja Notas sobre Ondas Escalares.
Dessa forma, para que a tecnologia de controle das funções cerebrais seja completamente imperceptível, ela deve atuar dentro do espectro eletromagnético, entre as ondas de radiofrequências (radiowaves) e as microondas (microwaves). Por isso, a blindagem eletromagnética pode considerar apenas esse intervalo de ondas.

Dentre todo o espectro de ondas eletromagnéticas, a tecnologia de controle remoto das funções cerebrais atua apenas na faixa entre as ELFs (3Hz) e as EHFs (300 GHz). Representa o intervalo de ondas eletromagnéticas que pode interagir com o cérebro enviando sinais capazes de alterar suas funções cerebrais.
A partir das VLFs (3KHz) estão os instrumentos de telecomunicação padrões da maior parte dos países. Com isso, esses instrumentos podem executar suas funções oficiais, como implementar a infraestrutura de celular, e possibilitar a infraestrutura não oficial de modificação das funções cerebrais remotamente.
O espaçamento da malha na gaiola de faraday deve ser menor do que o comprimento da menor onda que se pretende isolar. Por exemplo as VFL possuem comprimento de ondas de até 100 Km, enquanto as microondas possuem comprimentos de ondas de até 1 mm. 
Como o controle das funções cerebrais utiliza EEG Remoto operando entre as VLF e as microondas, a gaiola de faraday utilizando malha de metal de engranzamento de 1 mm isola todas as frequências entre as VLFs e as microondas.
Atualmente, várias empresas disponibilizam salas seguras pré moldadas que criam uma blindagem de radiofrequência em um intervalo muito específico do espectro eletromagnético, geralmente não englobando as ondas de radiofrequência da banda de radar. Por exemplo, as faixa de radiofrequência possuem normas internacionais de regulação, definidas em parcerias com vários governos. Entre essas faixas existem as bandas ISM (Industrial, Scientific and Medical radio bands) que são bandas de rádio industriais, científicos e médicos (ISM) (porções do espectro de radiofrequências) reservados internacionalmente para o uso de energia de radiofrequência (RF) para fins de comunicações industriais, científicos e médicos.

Essas bandas não são reguladas pelos países. Se um indivíduo, sob tortura eletrônica, tentar viajar para outro país, provavelmente os efeitos da tortura eletrônica irão continuar, pois as radiofrequências utilizadas costumam estar nesse espectro de frequência. As bandas de radiofrequência utilizadas são bandas específicas de radar. Observe que  o monitoramento remoto do EEG cerebral de um indivíduo é realizado através de tecnologia convencional utilizada em radar, que geralmente não é incorporado no espectro de radiofrequência comum utilizado pelas blindagens de RF, usando microondas como forma de comunicação.

 
Cada banda de radiofrequência definida para radar é designado por letra conforme tabela abaixo:
unnamed
As bandas mais comerciais são as S(celular), C (wireless), e K, operando acima de 8 GHz, até 100 GHz, ou mais, nos casos das experimentais. Qualquer um desses espectros de frequencia pode ser utilizado para a transmissão de ondas de RF com fins de tortura eletronica e manipulação remota das funções mentais, em especial a banda K.

Dessa forma, para a sala segura ter uma eficácia contra a tortura eletrônica remota, deve englobar um espectro maior de faixas de radiofrequência, o que pode ser conseguindo customizando o projeto inicial dessas salas, junto as empresas, ou solicitando ajuda de engenheiros eletrônicas na construção de salas seguras para radiofrequência.

Outro modelo de desativação de ondas eletromagnéticas para fins de controle remoto das funções cerebrais, e possibilidade de tortura psicológica eletrônica é o desenvolvimento de aparelhos eletrônicos que mapeiem as ondas cerebrais do individuo alvo, produzindo uma onda reversa para qualquer onda eletromagnética que pretenda interferir naquele intervalo de ondas. É dessa forma que funcionam os aparelhos de bloqueio de sinais de telefones celulares.
O bloqueio de uma onda de radiofrequência é feito através da transmissão de um sinal na mesma freqüência e com uma potência suficiente para que os dois sinais colidam e se cancelem. Os bloqueadores podem transmitir em qualquer freqüência, sendo que o raio de operação real do bloqueador depende da sua potência e do ambiente local, que pode incluir colinas ou paredes de um prédio que bloqueiem o sinal. Os bloqueadores de baixa potência bloqueiam sinais de radiofrequência em um raio de cerca de 9 metros. Aparelhos de maior potência criam uma zona de bloqueio tão ampla quanto um campo de futebol.

Por exemplo, pode-se produzir um aparelho do tamanho de um bloqueador de telefone celular que gera ondas eletromagnéticas na frequência do cérebro de seu usuário. Qualquer onda eletromagnética visando o cérebro do individuo alvo pode ser anulada  pelo aparelho que produz uma onda reversa.
De um modo geral, aparelhos como esse possuem um nível de isolamento de 5m a 10m e é capaz de identificar o aumento da potência do sinal e anula-la. Com isso, o indivíduo alvo pode movimentar-se livremente onde quiser, sem que os seus sinais cerebrais sejam alterados remotamente.
Neste caso, é preciso identificar o algoritmo utilizado na identificação da frequência cerebral do individuo alvo. Para tanto deve ser utilizado um analisador de espectro nas faixas das radiofrequências e das microondas, pois, ainda que o cérebro possua variações de voltagem de individuo para individuo, a emissão e recepção das ondas eletromagnéticas  próprias dos seres humanos estão em um intervalo específico entre as ELFs e as EHFs.
As ondas de radiofrequência que interagem com o cérebro estão entre as VLF (Very Low Frequency) e as Microondas. Alguns dispositivos utilizados para tortura eletrônica situam-se em intervalos menores, até as ELFs, porém com funcionalidades bastante limitadas.

Laboratório caseiro para análise de espectro de ondas no intervalo citado, entre as VLF e as Microondas. Idealmente deve-se isolar o ambiente (Faraday) e escanear as ondas resultantes desse intervalo. 

Outra forma de desativar a tecnologia de tortura eletrônica é: 
2. Impedir que os níveis um e dois da tecnologia se comuniquem (Bloqueio do Nível 2)
 

A antena do “nível um” (antena menor) e a antena do “nível dois” (antena pública) devem se comunicar para que a tecnologia funcione adequadamente. A interferência neste sinal impossibilita a emissão das ondas eletromagnéticas de um lado para outro. O processo pode ser tão simples quanto impedir a comunicação de um celular com as torres de telefonia.

Para produzir o equipamento é preciso encontrar a frequência de comunicação das antenas e gerar uma onda reversa que impossibilite a comunicação. Outra forma, é identificar o local onde a antena de nível um (a antena menor) está instalada e inativa-la. Impossibilitando as antenas de se comunicarem. Com isso, tem-se acesso a tecnologia também.

A comunicação entre a antena privada e a antena pública segue um protocolo. Isso significa que a empresa responsável pela instalação das antenas públicas possui o conhecimento sobre a forma como essas antenas estão sendo utilizadas, e implementa as diretrizes de comunicação entre as antenas.

3. Impedir que os agentes de tortura eletrônica tenham acesso a tecnologia (Bloqueio no Nível 1)
Descobrir quem são as pessoas que estão interagindo com a tecnologia e impedi-las de acessa-la, representa uma forma de desativar a tortura eletrônica.

4. Obter a tecnologia de controle remoto das funções cerebrais (Obter ou desenvolver o Nível 1)
Outra forma de desativar a tecnologia é obtê-la.
A tecnologia no nível um é composta de um computador, do software de manipulação cerebral e do leitor biométrico. Possui também um banco de dados dos individuos alvos (para aquela ‘célula’) e um banco de dados dos que podem utiliza-la (os agentes de tortura eletrônica).

Ao descobrir onde está a tecnologia, e ter acesso a ela, todas essas informações ficam disponíveis e podem ser utilizadas para identificar outros individuos alvos, e também para identificar quem está utilizando a tecnologia. Com isso, o individuo alvo pode utilizar essas informações segundo seus interesses.

Esses são as principais formas de desativar a tecnologia para o controle físico e remoto das funções cerebrais.

Um dos principais objetivos deste site é integrar engenherios elétricos, engenheiros eletrônicos, físico, neurologistas, e afins para que sejam desenvolvidos aparelhos de desativação da tecnologia de controle das funções mentais a distância, produção de evidências dessa tecnologia e identificação de seus agentes utilizadores.

Por exemplo, o MIT desenvolveu uma pesquisa para saber se um chapéu de alumínio poderia ser usado para bloquear os sinais eletromagnéticos utilizado na tortura eletrônica. Concluíram que o alumínio, utilizado como chapéu, não bloqueia as ondas eletromagnéticas, e que em alguns casos pode amplificar as ondas. Veja o artigo completo em
 On the Effectiveness of Aluminium Foil Helmets: An Empirical Study. Isso ocorre porque o sinal não provêm de satélite, ou seja, não vem de cima. Mas provêm de torres de rádio e celular. Para que o alumínio tenha eficácia no bloqueio de ondas eletromagnéticas, precisa ser usado no contexto de uma gaiola de faraday, isolando todo o corpo da pessoa, e não apenas uma parte da cabeça.

Deve-se sempre lembrar que as mensagens ou vozes no cérebro e toda a série de manipulação das funções cerebrais, podem gerar uma situação de descaracterização do fenômeno primário que é, um grupo de pessoas querendo torturar eletronicamente um individuo alvo.

Por isso deve-se ter em mente que quem utiliza a tecnologia são pessoas de carne e osso, que precisam comer, dormir, ir ao banheiro, etc e ter acesso ao local onde a tecnologia está disponível. 

O individuo alvo deve considerar quem pode estar ‘brincando’ com ele, e estabelecer um método de ação para desativar a interferência em suas funções cerebrais. Como são pessoas comuns, nada impede que essas pessoas falem sobre a tecnologia se forem corretamente questionadas. Caso consiga identificar as pessoas, é mais um elemento de controle e decisão que tem a sua disposição.

Neste site está sendo desenvolvido uma interface cérebro computador (Brain Computer Interface-BCI) baseado em um protótipo de leitor EEG remoto.
Todos os profissionais
 que queiram ajudar as vítimas de tortura eletrônica podem se comunicar com os administradores desse site para que a tecnologia de desativação do controle remoto da mente seja divulgada para o maior número de pessoas.
Todos aqueles que se sitam vítimas de tortura psicológica por meios eletrônicos também podem mandar emails, e escrever suas vivências e experiências nos comentários desse site ou no mural do site no facebook.
Quanto mais pessoas relatarem e depuserem, mais fácil será transformar a tecnologia de tortura eletrônica em um crime conhecido e identificado por lei.
Veja a página principal deste site para obter mais informações sobre controle das funções cerebrais e monitoramento cerebral remoto.
Veja também como o controle cerebral a distância pode ser utilizado para produzir intenso sofrimento, em um processo conhecido como tortura psicotrônica(O termo psicotrônica significa tortura eletrônica utilizando as funções psicológicas e cerebrais, contudo no Brasil o termo é utilizado em outro contexto, mais metafísico.) Fonte

Toda informação deve ser estudada e pesquisada! Observem os sinais!

Anúncios

Ciclos de Mudanças Climáticas…

Aquecimento GlobalO que é o aquecimento global?

O Aquecimento global é o fenômeno do aumento da temperatura média dos oceanos e do ar perto da superfície da Terra observado nos últimos anos.

Em quais lugares estão os maiores efeitos do aquecimento global?

O aumento significativo das temperaturas foi registrado nas áreas mais povoadas do Hemisfério Norte, entre Círculo Polar Ártico e Trópico de Câncer.

Quais são as causas do aquecimento global?

As causas do aquecimento global podem ser atribuídas aos gases de efeito estufa na atmosfera; feedbacks (processos cíclicos e auto-alimentados como a evaporação da água que aumentariam os efeitos de agentes externos no clima); variação solar; e o aquecimento quase linear é natural, efeito da recuperação do Planeta Terra depois da Pequena Era Glacial.

Previsões do aquecimento global?                                                                                        Segundo analistas que defendem a teoria do aquecimento global o fenômeno deve se intensificar nas próximas décadas. A temperatura média global deve subir entre 1,1°C a 6,5°C até o final deste século.

Esfriamento Global…

Esfriamento Global

O que é o Esfriamento global?

O esfriamento global, também chamado de arrefecimento global em Portugal, é uma teoria do esfriamento total da superfície e atmosfera do Planeta Terra, que pode ocasionar numa nova era glacial.

O que é era glacial?

Era Glacial é um termo para designar um período geológico de longa duração de diminuição da temperatura na superfície e atmosfera terrestres. A Era Glacial também é conhecida como era do gelo, idade do gelo ou período glacial.

Qual é a teoria do Esfriamento global?

A teoria do Esfriamento global veio à tona após as maciças divulgações do Aquecimento Global ao grande público. Na teoria do Esfriamento global antes da queda de temperatura ocorrem períodos de aquecimento. Os defensores desta teoria argumentam que a atual atividade industrial não é determinante para a mudança climática e que o planeta passou por períodos de aquecimento e esfriamento ao longo dos séculos.  

Quais são as previsões para uma nova era glacial?

Entre 2012 e 2015 a temperatura do Planeta Terra começará uma lenta redução, segundo os defensores da teoria do Esfriamento global. Os níveis mínimos de temperatura serão entre 2055 e 2060. O período de esfriamento deve durar pelo menos 50 anos. Um novo aquecimento global aconteceria novamente no século XXII.   

O que foi a Pequena Era Glacial?

A Pequena Era Glacial foi um esfriamento de temperaturas provavelmente ocasionado pela diminuição da atividade solar ou pelo aumento de atividades vulcânicas entre 1645 e 1715. Nesta época vários rios europeus congelaram.

Mudança Polar…

Mudança Polar

A mudança polar é uma hipótese de deslocamento dos pólos que sugere que o eixo de um planeta não esteve sempre em suas posições atuais ou que o eixo não persistirá no mesmo lugar. Alguns cientistas acreditam que o Planeta Terra já girou em um eixo diferente e os pólos norte e sul estiverem em outros lugares devido ao movimento da crosta terrestre. Outros especialistas apontam que o Planeta Terra sofrerá outro deslocamento polar em breve, causando o desaparecimento de alguns continentes inteiros e o aparecimento de novos continentes. Quando se fala na hipótese do deslocamento de Pólo comenta-se quase sempre sobre o nosso planeta, mas outros corpos no sistema solar podem ter experimentado uma reorientação axial.
Não se deve confundir o deslocamento dos pólos com os movimentos das placas tectônicas – segundo esta teoria o manto terrestre se comporta como um líquido superaquecido e extremamente viscoso. As placas tectônicas são separadas e distintas e flutuam sobre a astenosfera, parte mais interior e viscosa do manto terrestre. Esta fluidez da astenosfera permite o movimento em diversas direções das placas tectônicas. Terremotos, cadeias montanhosas, vulcões, fossas oceânicas e outros eventos geológicos são conseqüências dos movimentos das placas tectônicas. O deslocamento dos pólos também não deve ser confundido com a reversão geomagnética (reversão periódica do campo magnético da Terra) nem com a deriva continental, teoria do meteorologista alemão Alfred Wegener. Em seus estudos as formas dos continentes parecem se encaixar devido à divisão da Pangéia a 200 milhões de anos. A Pangéia era um supercontinente que reunia em um única massa continental todos os atuais continentes (América, África, Ásia, Oceania, Europa e Antártica).  A comunidade científica aceita mais a hipótese de reversão geomagnética do que o deslocamento dos pólos.

Inversão Polar…

Inversão Polar

Quando o cometa gigante se posicionar exatamente entre a Terra e o Sol, as coisas mudam. A Terra, terá nessa altura o seu maior desafio, com o seu prévio alinhamento – o alinhamento magnético do Sol – negado. A Terra apenas ouve, por assim dizer, a voz magnética do cometa gigante, que se posiciona entre a Terra e o seu anterior patrão magnético, o Sol. Os humanos sabem que a terra é mais pesada no centro. Alguns rumores falam que, o centro é composto basicamente por Ferro. Isto não é totalmente falso, mas passando à frente da sua composição, o centro da Terra é de fato mais sensível ao alinhamento magnético, do que a sua crosta. O centro aperta a crosta, e não é tão liquido quanto se possa pensar. Existe fricção, e a tendência para que o todo se mova como um, apesar dos diferentes alinhamentos magnéticos.

A Inversão Polar, é de fato um movimento do interior do núcleo da Terra, e do alinhamento dele, com o cometa gigante. O 12º Planeta, devido ao seu enorme tamanho, em comparação com a Terra, domina a cena magnética, e é neste sentido que a gravidade entra na equação da Inversão Polar. A Terra resiste alinhar com o cometa gigante, ficando apanhada numa teia de pulsos magnéticos dos seus vizinhos imediatos. Noutras palavras, a crosta da Terra deseja permanecer com o velho e estável pulso magnético, enquanto o centro da Terra, tendo uma menor ligação com a vizinhança, é mais receptivo à nova voz. Há uma grande tensão entre a crosta e o centro da Terra. Esta tensão alivia, quando o centro da terra romper a crosta, e se mover. No entanto, o centro arrasta a crosta consigo no seu novo alinhamento.

A Inversão Polar é por isso súbita, ocorrendo durante, o que parecerão minutos aos humanos envolvidos no drama, mas na verdade durará uma boa parte de uma hora. Há etapas durante as quais, os espectadores humanos em choque serão numerosos. No ínicio, haverá uma vibração e umas sacudidelas, enquanto a crosta se separa do centro, em vários sítios. Depois vem o deslizamento, enquanto a crosta é arrastada pelo centro, durante minutos, para uma nova localização. Durante o deslize, formam-se ondas gigantes, mais nas linhas costeiras da Terra, pois a água não está ligada à crosta ou ao centro, movendo-se livremente. A água tende a permanecer onde já está, e a crosta é que se move por baixo dela. Quando o centro se encontrar alinhado, ele chocalha a fim de assentar, mas a crosta, mais sólida e em movimento, continua, até se ver obrigada a parar. É assim que as zonas sísmicas, e terremotos em massa ocorrem, tal como os choques entre dois carros, os maiores estragos são feitos no ponto de impacto, quando eles são forçados igualmente a parar.

As placas da crosta da Terra, cedem nos pontos fracos, e o Oceano Pacífico irá encurtar, enquanto o Atlântico alargará. As placas subduzidas irão subduzir muito. Os sismos ocorrerão de repente, primeiro, aumentando em áreas, já de si sísmicas. Esta etapa durará quase uma hora, mas em alguns sítios, apenas alguns minutos. As plantas sobrevivem, uma vez que são arrancadas pela raiz, e as suas sementes estarão por toda a parte. Os animais e o homem, sobrevivem porque deslizam, juntamente com as placas em movimento, sentindo um choque não menos severo, quando as placas pararem, do que sentiriam num terremoto de 9.0 na escala de Richter. Nas zonas sísmicas, e quando as placas pararem o movimento, não será como quando um carro bate numa parede de tijolo – um esticão súbito. Tudo estará em movimento, e a paragem será mais do tipo dum carro a colidir numa série de barris de plástico cheios de areia – vários pequenos esticões que ocorrem rápida e sucessivamente.

Por esta altura, estimamos que o cometa gigante esteja a 14 milhões de milhas, da Terra. A força do seu campo magnético àquela distância, será tanta, que o Pólo Norte do cometa, cujo ângulo terá sensivelmente a mesma direção que o Pólo Norte da Terra, força este ultimo a libertar a pressão, e a acomodar o seu irmão maior, rodopiando para Sul, para a convexidade do Brasil. Este alinhamento não mudará, se a distância entre os planetas irmãos mudar. Zeta Talk Fonte

Mudança de Pólos…

Mudança de Pólos

O conteúdo traz uma descrição sobre o que a mudança de pólo irá acarretar ao continente sul americano.

América do Sul

1. Brasil

O Brasil sofre, durante e após a mudança de pólos, devido à sua proximidade com o novo Pólo Norte, mas também devido à inundação a partir do sul à medida que uma nova massa de terra situada entre a extremidade da América do Sul e África emerge sob as ondas. Toda essa água deve ir para algum lugar e correrá para o norte em todo despenhadeiro que reside no seu caminho.

Esta onda maciça irá correr sobre os rochedos íngremes ao longo da costa, derramando água em terras baixas achadas protegidas do mar, que irão então se tornar um mar interno por um tempo. Aqueles, nestes rochedos íngremes, devem antecipar as águas se apressando em direção ao interior a partir do mar até certo ponto e, para escapar das marés, devem ficar no interior e buscando refúgio fora do vento, ao longo dos pontos mais elevados, ficando tanto fora dos despenhadeiros que normalmente escoam para o mar, uma vez que este é o curso que ondas que chegam vão tomar durante a hora da mudança, quanto fora dos despenhadeiros que normalmente escoam para o interior, pois este é o curso que a água irá tomar para escapar de volta ao mar.

Durante a hora da mudança, os sobreviventes irão se encontrar numa posição terrível com a água correndo sobre os rochedos íngremes, fluindo através dos despenhadeiros em seu caminho para se derramar de volta através dos rios e pântanos internos. O estado de Pernambuco se situa no bojo do Brasil e, como tal, ficará próximo ao ponto fora do bojo em que o novo Pólo Norte está antecipado a ser posicionado.

Conforme o 12th Planeta passa entre a Terra e o Sol, o Pólo Sul irá se inclinar com o passar do Pólo Norte do 12th Planeta, movendo o bojo ao Norte juntamente com ele. Assim, experimentando um longo dia durante a semana da parada de rotação e assando, no entanto, como em meados do verão, os moradores de Pernambuco irão encontrar a temperatura baixando constantemente.

Equipare o grau desta frieza profunda ao que aqueles do Círculo Polar Norte experimentam hoje. A menos que preparados para viver neste ambiente, o que estes amigos tropicais não estarão, eles vão congelar até a morte ou morrer por exposição em curto espaço de tempo.

Mover em direção aos Andes, bem fora das terras baixas que se tornarão uma grande baía interna quando o atual pólo degelar, é o melhor plano. Tal extensa viagem não deve ser deixada para o último minuto, quando o pânico e a distração irão estorvar os viajantes.

Goiás não só irá permanecer livre dos maremotos que assaltam o litoral do Atlântico e Antártida, como também permanecerá acima do nível do mar após o degelo dos pólos já existentes. A Bacia Amazônica irá se inundar, constantemente, e congelar na saída que será posicionada dentro do novo Círculo Polar Norte.

Assim, há algum perigo para os ribeirinhos da Bacia Amazônica em se encontrarem inundados em água sem saída mas, em geral, esta terra irá escoar toda a Bacia Amazônica para terras não trancadas por gelo, encontrando novas saídas. Este grande lago interno trará oportunidades de pesca atualmente não consideradas uma opção pelos residentes de Goiás.

As maiores preocupações serão as alterações climáticas que darão à terra uma região fria, então os sobreviventes devem estar preparados para se vestir calorosamente e estudar como os moradores do Canadá, por exemplo, preparam-se para o seu clima. As plantas e os animais locais irão sofrer, em conformidade.

A posição do estado de Minas Gerais é suficiente para evitar os grandes maremotos que irão se mover rápida e fortemente ao longo do litoral em frente ao foco entre a extremidade da América do Sul e da África, onde a nova terra será forçada para cima durante a mudança. O nosso conselho é que esteja cerca de 100 milhas em direção ao interior do país e 200 pés acima do nível do mar para evitar a inundação pelas marés.

No entanto, o clima de Minas Gerais irá mudar de tropical ou subtropical para próximo do polar, à medida que o novo Pólo Norte estará situado no Oceano Atlântico, fora do bojo do Brasil. Pegue um globo em suas mãos e trace a distância do Pólo Norte a terras como Alasca ou Sibéria. Trace esta mesma distância de Minas Gerais até um ponto simplesmente fora do bojo do Brasil. Este é o seu novo clima!

Assim, se sobreviver à inundação das marés, e em caso de uma comunidade rural com casas de terra ou de madeira simples que sobrevivem aos terremotos, os sobreviventes despreparados para esta alteração climática irão logo morrer por exposição. Os rochedos íngremes e a região montanhosa do sul do Brasil permanecerão acima do nível do mar após o degelo polar e não estarão sujeitos a formações montanhosas durante a mudança.

Tal como os Salt Flats em Utah, rochas antigas e altamente estáveis, como as encontradas no estado do Paraná, irão igualmente resistir à quebra durante os tremores. Acostumados aos trópicos, os sobreviventes que vivem perto do bojo do Brasil ficarão chocados ao se encontrarem tremendo à medida que sua terra natal se desloca de uma região subtropical para terras dentro de uma região polar.

Aqueles que estão bem no interior do país, bem acima da corrente que a Amazônia pode experimentar durante chuvas tórridas e mares que se escorrem, irão encontrar o seu clima mais moderado, dificilmente mudando daquele que experimentaram no passado. O estado de São Paulo será o local ideal para um clima temperado contínuo e de acesso à pesca oceânica após a mudança.

 Mas, durante a hora da mudança, aqueles que sobreviveriam são aconselhados a ir para os pontos mais elevados nas serras da região. Nosso conselho geral de estar 100 milhas em direção ao interior e 200 pés acima do nível do mar, não se aplica em áreas destinadas a experimentar o ímpeto da maré.

Durante a hora da mudança, o Pacífico vai se estreitar muito e nossa análise dos pontos fracos na crosta da Terra indica que a placa Antarctica irá se inclinar, fazendo novas terras acima das ondas entre a extremidade da América do Sul e África. A água deslocada irá se afastar deste ponto, em todas as direções, atingindo a costa da América do Sul com uma enorme quantidade de água sob pressão.

O ímpeto da maré, para aqueles que a tem testemunhado, não age como a água é esperada a agir, à medida que subirá quando não se tem lugar algum para ir, para aliviar a pressão subjacente a ela. A água em movimento também continua se movendo, mesmo sob o efeito da gravidade. O que isto significa é que as pessoas que buscam refúgio dos ventos fortes em despenhadeiros irão encontrar uma parede de água a subir a partir da costa, que vai engoli-los e afogá-los.

Mesmo os pontos elevados perto da costa irão encontrar água derramando sobre eles. É preciso analisar o terreno, encontrar os pontos elevados que serão suficientemente internos para dissipar a força da água, e que tenham um canal de escoamento para a água que não tenha o seu caminho em torno do ponto elevado.

Aqueles ventos fortes, a ponto do vigor de um furacão, irão também ser experimentados durante a hora da mudança. Aqueles que sobreviveriam são aconselhados a se planejar para estar muito bem ancorados.

2. Argentina

Próximo ao local onde as novas terras surgirão no Oceano Atlântico, entre a extremidade da América do Sul e da África, enquanto a placa Antártica se inclina para acomodar a compressão das placas no Pacífico durante a hora da mudança, a Argentina irá se encontrar com uma grande quantidade de água deslocada procurando pelo seu nível. A maré cheia vai assaltar o litoral sob a enorme pressão que um grande volume de água pode produzir; não uma onda, mas um corpo de água a um nível elevado e, portanto, tomando algum tempo para desembolsar.

Esta água será pressionada em direção ao interior, não sendo parada por sopés ou vastas planícies que poderiam parar ou atrasar uma maré cheia. O volume de água que procura o seu nível também causará velocidade de fluxo, onde a água pressiona através de montanhas ou despenhadeiros, lavando e limpando qualquer estrutura feita pelo homem por lá.

Acostumado com o suave fluxo de água que flui para o mar espalhando-se para fora através dos campos durante as inundações ou com a lavagem suave com ou sem as marés, o homem tem pouca experiência com a força e potência de uma imensa quantidade de água em movimento.

Aqueles que sobreviveriam na Argentina, ao longo do litoral em direção à extremidade da América do Sul em particular, deverão assumir as montanhas ao longo da costa como uma zona perigosa e avançar para o interior em direção aos picos de montanha mais elevados que puderem alcançar a fim de sobreviver neste momento. O sopé da Cordilheira dos Andes na Argentina, assim como as faixas de Neuquen e Córdoba, serão um lugar seguro para escapar do Atlântico ao longo da costa mas, devido à compressão do Pacífico com formações montanhosas resultantes, vão experimentar revoltas.

A este respeito, a faixa de Cordoba é menos susceptível de ser afetada estando mais longe da divisão continental. Mais tarde, devido à nova localização ao longo do Equador, aqueles da Argentina irão encontrar um clima uniformemente temperado com acesso continuado à pesca oceânica que será produtivo quando a cultura da terra falhar.

Buenos Aires

Buenos Aires é abençoado, hoje, com uma localização ideal, ao longo de uma rica costa marítima na foz de um rio, cercado por terra rica e com um cenário de montanhas pouco distantes ao fundo. Grande parte disto permanecerá o mesmo após a mudança, com o clima continuando o mesmo também.

Por que, então, Buenos Aires não seria um local ideal para suportar a mudança e os Momentos Seguintes? Águas errantes e em elevação vão lavar as costas, bem antes da mudança.

Quando a rotação pára, a água será levada do equador aos pólos, e durante a mudança em si, nós prevemos que novas terras, na verdade, um novo continente, elevar-se-á entre a parte inferior da América do Sul e África, ao norte da Antártida. Isto irá deslocar uma grande quantidade de água que irá correr para a costa por uma via direta deste novo continente de origem.

Aqueles ao longo da costa ou em despenhadeiros onde o ímpeto da maré ocorrerá, encontrarão esta enorme maré cheia à medida que ela lava o sopé das montanhas, caindo estrondosamente e se movendo rápida e inesperadamente. Aqueles que sobreviveriam, deveriam se retirar na montanha, bem dentro delas, até que as marés oceânicas estejam regulares e não errantes, um período de vários dias após a mudança.

Buenos Aires irá também sofrer com o degelo dos atuais pólos, dentro de dois anos da mudança, aumentando o nível do mar em cerca de 650-700 pés. Isto irá inundar muitas áreas em torno de Buenos Aires, bem como muitas residências, forçando sobreviventes a se agruparem em situações já lotadas e de fome.

Os temperamentos se incendiarão, resultando em feios confrontos com poucos sobreviventes.

3. Chile

O Chile se eleva no alto ao longo da costa da América do Sul, mas é precisamente devido a estes penhascos íngremes que os maremotos serão inesperadamente grandes durante a mudança de pólos. A água não terá para onde ir, então a pressão de água por trás da borda da onda irá comprimir a água ao longo dos penhascos. Isto terá vida curta, durando apenas poucas horas, mas dura tempo suficiente para vales ao longo da costa se encontrarem inundados.

A água em qualquer vale pode estar lá não porque a barreira montanhosa que protege o vale é baixa, mas porque a água foi forçada em direção ao interior do país num outro ponto fraco mais abaixo ao longo da costa e, uma vez no interior, ela se move de um lado a outro procurando o seu nível mais baixo. Assim, a água pode ainda parecer vir de uma direção interior.

Para melhores resultados, onde viver ao longo de um litoral em que toda a área ao redor não deixa a água fugir, mas subir, esteja alguns milhares de pés de altura e espere um ou dois dias antes de regressar à sua casa. Desta forma, a sua casa pode ser inundada, mas você não irá se afogar.

Santiago

O Chile tem regiões montanhosas e zonas costeiras e não muito nos intervalos. A pesca e a agricultura simples nas aldeias de montanha é a principal fonte de alimento.

Após a mudança de pólos, quando a maré ruge sobre os despenhadeiros e escala os penhascos, e os terremotos estremecem todo o globo arruinando pontes e estradas em torno de montanhas íngremes tão suscetíveis a deslizamentos, o isolamento será a norma. O clima continuará a ser temperado, o acesso à pesca excelente, mas os que sofrerão serão aqueles que confiaram em ligações com o vasto globo, a distribuição de mercadorias para dentro e fora do Chile, e adotam o estilo de vida dos ricos.

Assim como todos os tais estilos de vida, um degrau acima da camada de superfície onde todos trabalham até que suas mãos e costas doam e nenhum vive sem o trabalho do outro, aqueles acostumados a viver o estilo de vida dos ricos se acharão famintos e incapazes de trocar qualquer um de seus inúteis brinquedos e quinquilharias. Sistemas patriarcais antigos, estruturas de poder, e essencialmente a escravidão da subclasse pelos ricos acabarão e aqueles que querem se unir às antigas formas para obtenção de benefício devem ser ignorados.

4. Peru

O Peru se situa no alto dos Andes e se situará mais alto após a mudança devido à sujeição crescente das placas sob os sulcos da atual formação montanhosa. A elevação provoca o ar rarefeito, com o qual muitos dos seus moradores devem lidar e, assim como durante a hora da mudança, parte da atmosfera da Terra fica afastada temporariamente, isto pode crescer até o ponto de asfixia nas grandes elevações.

Ao longo do litoral, também há perigo de marés furiosas à medida que a água sob pressão irá subir se não tiver lugar algum para ir. Assim, vales internos contêm a melhor chance de sobrevivência durante a mudança em si.

Após a mudança, o Peru continuará com um clima temperado, esticado ao longo do novo Equador, e a proximidade à pesca oceânica será produtiva durante os anos após a mudança devido ao aumento do dióxido de carbono no ar e crescimento da alga resultante. Os nativos valentes do Peru, deixados sozinhos no passado por aqueles que saqueariam à medida que a terra fica disponível e de viver difícil, serão sobreviventes.

5. Equador

O Equador se localiza nos Andes banhado pelo Oceano Pacífico. Entre formações montanhosas, o que é certo de ocorrer nesta mudança como o foi no passado quando o Pacífico encurtou e entre marés furiosas no Pacífico à medida que se movem durante a semana de parada de rotação e durante a mudança em si, os residentes assustados irão se sentir como se não tivessem lugar para buscar segurança. A maré ao longo das costas durante o momento da mudança de pólos deverá impulsionar os interessados em sobreviver a se moverem em direção ao interior e regressarem aos seus lares litorâneos após esta hora pedregosa.

Vulcões ativos e aqueles que estão dormentes agora vão reagir ao aperto com arrotos e vômitos de poeira vulcânica por muitas décadas após a mudança cobrindo os Andes, o que será então o oeste (agora sul) com a pior das cinzas. No entanto, o litoral permanecerá sensivelmente o mesmo à medida que a formação montanhosa elevar a terra para se opor bastante ao efeito de degelo dos pólos.

Cidades costeiras, hoje algumas centenas de pés acima das ondas, irão se encontrar ainda acima das águas, em geral, e a pesca nos oceanos férteis será uma fonte de alimento para os sobreviventes nos Momentos Seguintes. O litoral será fundamental para a sobrevivência nas sombrias décadas após a mudança à medida que jardins ao ar livre não vão passar bem, mas os oceanos serão exuberantes e frutíferos.

O clima vai permanecer essencialmente o mesmo, perto do novo equador como o é agora perto do antigo equador. Aqueles que sobreviveriam são aconselhados a permanecer 100 milhas e, de preferência, 200 milhas de qualquer vulcão susceptível de entrar em erupção, e sondar seu caminho de volta ao litoral após a mudança pela atividade em curso.

6. Colômbia

A Colômbia se firmará como a região montanhosa que os sobreviventes frenéticos da América Central irão escalar durante a mudança. Como o Panamá é o ponto onde a água hoje flui entre o Pacífico e o Caribe, esta é a ponte para a segurança que irá se desgastar precocemente durante a hora da mudança.

Contudo, quaisquer sobreviventes agarrados a material flutuante serão derrotados na costa colombiana querendo auxílio para alimentação e alojamento. Portanto, à medida que muitos outros países passam melhor pela mudança que seus vizinhos, a Colômbia irá se ver um hospital e um campo de refugiados.

A partir da bacia amazônica, da mesma forma, a multidão populacional procurará por regiões montanhosas. À medida que a Amazônia se inunda durante os dois anos que se seguem a partir da mudança devido ao degelo dos pólos já existentes, o homem e animais similares estarão em movimento.

Assim, a região montanhosa da Colômbia será um local de interesse com conflitos de todas as espécies abundando nos Momentos Seguintes. As guerras por drogas, as que muitas vezes dominam a cena na Colômbia, vão se tornar inexistentes, dado que o tráfego não pode avançar.

O cultivo da droga colombiana será utilizado, ao invés disso, para obscurecer a terrível realidade entre aqueles que procuram este caminho. Tal como em todos os países do mundo, os Momentos Seguintes terão uma mudança da população, gradativamente, para ser mais de serviço-ao-outro, com suprimentos compartilhados entre todos e uma atitude positiva útil substituindo grupos que tentam se sobrepor um ao outro por poder e prestígio.

Esta é uma tendência que leva muitas décadas para se tornar evidente, no entanto, assim a Colômbia continuará a ser um país onde as armas lideram, em certa medida, durante algum tempo após a mudança.

Bogotá

Na região montanhosa da Colômbia, Bogotá é o local da luta constante entre os grupos que disputam o poder. O governo eleito luta contra cargas de drogas e rebeldes que procuram obter vantagem e, para adicionar à mistura, as guerras americanas por drogas se inserem, oferecendo ajuda financeira aos habitantes se cooperarem.

Como isto mudará quando a mudança de pólo ocorrer? Em primeiro lugar, as comunicações serão perdidas, de forma que telefones e TV e rádios se desativarão, e todos olham sobre eles para determinar os seus próximos movimentos. Em segundo lugar, estradas e pontes e linhas férreas serão quebradas, e as viagens aéreas bloqueadas por rodovias quebradas e aviões e helicópteros danificados pelo vigor dos ventos dos furacões. Assim, as viagens serão praticamente impossíveis. Em terceiro lugar, todos os grupos exceto o governo eleito verão isto como uma oportunidade de aproveitar o poder e tentarão fazê-lo.

Assim, Bogotá irá alternar de mãos, repetidas vezes, com este ou aquele senhor de guerra se declarando no controle de um país que poderia se importar menos com o que ocorre em Bogotá.

 7. Venezuela

Venezuela e outros países sul-americanos que fazem fronteira com o Caribe e América Central devem evitar os vulcões e procurar por regiões montanhosas durante a mudança, à medida que o Caribe e América Central irão se desmoronar com o estrondo da placa que ocorrerá durante a mudança abrindo o caminho de forma que a pressão de água correrá entre o Atlântico e o Pacífico como através de uma eclusa.

Placas caribenhas, que irão desaparecer rapidamente, irão criar uma súbita compressão na água sobre aquelas placas, que não terá para onde ir. Quando o Pacífico encurta, o vazio criado por uma América Central desmoronada vai permitir uma corrida de água em direção ao Atlântico, com sua velocidade intensificada pela estreita eclusa através da qual ela corre.

Países costeiros que fazem fronteira com este pesadelo precisam avançar bem para o interior e em região montanhosa, para além da recomendação normal de 100 milhas para o interior e 200 pés acima do nível do mar. Quanto mais no interior, o melhor, ou o pesadelo pode estar sobre você.

Caracas

Cidades venezuelanas como Caracas irão se encontrar subitamente, durante a hora da mudança, num pesadelo de água impetuosa do qual eles não serão capazes de escapar. Enquanto a rachadura do Atlântico se alarga drasticamente e o Pacífico é comprimido e encurta, a água irá rugir através da América Central para preencher a lacuna no Atlântico.

Esta água não será uma maré benigna, uma maré cheia crescendo constantemente de tal modo que aqueles em seu caminho podem se arrastar em barcos ou procurar flutuação. Não será nem mesmo ondas, aproximando-se e caindo estrondosamente sobre eles de tal forma que possam medir a altura e correr para as regiões montanhosas.

A força, a fúria e a velocidade que aquela água pode se mover é medida, pela memória de hoje, como águas de enchente se esvaziando para o mar ou a água em mangueiras de incêndio sob forte pressão de forma a atingir grandes distâncias.

Este não é o limite ao qual a água está sujeita. A velocidade e força da água são dependentes do peso da água que lhe está subjacente, que procura o seu nível. Nos casos das grandes diferenças entre o Pacífico e Atlântico, durante a hora da mudança, esse peso é imenso.

Assim, os litorais que fazem fronteira com esta investida de água se acharão lavados conforme ela passa, de repente se atirando em despenhadeiros com uma maré cheia que vai horrorizar aqueles que achavam que tinham clamado alto o suficiente. Aqueles que sobreviveriam ao longo do litoral da Venezuela não vão encontrar sobrevivência possível por lá sob qualquer forma.

As cidades serão limpadas pela água, rasgadas em suas fundações e levadas para as águas frias do Atlântico e lá depositadas. A morte por afogamento nas águas é inevitável.

8. Bolívia

A Bolívia se situa no centro da placa sul-americana, portanto é uma velha pedra não susceptível a se despedaçar. Esta sofrerá um impulso em altitude durante a mudança, mas não por muito, e a latitude não será muito mais distante do novo equador, após a mudança, em relação ao antigo; então a vida irá continuar essencialmente a mesma para os sobreviventes.

O sol se elevará em um local diferente e o céu ficará mais nublado devido à poeira vulcânica, isto irá confundir o amigo rústico vivente nas montanhas. Mas situar-se acima da baixa atmosfera, onde a maioria da poeira vulcânica se estenderá conforme ela se acomoda, proporciona vantagens pois haverá dias claros na ocasião.

A vida será mais difícil, como em toda a parte, devido a menos vegetação, mas aqueles acostumados a viver uma vida simples irão encontrar formas de enfrentá-la, ao contrário daqueles das cidades acostumados ao viver confortável. O povo rural da Bolívia será sobrevivente.

La Paz

Movendo-se rapidamente para fora da bacia amazônica e em direção ao interior a partir da costa, La Paz se achará a cidade de refúgio após a mudança. A Bolívia é um país pobre, e não tem lojas e abrigos para prover esta multidão de humanidade.

Isto leva inevitavelmente a brigas sobre cada sucata de alimentos em restaurantes ou mercearias exigindo uma cama do proprietário da casa, o qual pode estar vivendo na chuva sob tetos quebrados e quartos desmoronados. Neste contexto, os refugiados ficarão vagueando sem recursos ou força além do que a fome na estrada deixou a eles.

Estas lutas terão vida curta e os sobreviventes por todos os lados vão começar a sobrevivência difícil nos Momentos Seguintes. A vantagem de ter refugiados nos pontos do Norte / Sul / Leste / Oeste é a informação, numa altura em que a palavra de boca será a única notícia entregue.

Esta é uma catástrofe que afetará todo o mundo, e a vida não é melhor em lugar algum até que alguém deva decidir viajar para procurá-la.

9. Guiana

A Guiana é um país alto, montanhoso e acostumado às chuvas torrenciais que países perto do equador e do oceano recebem numa base regular. Não há vulcões ativos nas proximidades, a placa é estável e improvável de se despedaçar.

No entanto, os despenhadeiros muito íngremes que surgem nas montanhas irão apresentar um perigo durante a mudança em si. A água no Caribe se esvaziará, primeiramente, durante a parada de rotação enquanto corre para os pólos e, em seguida, reencherá o depósito num escorrimento apressado.

Enquanto tenta retornar ao novo equador, a água irá correr para os despenhadeiros num ímpeto de maré que vai assombrar qualquer um que procura recusa aos ventos fortes nos despenhadeiros.

Após a mudança, a Guiana irá se encontrar num clima temperado com muitas plantas tropicais, que exigem uma intensa luz solar, sofrendo. Mesmo em um país exuberante, temperado e com um povo acostumado à estocagem, vai haver uma falta de alimentos.

Sobreviventes das cidades, que já não podem importar os alimentos a que estão acostumados, irão tropeçar na selva causando conflitos com os povos nativos e, em última instância, morrendo de fome. Fonte

Profecias dos últimos Seculos – final

Profecias de Alois Irlmaier…

Profecias de Alois Irlmaier

Alois Irlmaier (1894-1959) foi um cristão simples que viveu em Freilassing, Alemanha. Durante a vida, ajudou a polícia a descobrir criminosos, ajudava no diagnóstico de doentes e respondia com acerto a pessoas se seus filhos voltariam da guerra mundial ou morreriam no campo de batalha. Começou a ter visões como se de um filme se tratasse, após ter passado quatro dias sem comer, preso, durante a primeira guerra mundial em uma trincheira. Profetizou sobre a terceira guerra mundial, que segundo ele, começaria logo depois do assassinato de um líder “em qualquer lugar perto dos árabes”. Quanto à guerra, ele dizia: ‘vejo três noves mas não sei o que significam’.

“Todos clamam por paz, Shalom! Então vai acontecer – uma nova guerra no Oriente Médio de repente pega fogo, e grandes tropas navais são alojadas no Mediterrâneo – a situação é tensa. Mas a faísca principal que faz tudo pegar fogo está nos Bálcãs: eu vejo uma grande figura caindo, uma adaga cheia de sangue cair ao lado dele – então uma coisa leva a outra…”
“Dois homens matam um terceiro de alta posição. Eles serão pagos por outras pessoas…” “O assassinato do terceiro ocorre. Então a guerra começa…” “Um dos assassinos é um homem negro pequeno e o outro é um pouco mais alto, com cabelo colorido brilhante. Eu acho que vai acontecer nos Bálcãs, não sei onde exatamente.”

O ano anterior à guerra será um ano próspero com muita fruta e grãosDepois do assassinato do terceiro, a guerra começa do dia para a noite…Eu vejo claramente três números, dois oitos e um nove. Mas eu não sei dizer o que isto quer dizer e não posso situar isto no tempo. A guerra começa ao alvorecer. Ele vem rápido. Os fazendeiros sentam-se no bar jogando cartas quando soldados estrangeiros olham através das janelas e portas. Quase de negro, um exército vem do leste, mas tudo ocorre muito rapidamente. Eu vejo um três, mas não sei se significa três dias ou três semanas. Vem da cidade dourada. A primeira fila em forma de minhoca começa na Água Azul no nordeste e vai até a fronteira da Suíça. Tão longe quanto Regensburg, nenhuma ponte cruzando o Danúbio existe, elas não vem do sul da água azul.”

“… Então uma coisa leva a outra. Unidades militares em massa marcham do Leste para dentro de Belgrado e se movem adiante para a Itália. Ali mais três filas armadas avançam com a velocidade de um relâmpago no norte do Danúbio em direção da Alemanha Ocidental em direção ao Reno – sem aviso prévio. Isto acontece tão inesperadamente que a população foge em pânico para o oeste. Muitos carros vão congestionar as ruas – isto não ocorreria se eles tivessem ficado em casa ou se não tivessem ocupado as ruas principais. Tudo o que é um obstáculo para os tanques que avançam rapidamente com motores de alta velocidade, será esmagado. Eu não consigo ver nenhuma ponte do Danúbio em Regensburg. Quase nada sobra da grande cidade de Frankfurt. O Vale do Reno será devastado principalmente pelo ar…”

“… Eu vejo três pontas de lança vindo: a ponta de lança de baixo vem pela floresta, mas então se move a noroeste ao lado do Danúbio. Esta linha é respectivamente Praga, floresta da Bavária e noroeste. A água azul está na região mais ao sul. A segunda ponta de lança vai do leste a oeste da Saxônia, a terceira de nordeste a oeste. Agora eu vejo a Terra como uma bola à minha frente, cujas linhas de aviões se projetam e voam agora como grupos de pombos na areia. Os Russos não param em lugar algum, enquanto percorrem com suas tropas. Noite e dia eles correm para chegar ao Ruhrdistrict, onde há muitas fogueiras e fumaça…”

“A segunda ponta de lança vem do oeste para a Saxônia em direção ao Ruhrdistrict, exatamente como a terceira, que vai de nordeste – oeste até Berlim. Dia e noite os Russos correm, inexoravelmente o seu alvo é Ruhrdistrict…”

“…Imediatamente a vingança vem do outro lado da grande água. No entanto, o dragão amarelo invade o Alaska e Canadá ao mesmo tempo. Mas ele não vai muito longe…”

” Eu vejo a Terra como uma bola à minha frente, onde agora pombas brancas voam perto, um grande número vindo da areia. E chove pó amarelo numa linha. Quando a cidade dourada é destruída, isto começa. Como uma linha amarela isto vai acima para a cidade e dentro da baía. Será uma noite clara, quando começarem a jogar isto. Os tanques ainda estão dirigindo, mas aqueles que se sentam nestes tanques ficam pretos. Onde isto cai, tudo morre, nenhuma árvore, nenhum arbusto, nenhum gado, nenhuma grama, tudo fica seco e preto. As casas ainda existem. Eu não sei o que é isto e portanto eu não posso dizer. É uma linha longa. Quem passa através desta linha morre. Aqueles que estão do outro lado da linha não podem sair. Então tudo nas pontas de lança se quebra. Eles precisam ir para o norte. O que eles tem consigo, eles jogam fora. Ninguém pode mais voltar… ”

Os aviões jogam um pó amarelo entre o Mar Negro e o Mar do Norte. Então uma linha mortal é criada, do Mar Negro ao Mar do Norte, tão grande quanto a metade da Bavária. Nesta área não pode mais crescer grama, pessoas que foram deixadas sozinhas ali vivem. Os suprimentos Russos são interrompidos…”

Quem respirar com força a poeira, ficará com cãibras e morrerá. Não abram a janela, pendurem nela papel preto. Toda a água exposta ficará envenenada e todo alimento exposto que não for enlatado. Também todo o alimento em vidro ou em copos, eles serão afetados porque o vidro não os protegerá. Lá fora haverá a morte pelo pó; muitas pessoas morrerão.

“Grupos de pombos levantam vôo da areia. Duas hordas chegam à área de combate do oeste para o sudoeste… Os esquadrões viram em direção ao norte e cortam o curso do terceiro exército. Do leste vem muitas lagartas. Mas dentro das lagartas, as pessoas já estão mortas, apesar dos veículos continuarem andando, em ordem para gradualmente pararem automaticamente. Aqui os pilotos também jogam suas pequenas caixas pretas. Elas explodem, antes de tocar o solo e espalham uma fumaça amarela ou verde. O que entra em contato com isto morre, seja um ser humano, um animal ou uma planta.

Por um ano nenhum ser vivo pode entrar nesta área, senão será exposto ao perigo mortal. No Reno o ataque é finalmente repelido. Das três pontas de lança, nenhum soldado voltará para casa…”

“Estas caixas são satânicas. Quando elas explodem, pó amarelo e verde se levanta e tudo o que toma contato com isto morre, seja um ser humano, animais ou plantas. Os seres humanos ficam pretos e a carne cai dos seus ossos, tão forte é o veneno.”
“… Por causa de uma catástrofe natural, ou algo semelhante, os Russos de repente evadem para o norte. Perto de Cologne, a última batalha começou…”

“… No Reno eu vejo uma meia-lua, que quer devorar tudo. Os chifres da foice querem chegar perto. O que isto significa, eu não sei…”

“Então eles estão voando para o norte. No centro, tem uma marca, onde nada mais vive, nenhum ser humano, nenhum animal ou grama. Eles voam para o norte, onde uma terceira ponta de lança vem e corta tudo. Eles serão todos assassinados, ninguém destes exércitos voltará para a casa… Mas então eu vejo alguém voando, vindo do leste, que joga algo na grande água, quando algo estranho acontece. A água se levanta tão alto como uma torre e cai e então tudo é inundado. Acontece um terremoto e metade da grande ilha vai afundar. Toda a ação não durará muito, eu vejo três linhas – três dias, três semanas, três meses, eu não sei exatamente, mas sei que não vai durar por muito tempo!”

“Um avião solitário que vem do leste joga algo na grande água. Então a água se levanta tão alta como uma torre e cai. Tudo é inundado. Acontece um terremoto. A parte sul da Inglaterra desliza para dentro da água. Três grandes cidades serão destruídas; uma será destruída pela água, a segunda está tão localizada no alto mar que você só consegue ver a torre da igreja e a terceira cai.”

“Uma parte da Inglaterra desaparece, quando a coisa cai no mar, a coisa que o piloto joga. A água se levanta tão alta como uma torre e cai. Quando isto vai acontecer, eu não sei…”
Os países costeiros estão em perigo por causa da água, o mar está muito agitado, as ondas se levantam tão altas como uma casa; e ferve como se fosse cozinhar e ferver o que está dentro da água. A ilha desaparece, o clima muda. Parte da orgulhosa ilha afunda, se esta coisa cai no mar, a coisa que o piloto joga. Então a água se levanta tão alta como uma torre e cai. O que está coisa é, eu não sei. Quando vai acontecer, eu não sei.”

“Este Janeiro será tão quente que até os mosquitos vão dançar. Vai chegar um tempo em que nós não conheceremos mais o inverno normal como todos nós conhecemos.”

…Durante a guerra uma grande escuridão acontece, que dura 72 horas.” “Ficará muito escuro durante a guerra. Então um grande impacto, consistindo de um trovão e raio ecoa e um terremoto faz a terra tremer. Por favor, não saiam de casa durante este tempo. As luzes não funcionam, exceto a luz de vela, a corrente elétrica pára. Quem respirar o pó tem câimbras e morre. Não abram as janelas, cubram-na completamente com papel preto. Água deixada aberta no ambiente se torna venenosa e refeições também, aquelas que não são completamente seladas. As refeições guardadas nos vidros também, pois não serão cobertas o suficiente. Lá fora o pó mortal atua, muitos seres humanos morrem. Depois de 72 horas, tudo acaba. Mas de novo: não saiam de casa, não olhem para fora de casa, não olhem para as janelas, deixem as velas acesas. E rezem. Morrerá mais humanos nesta noite do que nas duas guerras anteriores.”

“…Não abram as janelas durante 72 horas. Os rios terão tão pouca água que você pode passar por eles facilmente a pé. O gado cai, a grama se torna amarela e morre, os humanos mortos vão ficar amarelos ou pretos. O vento dirige as nuvens de morte para o leste.”
“…A cidade da torre de ferro se torna vítima dos próprios cidadãos. Eles botam fogo em tudo. A revolução acontece de maneira selvagem. As ilhas nas costas dos continentes afundam porque a água está muito agitada. Eu vejo grandes buracos no mar, os quais serão preenchidos quando estas ondas retornarem. A bela cidade que beira o mar azul afunda quase completamente no mar na sujeira e na areia que o mar ejeta. Eu vejo três cidades afundando no sul, no noroeste e no oeste.”

“A grande cidade com a torre de ferro está pegando fogo. Mas isto foi feito pelos próprios cidadãos, não por aqueles que vieram do leste. E eu posso ver exatamente como esta cidade está sendo derrubada ao chão. E na Itália a revolução também está correndo selvagem. Eles vão matar muita gente ali e o Papa foge, mas muitos membros do clero serão assassinados, muitas igrejas vão cair.”

“Na Rússia a revolução explode e acontece uma guerra civil. Os corpos são tantos que você não consegue mais removê-los das ruas. A cruz vem honrar renovada. As pessoas na Rússia acreditam em Deus serão renovadas. Os grandes líderes dentro dos partidos cometem suicídio e no sangue a grande culpa é lavada. Eu vejo uma massa vermelha, misturada com faces amarelas, é uma luta e matança generalizada, horríveis. Eles cantam a canção da Páscoa e queimam velas na frente de imagens sagradas. Pela prece da Cristandade o monstro do inferno morre; e os jovens acreditam renovados na intervenção divina da mãe de Deus.”

Depois da vitória um imperador é coroado pelo Papa foragido. Quanto tempo isto dura, eu não sei. Eu vejo três noves. O terceiro nove traz paz. Se tudo acabar, uma parte dos habitantes morreram e as pessoas temem a Deus renovadas. As leis que traziam morte para as crianças não valem mais depois desta limpeza. Então a paz reinará. Um bom tempo. Eu vejo três coroas brilhando e um magro homem velho será o nosso Rei. Também a velha coroa no Sul vem honrar novamente.”

O Papa, que não saía atravessando as águas por um longo período de tempo, retorna. Quando as flores se abrirem nas campinas, ele retornará e ficará de luto por seus irmãos assassinados.”

” . . .Depois destes eventos, um tempo de boa sorte virá. Aqueles que experimentarem este tempo serão muito felizes e poderão se considerar com sorte. Mas as pessoas deverão começar ali, de onde seus avós começaram.” 

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-de-alois-irlmaier/

Profecias dos Últimos Séculos – Parte 3

Profecias I Ching…

Profecias I Ching

 O que é o I Ching?

O I Ching, ou Livro das Mutações, é um dos mais antigos textos clássicos chineses que ainda podem ser lidos. Antigamente este livro de sabedoria era chamado apenas pelo ideograma I, que significa entre outras coisas “mudança” ou “mutação”. Depois foi acrescentado o “Ching” (Clássico).
O I Ching é composto de 64 hexagramas, que também podem ser considerados combinações entre os oito trigramas básicos (céu, trovão, água, montanha, terra, vento, fogo e lago).
O I Ching já foi considerado um livro de magia e adivinhação e por pouco escapou da grande queima de livros feita pelo tirano Ch’in Shih Huang Ti. Apesar de ser interpretado pelo sábio Wang Pi como livro de sabedoria, na dinastia Han o I Ching era percebido como um oráculo.
A consulta oracular do I Ching é feita com 50 varetas (originalmente era utilizada a planta sagrada “mil-folhas”). Uma das varetas é separada e as outras são manuseadas para a obtenção da resposta. As varetas usadas na consulta oracular eram guardadas numa caixa de madeira virgem, embrulhados em seda também virgem.
No Japão, a consulta do I Ching é feita com o uso de três moedas, ao invés de varetas.
A atual bandeira da Coréia do Sul é representada por um círculo representando o Absoluto, ou a unidade essencial de todo um ser, com o Yang azul na parte inferior e o Ying vermelho na parte superior. Na mesma bandeira observamos quatro trigramas do I Ching (céu, água, terra e fogo). Os símbolos do I Ching estiveram presentes também na bandeira do Vietnã do Sul e Cochinchina.
Além do I Ching previram ou teriam previsto algo grandioso para a data semelhante em 2012 o mago Merlin; a Bíblia; Sibyl, oráculo romano; Delfos, na Grécia; Web Bot Project (programa que faz previsões a partir do que é escrito na Internet); entre outros profetas. 

O que é o Timewave Zero?

O Timewave Zero, também conhecido com Teoria da Novidade, é uma fórmula matemática que utiliza o fluxo da novidade, definido como o aumento da interconexão do universo, de acordo com seu autor, Terence McKenna.
Terence McKenna (1946-2000) estudou por décadas o xamanismo e a transformação espiritual. Depois da morte de sua mãe em 1971, Terence, seu irmão Dennis, e três amigos viajaram à Amazônia colombiana. Durante as experiências religiosas na selva os irmãos McKenna desenvolveram a sua “Teoria da Novidade”.
A partir de estudos dos hexagramas do I Ching o autor, explorador e cientista norte-americano desenvolveu um programa de computador chamado “Timewave Zero”. Os símbolos do I Ching foram transformados em códigos binários e equações para o “Timewave Zero”.
McKenna chegou à conclusão que o I Ching tem um comportamento alternando entre picos altos e baixos. Na data dos picos altos ocorreram as grandes tragédias da humanidade.
O gráfico do programa de McKenna mostra os grandes períodos de novidade que correspondem com os principais deslocamentos da evolução biológica e cultural da humanidade. Ele acreditava que os eventos de outros tempos estão recorrentemente relacionados com os acontecimentos do presente e futuro, assim como a visão cíclica de tempo dos maias.
O último grande pico foi por volta de 1968, ano de profundas mudanças culturais no mundo ocidental. Inicialmente o ponto final dos tempos no gráfico do “Timewave Zero” foi indicado para o meio de novembro de 2012. Após reparar no fim do 13º baktun do calendário maia, McKenna ajustou sua data para 21 de dezembro de 2012.
Os críticos da Teoria de McKenna alegam que suas projeções são mais numerológicas do que matemáticas e que falhas em sua teoria podem ser comprovadas. O Timewave Zero é propriamente uma combinação de numerologia e matemática. Ele foi formado a partir da interpretação de McKenna de análises do I Ching, que é justamente o Livro das Mutações. Toda a teoria de McKenna é desenvolvida em novidades e mudanças.
McKenna acreditava que o universo é um sistema vivo. Este ser conduz o aumento e a conservação da complexidade nas formas materiais. Para McKenna o cérebro humano está dentro da complexa organização do universo conhecido até então. Além disso, as novidades e complexidades crescem com o tempo, mesmo com os constantes recuos.
Estas idéias foram concebidas e aprimoradas por Terence McKenna do princípio dos anos 70 até sua morte no ano 2000. De acordo com o gráfico do Timewave Zero os grandes períodos de novidade ocorreram: há 4 bilhões de anos, quando a terra foi criada; há 65 milhões de anos quando os dinossauros foram extintos; há aproximadamente 10.000 anos atrás após o fim da Era do Gelo; no século XVIII nas revoluções sociais e científicas; durante os anos 1960; no período de 11 de setembro; crise financeira de novembro 2008; em outubro de 2010; e a última, em 21 de dezembro de 2012.

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-i-ching/

Profecias dos Papas…

Profecias dos Papas

O que é a Profecia dos Papas?

A Profecia dos Papas, atribuída a São Malaquias, é uma lista de 112 frases curtas em latim. Esta profecia descreve cada um dos papas católicos romanos, e alguns antipapas (pessoas que se auto-intitularam papas de forma não canônica, geralmente em oposição a um determinado Papa ou durante algum período no qual o título de Papa estava vago). A lista começa com o Papa Celestino II (eleito em 1143) e é concluída com o último Papa, chamado por São Malaquias de “Pedro o Romano”. No pontificado do último Papa a cidade de Roma será destruída. A Profecia dos Papas é composta por 112 frases, correspondentes a 112 pontificados, que prevêem fatos relacionados a cada um desses papas. De acordo com a Profecia dos Papas, o atual Papa, Bento XVI, será o penúltimo Papa da Igreja Católica Romana.

Quem é o autor da Profecia dos Papas?

A Profecia dos Papas é atribuída a São Malaquias, Arcebispo de Armagh, Irlanda, que teve uma visão dos papas futuros numa viagem a Roma, a qual foi recebido pelo Papa Inocêncio II. Durante a estadia, São Malaquias teria registrado sua visão numa seqüência de frases enigmáticas. Este manuscrito foi depositado então no arquivo romano, e esquecido até sua redescoberta em 1590. A profecia foi publicada primeiramente em 1595 por Arnold de Wyon, um historiador beneditino, como parte de seu livro Lignum Vitæ. Arnold de Wyon era também chamado de Monge de Pádua, que também se intitula profeta e, possivelmente teria acrescentado anotações às profecias de São Malaquias. Entretanto, a biografia de São Malaquias escrita pelo abade Bernardo de Claraval não faz nenhuma menção da profecia dos Papas. As edições mais recentes da Enciclopédia Católica sugerem que as profecias são falsificações produzidas no século XVI. Outros especialistas acreditam que a Profecia dos Papas foi criada por Nostradamus ou outro profeta e creditadas a São Malaquias. O objetivo era preservar tanto o autor quanto a profecia. Independente de ser ou não o autor da Profecia dos Papas, são atribuídas a São Malaquias outras profecias como a precisão da data da morte de São Bernardo e a previsão que a Irlanda seria oprimida pelos ingleses, e, quando libertada, o país teria um papel importante na recuperação da fé na Inglaterra.

Qual é a interpretação da Profecia dos Papas?

Geralmente a Profecia dos Papas é interpretada entre o que foi escrito com os lugares de nascimento dos Papas e eventos de seus pontificados. Por exemplo, na primeira linha está escrito “Ex Castro Tiberis” (Do Castelo do Tibre). O Papa Celestino II nasceu em Città di Castello (Cidade do Castelo), cidade fica na região de Úmbria cortada pelo rio Tibre. Recentemente a Profecia dos Papas ganhou notoriedade com as conexões apontadas entre as profecias e os papas recentes. Na linha correspondente ao Papa João Paulo II a frase é “De Labore Solis” (Do Trabalho do Sol). O papa nasceu no dia de um eclipse solar. Alguns especialistas apontam que Pedro o Romano não será o último Papa da Igreja Católica, mas O último Papa em Roma. Existem dúvidas da última linha, descrevendo Pedro o Romano. Alguns estudiosos dizem que esta linha foi escrita após 1820, e, portanto, não deveria ser considerada parte da profecia original. Se Bento XVI é o penúltimo Papa, quem seria o último Papa? Pedro o Romano estaria relacionado com os eventos de 21 de dezembro de 2012? A conferir. A numeração dos papas da lista é diferente da numeração oficial do Vaticano. Bento XVI aparece como o 267º papa, mas na verdade é o 265º. A razão ainda desconhecida é interpretada como a inclusão de dois antipapas inadequadamente.

O último Papa. O que diz a Profecia dos Papas?

A 112º linha pode ser traduzida como:
“Na última perseguição à sagrada Igreja Romana reinará Pedro o Romano, que alimentará as suas ovelhas com muitas tribulações; passadas as quais a cidade das sete colinas (Roma) será destruída e o juiz terrível julgará o seu povo. Fim.”

Confira a baixo a Lista Completa da Profecia dos Papas.

Vídeos relacionados à Profecias dos Papas:

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-dos-papas/
Lista completa da Profecia dos Papas
• Ex Castro Tiberis – Do Castelo do Tibre – Papa Celestino II (1143-1144) – Guido di Castello • Inimicus Expulsus – Inimigos Expulsos – Papa Lúcio II (1144-1145) – Gherardo Caccianemici dell’Orso • De Magnitudine Montis – Procedente de Montemagno – Beato Eugênio III, O.Cist. (1145-1153) – Bernardo Pignatelli • Abbas Suburranus – O Abade de Suburra – Papa Anastácio IV (1153-1154) – Conrado Suburra • De Rure Albo – De um Campo Branco – Papa Adriano IV, O.S.A. (1154-1159) – Nicholas Breakspear •Ex Tetro Carcere – De um Horrível Cárcere – Antipapa Vítor IV, antipapa (1159-1164) – Ottaviano de Monticello • Via Transtibertina – Via Mais Além do Tibre – Antipapa Pascoal III, antipapa (1164-1168) – Guido da Crema • De Pannonia Tusciae – Da Hungria a Toscana – Antipapa Calisto III, antipapa – Jean de Struma • Ex Ansere Custode – Da Guarda do Ganso – Papa Alexandre III (1159-1181) – Rolando Bandinelli • Lux in Ostio – A Luz em Óstia – Papa Lúcio III,´O.Cist. (1181-1185) – Ubaldo Allucingoli • Sus in Cribo – O Porco na Peneira – Papa Urbano III (1185-1187) – Uberto Crivelli • Ensis Laurentii – A Espada de Lourenço – Papa Gregório VIII, O.S.B. (1187) – Alberto de Morra • De Scholia Exiet – Saído de Uma Escola – Papa Clemente III (1187-1191) – Paolo Scolari • De Rure Bovensi – Do Campo dos Bois – Papa Celestino III (1191-1198) – Giacinto Orsini • Comes Signatus – O Conde Assinalado – Papa Inocêncio III (1198-1216) – Giovanni Lotario, Conde de Segni •Canonicus Ex Latere – Canônico do Ladrilho – Papa Honório III (1216-1227) – Cencio Savelli • Avis Ostiensis – A Ave de Óstia – Papa Gregório IX (1227-1241) – Ugolino, Conde de Segni • Leo Sabinus – O Leão Sabino – Papa Celestino IV, O.S.B. (1241) – GodogredoCastiglioni• Comes Laurentius – O Conde de São Lourenço – Papa Inocêncio IV (1243-1254) – Sinibaldo, Conde de Fieschi •Signum Ostiense – O Signo de Óstia – Papa Alexandre IV (1254-1261) – Rinaldo, Conde de Segni • Jerusalem Campaniae – Jerusalém Campânia – Papa Urbano IV (1261-1264) -JacquesPantaléon • Draco Depressus – O Dragão Arruinado – Papa Clemente IV (1265-1268) – Guy Le Gros Folques •Anguineus Vir – O Homem da Serpente – Beato Gregório X, O.Cist. (1271-1276) – Teobaldi Visconti • Concionator Gallus – O Pregador Francês – Santo Inocêncio V, O.P. (1276) – Pierre de Tarentaise • Bonus Comes – O Bom Conde – Papa Adriano V (1276) – Ottobono, Conde de Frieschi• Piscator Tuscus – O Pescador Toscano – Papa João XXI (1276-1277) – Pedro Julião • Rosa Composita – A Rosa Dissimulada – Papa Nicolau III, O.S.B. (1277-1280) – Giovanni Gaetano Orsini o Ex Telonio Liliacei Martini – Do Tesoureiro de Martinho dos Lírios Martinho IV (1281-1285) – Simon de Brion • Ex Rosa Leonina – Da Rosa Leonina – Papa Honório IV (1285-1287) – Giacomo Savelli• Picus Inter Escas – O Pássaro Entre os Alimentos – Papa Nicolau IV, O.F.M. (1288-1292) – Girolamo Masci• Eremo Celsus – Elevado da Solidão – São Celestino V, O.S.B. (1294) – Pietro da Morrone • Ex Undarum Benedictione – Das Ondas do Benedito – Papa Bonifácio VIII (1294-1303) – Benedetto Caetani • Concionator Patareus – O Pregador de Patara – Beato Bento XI, O.P. (1303-1304) – Niccolò Boccasini • De Faciis Aquitanicis – Das Faixas da Aquitânia – Papa Clemente V (1305-1314) – Bertrand de Got• De Sutore Osseo – Do Sapateiro de Ossa – Papa João XXII (1316-1334) – Jacques Duèse• Corvus Schismaticus – O Corvo Cismático – Nicolau V, antipapa (1328-1330) – Pietro Rainalducci • Abbas Frigidus – Abade Frio – Papa Bento XII, O.Cist. (1334-1342) – Jacques Fournier• Ex Rosa Atrebatensi – Da Rosa dos Atrébates – Papa Clemente VI, O.S.B. (1342-1352) – Pierre Roger•De Montibus Pammachii – O Lutador dos Montes – Papa Inocêncio VI (1352-1362) – Étienne Aubert• Gallus Vicecomes – O Visconde Francês – Papa Urbano V, O.S.B. (1362-1370) – Guillaume de Grimoard• Novus de Virgine Forti – Forte da Virgem Nova – Papa Gregório XI (1370-1378) – Pierre Roger de Beaufort• De Inferno Pregnani – Do Inferno de Prignano – Papa Urbano VI (1378-1389) – Bartolomeo Prignano• De Cruce Apostolica – Da Cruz Apostólica – Clemente VII, antipapa (1378-1394) – Robert de Genève• Cubus de Mixtione – Cubos Sujeitos à Mistura – Papa Bonifácio IX (1389-1404) – Pietro Tomacelli • Luna Cosmedina – A Lua Cosmedina – Bento XIII, antipapa (1394-1423) – Pedro de Luna• De Miliore Sidere – De Uma Estrela Melhor – Inocêncio VII (1404-1406) – Cosimo Migliorati• Nauta de Pontenigro – Marinheiro da Ponte Negra – Gregório XII (1406-1415) – Angelo Correr• Flagellum Solis – O Flagelo do Sol – Alexandre V, O.F.M., antipapa (1409-1410) – Pietro de Candia • Cervus Sirenae – O Cervo da Sereia – João XXIII, antipapa (1410-1414) – Baldassare Cossa• Corona Veli Aurei – A Coroa do Véu de Ouro – Papa Martinho V (1417-1431) – Oddone Colonna • Schisma Barcinonicum – O Cisma de Barcelona – Clemente VIII, antipapa Gil Muñoz • Lupa Caelestina – A Loba Celestina – Papa Eugênio IV, O.S.A. (1431-1447) -GabrieleCondulmer• Amator Crucis – O Amante da Cruz – Félix V, antipapa (1439-1449) – Amadeu VIII de Savóia• De Modicitate Lunae – Da Pequenez da Lua – Papa Nicolau V, O.P. (1447-1455) – Tommaso Parentucelli• Bos Pascens – O Boi que Pasta – Papa Calisto III (1455-1458) – Alfonso Bórgia• De Capra et Albergo – De Cabra e Albergue – Papa Pio II (1458-1464) – Enea Silvio Piccolomini• De Cervo et Leone – Do Cervo e do Leão – Papa Paulo II (1464-1471) – Pietro Barbo• Piscator Minorita – O Pescador Menor – Papa Sisto IV, O.F.M. (1471-1484) – Francesco della Rovere•Praecursor Siciliae – O Precursor da Sicília – Papa Inocêncio VIII (1484-1492) – Giovanni Battista Cibò• Bos Albanus in Portu – Boi de Albano no Porto – Papa Alexandre VI (1492-1503) – Rodrigo de Bórgia• De Parvo Homine – Do Homem Pequeno – Papa Pio III (1503) – Francesco Todeschini• Fructus Jovis Juvabit – O Fruto de Júpiter Comprazerá – Papa Júlio II, O.F.M. (1503-1513) – Giuliano della Rovere• De Craticula Politiana – A Grelha de Poliziano – Papa Leão X (1513-1521) – Giovanni de Medici• Leo Florentius – O Leão de Florença – Papa Adriano VI (1522-1523) – Adriaan Florensz Boeyens•Flos Pilae Aegrae – A Flor das Colunas Vacilantes – Papa Clemente VII (1523-1534) – Giulio de Medici • Hyacinthus Medicorum – O Jacinto dos Médicos – Papa Paulo III (1534-1549) – Alessandro Farnese • De Corona Montana – Da Coroa do Monte – Papa Júlio III (1550-1555) – Giovanni Maria Ciocchi del Monte • Frumentum Floccidum – O Trigo Insignificante – Papa Marcelo II (1555) – Marcello Cervini •De Fide Petri – Da Fé de Pedro – Papa Paulo IV (1555-1559) – Gian Pietro Carafa• Aesculapii Pharmacum – O Remédio de Esculápio – Papa Pio IV (1559-1565) – Giovanni Angelo de Medici• Angelus Nemorosus – O Anjo de Bosco – São Pio V, O.P. (1566-1572) – Antonio Ghislieri• Medium Corpus Pilarum – O Corpo no Meio das Esferas – Papa Gregório XIII (1572-1585) – Ugo Boncompagni • Axis in Meditate Signi – O Eixo no Meio do Emblema – Papa Sisto V, O.F.M. Conv. (1585-1590) – Felice Peretti • De Rore Coeli – Do Orvalho do Céu – Papa Urbano VII (1590) – Giambattista Castagna• De Antiquitate Urbis – Da Cidade Antiga – Papa Gregório XIV (1590-1591) – Niccolò Sfondrato • Pia Civitas in Bello – Cidade Piedosa na Guerra – Inocêncio IX (1591) – Giovanni Antonio Facchinetti • Crux Romulea – A Cruz Romana – Papa Clemente VIII (1592-1605) – Ippolito Aldobrandini •Undosus Vir – O Homem Agitado – Papa Leão XI (1605) – Alessandro Ottaviano de Medici • Gens Perversa – Gente Perversa – Papa Paulo V (1605-1621) – Camillo Borghese • In Tribulatione Pacis – Na Tribulação da Paz – Papa Gregório XV (1621-1623) – Alessandro Ludovisi •Lilium et Rosa – O Lírio e a Rosa – Papa Urbano VIII (1623-1644) – Maffeo Barberini • Jucunditas Crucis – A Exaltação da Cruz – Papa Inocêncio X (1644-1655) – Gian Battista Pamphili •Montium Custos – O Guardião dos Montes – Papa Alexandre VII (1655-1667) – Fabio Chigi• Sidus Olorum – A Estrela dos Cisnes – Papa Clemente IX (1667-1669) – Giuglio Rospigliosi • De Flumine Magno – Do Grande Rio – Papa Clemente X (1670-1676) – Emilio Altieri • Bellua Insatiabilis – A Besta Insaciável – Beato Inocêncio XI (1676-1689) – BenedettoOdescalchi • Poenitentia Gloriosa – A Penitência Gloriosa – Papa Alexandre VIII (1689-1691) – Pietro Ottoboni• Rastrum in Porta – O Rastro na Porta – Inocêncio XII (1691-1700) – Antonio Pignatelli • Flores Circumdati – Flores em Círculo – Clemente XI (1700-1721) – Giovanni Francesco Albani • De Bona Religione – De Boa Religião – Inocêncio XIII (1721-1724) – Michelangelo Conti • Miles in Bello – O Soldado no Combate – Bento XIII, O.P. (1724 – 1730) – Piertro Francesco Orsini • Columna Excelsa – A Coluna Elevada – Papa Clemente XII (1730-1740) – Lorenzo Corsini • Animal Rurale – O Animal dos Campos – Bento XIV (1740-1758) – Prospero Lambertini •Rosa Umbriae – A Rosa das Sombras – Papa Clemente XIII (1758-1769) – Carlo Rezzonico• Ursus Velox – O Urso Veloz – Papa Clemente XIV, O.F.M. Conv. (1769-1774) – Giovanni Vincenzo Antonio Ganganelli •Peregrinus Apostolicus – O Peregrino Apostólico – Papa Pio VI (1775-1799) – Giovanni Angelo Braschi • Aquila Rapax – A Águia Arrebatadora – Papa Pio VII, O.S.B. (1800-1823) – Gregorio Barnaba, Conde de Chiaramonti • Canis et Coluber – O Cão e a Serpente – Papa Leão XII (1823-1829) – Annibale Sermattei della Genga • Vir Religiosus – O Varão Religioso – Papa Pio VIII (1829-1830) – Francesco Saverio, Conde de Castiglioni• De Balneis Etruriae – De Balnes, Etrúria Papa Gregório XVI, O.S.B. Cam. (1831-1846) – Bartolomeo Alberto Cappellari • Crux de Cruce – A Cruz da Cruz – Beato Pio IX, T.O.R. (1846-1878) – Giovanni Maria Mastai Ferretti • Lumen in Caelo – A Estrela no Céu – Papa Leão XIII (1878-1903) – Leão XIII – Vincenzo Gioacchino Pecci • Ignis Ardens – O Fogo Ardente – Papa Pio X (1903-1914) – Giuseppe Sarto • Religio Depopulata – A Religião Despovoada Papa Bento XV (1914-1922) – Giacomo della Chiesa • Fides Intrepida – A Fé Intrépida – Papa Pio XI (1922 -1939) – Achille Ratti •Pastor Angelicus – O Pastor Angélico – Papa Pio XII (1939-1958) – Eugenio Paccelli •Pastor et Nauta – Pastor e Navegante – Beato João XXIII, T.O.R. (1958-1963) – Angelo Giuseppe Roncalli• Flos Florum – A Flor das Flores – Papa Paulo VI (1963-1978) – Giovanni Battista Enrico Antonio Maria Montini• De Medietate Lunae – Da Lua de Neutralidade – Papa João Paulo I (1978) – Albino Luciani• De Labore Solis – Do Trabalho do Sol – Papa João Paulo II (1978-2005) – Karol Jozef Wojtyla• De Gloria Olivae – Da Glória da Oliveira – Papa Bento XVI (2005-) Joseph Alois Ratzinger• Petrus Romanus – Pedro Romano – ?
Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-dos-papas/

Profecias dos Últimos Séculos – Parte 2

Profecias de Nostradamus…

Profecias de Nostradamus

Quem foi Nostradamus?

Michel de Nostredame (14 ou 21/12/1503 – 02/07/1566), mais conhecido pelo nome latinizado de Nostradamus, foi um era um profeta francês famoso por sua suposta capacidade de vidência. A sua obra mais conhecida é o livro Les Propheties (“As Profecias”), lançado em 1555.  

O que Nostradamus previu para 2012?

Em 1994 foi descoberto na Livraria Nacional de Itália um manuscrito datado de 1629 pelos jornalistas italianos Enza Massa e Roberto Pinotti. No manuscrito aparecia o nome de Nostradamus em tinta indelével, com ilustrações que supostamente o profeta francês teria produzido. Estas ilustrações trariam dados codificados para os eventos do final dos tempos.  
O escritor Michael Rathford em seu livro O Código De Nostradamus: A Terceira Guerra Mundial (2007-2012), The Nostradamus Code: World War III (2007-2012) afirma que Nostradamus codificou suas previsões para escapar da fúria da Igreja. Esta opinião é compartilhada por muitos estudiosos do profeta francês.  

O que significa as ilustrações do livro secreto de Nostradamus?

O livro contém uma série de sete imagens que seria a cronologia dos eventos que se concluirão em 2012. Provavelmente direcionadas a um alinhamento galáctico.   
Os desenhos do manuscrito perdido podem estar relacionados com o alinhamento galático que ocorre a cada 26 mil anos e pode ocorrer em 21 de dezembro de 2012. A primeira imagem mostra um leão sob o sol, quando o sol está em Leão ou no signo oposto, de Aquário, existe o alinhamento galáctico. Em outra imagem é mostrado um escorpião e uma espiral podem representar a galáxia (que é espiralada). Noutra página está desenhado um homem com uma espada em riste formando um “S”. Além de um bastão sobre uma árvore. O que poderia ser representado pelo alinhamento do Sol à nossa galáxia e a destruição da árvore da vida. Em outra imagem aparece um arqueiro, que pode ser a galáxia de Sagitário, que aponta para o centro da galáxia.  
Na Epístola ao Rei Henrique II, Nostradamus escreveu: “Haverá um eclipse solar mais escuro e sombrio do que todos desde a criação do mundo… tanto que parecerá que a gravidade da terra perdeu seu movimento natural e que o planeta mergulha no abismo da escuridão perpétua.”

Vídeo relacionado as Profecias de Nostradamus:

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-de-nostradamus/

Profecias de Edgar Cayce….

Profecias de Edgar Cayce

Quem foi Edgar Cayce?

Edgar Cayce é o clarividente mais documentado do Século XX. Este norte-americano foi também chamado de “O Profeta Adormecido” e “Pai da medicina holística”. Por mais de 40 anos de sua vida adulta, Edgar Cayce (1877-1945) fez “leituras psíquicas” aos milhares de investigadores num estado inconsciente, diagnosticando doenças e revelando vidas que viveu no passado e nas profecias para o futuro. Edgar Cayce canalizou respostas às perguntas para assuntos tais como: tratamentos de saúde, Atlântida, espiritualidade, imortalidade, reencarnação, origem e destino da humanidade, leis universais, interpretação dos sonhos, vida desconhecida de Jesus, meditação, dietas alimentares, entre outros. Embora Edgar Cayce se considerasse um cristão devoto e tenha vivido antes do surgimento da Nova Era, alguns acreditam que ele foi o fundador ou um grande influenciador desse movimento.

Biografia de Edgar Cayce

Edgar Evans Cayce nasceu em 18 de março de 1877 em Hopkinsville, Kentucky, EUA. Seus pais eram agricultores e suas habilidades psíquicas começaram a aparecer em sua infância. Edgar Cayce podia ver e falar com o espírito de seu avô, além de brincar com amigos imaginários, que poderiam ser espíritos.
Desde cedo Edgar Cayce memorizava livros inteiros apenas dormindo sobre eles. Mais habilidades de sono em Edgar Cayce também apareceram em sua vida adulta. Relaxando sobre um divã e com ajuda de um taquigrafa para anotações, Edgar Cayce entrava em estado de “transe”, no qual ele dizia que podia colocar sua mente em contato com todo o tempo e espaço. Neste estado ele respondia, sempre com os olhos fechados, a diversos tipos de perguntas como: “Qual o segredo do universo?” até “O que fazer para curar minha doença?”.
Edgar Cayce foi um dos maiores clarividentes da História. A mídia norte-americana o apelidou de “O Profeta Adormecido”. Ele ficou conhecido após a concretização de algumas profecias, como o início e do fim dos conflitos da I e II Guerras Mundiais, surgimento do nazismo, conflitos raciais nos EUA, datas dos falecimentos de dois dos Presidentes dos EUA, extinção da Liga da Nações (predecessora da ONU), a Grande Depressão Econômica (1929-1934) dos EUA, o fim do comunismo na Rússia e o surgimento da China como grande potência econômica e cultural, aparecimento de doenças modernas como stress, tensão arterial alterada e o aumento de doenças cardíacas.
A influência das obras de Edgar Cayce são presentes em nossos dias, mesmo após várias décadas de sua morte. Seus inúmeros textos podem servir de chave de entendimento para assuntos variados. Embora a maioria de leituras de Edgar Cayce tratem de saúde holística e o tratamento de doenças, em sua totalidade, as leituras discutem 10.000 tópicos diferentes!
As previsões que não ainda foram realizados ou precisam ser confirmados incluem:

  • III Guerra Mundial (surgiria do conflito entre a Líbia, Egito, na Síria e em regiões remotas na Indonésia, Golfo Pérsico e Austrália).
  • Mudanças climáticas extremas (aumento do nível dos oceanos, retorno da atividade de falhas sísmicas e vulcões, submersão da Califórnia, desaparecimento de Nova York, entre outros).
  • A União Soviética se tornará o país mais religioso do mundo.
  • A China será o alicerce da cristandade.

Edgar Cayce morreu vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) em Virginia Beach, em 3 de janeiro de 1945. Edgar Cayce foi enterrado no cemitério de Hopewell em sua cidade natal, Hopkinsville, Kentucky.

O que é a Dieta de Cayce?

A dieta alimentar de Edgar Cayce era baseada no conceito de combinação de alimentos. Café com leite ou açúcar; frutas cítricas com pães, não combinavam, segundo Edgar Cayce. A dieta de Cayce recomenda evitar o consumo de carnes vermelhas, álcool (exceto o vinho tinto), pão branco e frituras; e dar preferência para frutas e vegetais sobre amidos, além do consumo na proporção de 80% de alimentos alcalinos a 20% aos ácidos. Segundo Edgar Cayce, uma refeição por dia deve consistir inteiramente de vegetais crus. Café e cigarros apenas em quantidades pequenas e sob circunstâncias estritas. Apesar de prescrever suas próprias dieta o próprio Edgar Cayce pouco seguiu suas recomendações para uma alimentação mais saudável.

O que dizem os céticos de Edgar Cayce?

Para os céticos de Edgar Cayce as provas dos feitos do profeta aparecem apenas em jornais modernos, depoimentos, histórias e testemunhos com pouco valor científico. As profecias de Edgar Cayce seriam interpretações de eventos futuros que teriam grandes chances de ocorrer, segundo seus críticos.

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/profecias-de-edgar-cayce/

Profecias dos últimos Séculos – Parte 1

Profecias Egípcias…

Profecias Egípcias

Os antigos egípcios tinham a mais elevada veneração por Thoth, que para eles era o Deus criador desde que trouxera para a Terra o uso da escrita hieroglífica, da alquimia, da matemática, da arquitetura, da medicina, da magia, enfim a base de todas as ciências que levaram os egípcios a um altíssimo nível de conhecimento. Segundo Platão foi Hermes (Thoth) o pai da geometria, revelador do uso dos números, da geometria, astronomia e as letras. Deixou mais de dois mil livros escritos, quase todos destruídos quando do incêndio da Biblioteca de Alexandria.
História
Thoth compreendia todos os mistérios da mente humana, pelo que há no “Livro dos Mortos” do Egito ele representa o advogado da humanidade. Em muitas pinturas é representado Anúbis ao lado da balança na qual era pesada a alma do morto ante o tribunal do julgamento, onde ele aparece diante da balança na qual era pesado o coração do morto. De um lado, num dos pratos da balança, era posto uma pena simbolizando a verdade, e do outro lado o Ab simbolizando o coração do morto. Cabia a Thot examinar a mente e determinar a dignidade do morto. No grande tribunal está Thot de pé diante da balança do julgamento dos homens penetrando na mente para julgar os sentimentos e propósitos. O escriba que nas gravuras está representado na presença de Osíris diante do julgamento das almas. Egípcios antigos acreditavam que antes do morto entrar no Além, primeiramente o coração dele deveria ser pesado na presença de Osíris. No mínimo o coração do morto deveria ter o peso de uma pena. O escriba Thot anotava criteriosamente o resultado de cada julgamento, assinalando se aquele que estava sendo pesado havia ou não se conduzido bem, se tivera uma vida digna e honrada. Por isto os egípcios diziam que Thot era o escriba confidencial do deus Osíris, o secretário de todos os deuses e fora ele quem trouxera para a Terra, entre inúmeras outras coisas, a música, assim como a instituição de um calendário anual constante de 365 dias, semelhante ao que somente muito depois foi oficializado e é utilizado na atualidade. 

No mito simbólico da morte de Osíris, diz a Tradição egípcia que Thoth ensinou à deusa Ísis a conjurar encantos contribuindo assim decisivamente para que aquela deusa pudesse reconstituir totalmente o corpo do seu irmão Osíris que havia sido desfeito em pedacinhos. Por isto, segundo consta, toda a magia egípcia fora ensinada por Thoth. 
Os egípcios se referiam a Thoth como sendo a mente e a língua de RA. Também representava a mente e a palavra falada de RA. A palavra constituía o poder com que RA objetivava suas idéias. No Egito existiu uma casta de sacerdotes seguidores de Thoth, constituída pelos maiores conhecedores das ciências da época, especialmente da aritmética. Aqueles sacerdotes afirmavam que toda inspiração que tinham provinha de Thoth. Para muitos estudiosos tudo o que existe registrado a respeito daquela figura enigmática é meramente lendário, sendo a sua história nada mais que mitos. Quando muito são referências ao principal escriba que apenas transcreveu os conhecimentos existentes em sua época. Mas, igualmente outros estudiosos da História Antiga do Egito, o consideram pelos feitos assinalados se tratar de um ser dotado de poderes divinos. Podemos afirmar que esta é a verdadeira natureza de Thoth, tratava-se de um ser que compreendia todos os mistérios da mente humana, pelo que no está representado no “O Livro dos Mortos” como o advogado da humanidade. 
 Seria Thoth descrito nos papiros antigos o mesmo que os gregos chamaram de Hermes? Há muitos indícios de que se tratam de seres distintos. Muitas vezes, os próprios gregos referiram-se a Hermes Trismegisto como não nascido de mulher, conseqüentemente que ele não tivera um corpo físico biológico e sim um corpo aparente com o qual se apresentava diante dos homens. Mas, por outro lado, a própria mitologia grega fala do nascimento de Hermes, como um dos integrantes do Olimpo, filho de Zeus e Maia e que nascera em uma caverna onde fora deixado por sua mãe. Assim sendo, já podemos ver que os escritos gregos dão margem a se entender a existência de duas figuras distintas. Uma aquela do filho de Zeus e Maia chamada de Hermes e a outra um ser não nascido de mulher. Este corresponde precisamente ao que dizem os egípcios a respeito de Thoth. Enquanto a Mitologia grega atribui uma mãe a Hermes os documentos do Antigo Egito dizem que Thoth não foi nascido de mulher, que por isto era considerado um ser divino. Isto permite suspeitar de que o Hermes grego não é aquele referido no Antigo Egito com o nome de Thoth. O que houve foi que os gregos viram semelhança entre os feitos atribuídos a Hermes com os atribuídos pelos egípcios a Thot, e por esta razão erroneamente os associaram como uma mesma pessoa Hermes Trismegisto. Na verdade a quase totalidade dos ensinamentos assinalados como pertencentes a Hermes Trismegisto dizem respeito a Thoth, deus egípcios, e não ao deus Hermes da mitologia grega.
Não é somente a Hermes que Thoth tem sido comparado. Na realidade o Hermes a que se refere o Hermetismo tem sido comparado com importantes figuras de diversas culturas. Assim o feitos de Thoth são atribuídos a diversos nomes sagrados de diferentes culturas. Na civilização egípcia era Thoth; na grega era Hermes; na romana, Mercúrio; na maia, Quetazcoatl; na Atlante, Chiquitet, ou Khan (Ken). Os Sumérios e outros povos da Mesopotâmia adoravam deidades lunares virtualmente idênticas a Thoth. A Lua Deus, da Suméria, denominado Sin, tal como Thoth era aquele encarregado de medir a passagem de tempo.

Thoth é apresentado nos desenhos do Antigo Egito como a figura de Íbis, um pássaro grande integrante da fauna do Nilo.Os Egípcios associavam o bico encurvado e longo da íbis com a Lua e por sua vez a íbis era, segundo a crendice popular, considerado um dos representantes terrestres de Thoth. Segundo a antiga Tradição egípcia, Thoth era o deus da Lua, o deus de sabedoria, o medidor do tempo, e o inventor do sistema de escrita, criador dos hieróglifos e do sistema de numeração. Em outros registros ele era apresentado tendo sobre a cabeça uma gravura simbólica composta pelo disco do Sol e o crescente da Lua. Nas inscrições egípcias e nas lendas consta que o conhecimento de Thoth era imenso e que chegou a ter a capacidade de calcular e medir os céus, e até mesmo teria sido Ele Quem o planejou. Como já mencionamos antes, creditou-se-lhe o papel de criador inventor da astronomia, da astrologia, da botânica, da geometria e agrimensura e de um avançadíssimo sistema de trabalhar a pedra o que permitiu a construção dos grandes monumentos egípcios entre os quais a Grande Pirâmide de Gisé. Existem muitas versões para o nome de Thoth. Em hieróglifo o seu nome é Tehuti cujo significado literal é: “Ele Quem Equilibra”.

Outras vezes é mencionado como Khufu, nome que os gregos traduziam por Cheops. De acordo com o historiador do terceiro século, Manetho, Khufu era um ser de uma estirpe diferente das pessoas comuns. Há textos antigos que dizem haver sido Cheops/Khufu quem escreveu o Livro Gênesis que posteriormente foi compilado de forma modificada pelos hebreus passando então a integrar o Pentateuco do Antigo Testamento.
Para os egípcios Thoth era o Deus do equilíbrio por isto nas gravuras ele era estampado como “Mestre da Balança” indicando estar ele associado com os equinócios – o tempo, quando o dia e a noite eram equilibradas. Tido como o mais eficaz dos escribas de toda a civilização egípcia, e que segundo alguns pesquisadores escreveu cerca de cem mil manuscritos (papiros). Representou um papel crucial nas designações e orientação de templos e ziggurats. Era um escriba, moralista, mensageiro, e o mágico supremo. Considerado o deus protetor de todas as artes, ciências, e produções intelectuais.
Em decorrência da ligação da cultura ocidental com a civilização grega a imagem de Thoth chegou até a atualidade como sendo Hermes acrescido do termo Trismegisto, que significa três vezes grande, ou, três vezes sublime. Era tríplice em três sentidos religioso, cientifico e artístico. Religião, ciência e arte formam nele um triângulo eqüilátero. Mas segundo o Hermetismo, o termo “Trismegistus” tem um outro significado. A Thoth é conferido o nome “Trismegistus” por haver sido Grande Mestre de três civilizações, na Lemuriana, na Atlanta e na Ariana.

O Texto Hermético chamado o Kore Kosmu, escrito em Alexandria no Antigo Egito, cita Thoth como “O Todo Astuto”, desde que ele entendia de todas as coisas.Os ensinamentos de Thoth, em parte foi gravado em pedra, especialmente aquilo preservado para o futuro, principalmente os símbolos sagrados dos elementos cósmicos. Diz a Tradição Antiga que Ele entendia de todos os “mistérios dos céus”, parte dos quais deixou inscrito em livros sagrados que foram mantidos ocultos, a não ser para os Grandes Iniciados e Veneráveis Herméticos.Tais escritos deveriam ser progressivamente conhecidos pelas gerações futuras na medida em que o desenvolvimento espiritual o permitisse. Até então somente aqueles que fossem merecedores poderiam ter acesso.

Estes livros sagrados são freqüentemente chamados de “Os 42 Livros de Instruções” ou “Os 42 Livros de Thot” que trazem os mais elevados conhecimentos esotéricos, místicos e metafísicos e sobre os quais se baseia a Gnosis Egípcia. Neles está registrado um imenso cabedal de instruções capazes de conduzir o ser humano à libertação do ciclo de reencarnações e a tomar ciência da Unificação Cósmica. Consta neles os meios da pessoa chegar à imortalidade constituindo-se isto a base da Alquimia Hermética. Apenas uma pequena parte desse trabalho de Hermes foi encontrada até a presente data, mas dizem que grande parte dos escritos sagrados está guardada nas pirâmides. A Ordem Hermética afirma que parte desse conhecimento já foi encontrada dentro do “Corredor de Registros” embaixo da Esfinge no Egito e dos quais derivou a Alquimia.
Em contraposição à afirmação ao que dizem muitos egiptólogos que não existe indícios de um citado “Templo da Esfinge” os Veneráveis Herméticos afirmam o inverso. Conseqüentemente para uns não passam de lendas tudo o que é dito a respeito do “Templo da Esfinge”, enquanto para outros são verdadeiras as imagens sagradas esculpidas ao longo das passagens das paredes de pedra do Templo da Esfinge. Trata-se de um corredor que conduz para uma câmara divina, contudo as “chaves” para a decifração das mensagens somente no momento preciso serão reveladas para a humanidade. Na verdade atualmente já estão sendo liberados ensinamentos que dizem respeito a mais alguns Princípios, além dos Sete Princípios Herméticos clássicos.
Nos escritos de Thot há descrição sobre todas as raças que já viveram na terra, com referências sobre onde toda a vida começou. Parte disto consta em documentos conhecidos pelo título de “Textos de Pirâmide” onde uma união com a íbis Thot acontece na área pantanosa do Delta. Os “Textos de Pirâmide” se constitui de uma coletânea de orações mortuárias egípcias, hinos, e feitiços destinados a protegerem um rei ou rainha após a morte para lhes assegurar vida e alimento no futuro.
Os textos sobre os ensinamentos de Thoth têm várias origens, alguns oficialmente aceitos pela arqueologia oficial e outros apenas pelos “iniciados”, pois a fonte destes conhecimentos são reservados aos membros da V:.O:.H:. Em parte os conhecimentos não oficiais já foram divulgados em algumas obras reservadas, entre elas A “Tabua das Esmeraldas” e o “Livro Sagrado de Thot” e mais conhecidas o “Corpus Hermeticum” e “Pistis Sophia”.

Alguns textos herméticos foram inscritos nas paredes das câmaras internas da pirâmide de Saqqarah da 5ª e 6º dinastia no período compreendido entre 2686 a.C. e 2160 a.C. Aqueles escritos são os mais antigos escritos funerários de conhecimento público. Consta neles que Thoth tivera uma esposa de nome de Ma’at, que significa “Verdade”, “Justiça”, mas não se sabe se isso tem sentido simbólico ou não. O que se sabe é que Maat, “verdade”, era representada como uma mulher alta com uma pena de avestruz no cabelo e que estava presente no julgamento do morto. Era exatamente aquela pena que era pesada contra o coração do morto.Desde os primórdios da civilização do Egito os direitos civis eram assegurados pela “Lei de Maat deixada por Thoth. Trata-se essencialmente de uma série de concepções e normas morais. Qualquer lei que fosse contrária à Lei de Maat não era considerada válida no Egito. Também era conhecida pelo nome de Nehemaut ou Sophia.

Trata-se essencialmente de uma série de concepções e normas morais. Qualquer lei que fosse contrária à Lei de Maat não era considerada válida no Egito. Também era conhecida pelo nome de Nehemaut ou Sophia.

De acordo com uma velha tradição maçônica, o deus egípcio Thoth deixou para a humanidade os principais conhecimentos da arte da arquitetura havendo sido transmitido à humanidade depois do dilúvio.Segundo os ensinamentos de Thoth, a Grande Pirâmide foi construída seguindo as proporções geométricas do corpo humano. Em defesa dessa afirmativa diz-se que da mesma maneira como um clarividente percebe no corpo humano espirais negro-claro, espirais de branco-luz, assim também podem ser visualizadas por sensitivos espirais semelhantes saindo da Grande Pirâmide. Existe uma “lenda” que diz que uma dessas espirais passava exatamente por uma das extremidades do sarcófago que está na Câmara de Reis, mas que, em período recente, um diretor do Departamento de Antiguidades do Egito mandou deslocar o sarcófago de sua posição original, por causa de coisas estranhas que as visitas sentiam e tinham por hábito colocar no sarcófago visando virtudes inusitadas.

Essa propriedade foi descrita por Hermes, no período do Antigo Egito o iniciando deitava-se no sarcófago de tal modo que uma coluna de energia, criada pela espiral de branco-luz, atravessava a sua cabeça o que permitia ao iniciando unificar a sua consciência com a espiral de branco-luz e assim ser projetado em elevadíssimo nível de consciência. Depois de três dias e meio o iniciado era retirado do sarcófago e trazido para a Câmara da Rainha onde uma outra coluna de energia diferente ajudava a estabilizar a parte de trás. Nesse processo ocorria uma troca, uma transmutação, em nível de consciência de 1/3 da consciência objetiva humana por igual quantidade de Consciência Crística (Consciência Cósmica). Assim, no iniciado, surgia um certo nível da Consciência Superior o que lhe permitia a partir de então agir como um ser dotado daquilo que hoje chamam de Cristo-consciência. Diz Hermes: “Quando a consciência objetiva retrocede, nasce a sabedoria. A ciência que desperta essa sabedoria é o segundo aspecto hermético da sublimidade”. Afirma Hermes que esse mesmo tipo de troca é idêntico ao que o gênero humano experimentará durante ascensão planetária.

Embora falem da sabedoria de Hermes escrita em cem mil manuscritos – em grande parte destruídos no incêndio da Biblioteca de Alexandria – na realidade, como diz J. van Rijckenborgh, “A sabedoria hermética não se conteria em todos os livros do mundo! Pois essa sabedoria é livre de todo o saber tradicional”. Trata-se da Sabedoria Universal que não está escrito em livro algum, mas a qual o estudioso sincero facilmente tem acesso. 

Sendo que ela existe para que o ser humano possa usá-la e com ela escapar do mundo dialético que o aprisiona. Na verdade qualquer pessoa que se disponha pode recebê-la diretamente do seu próprio PIMANDRO.

Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/porfecias-egipcias/

Profecias Sumérias…

Profecias Sumérias

A civilização Suméria é considerada a civilização mais antiga da humanidade. Suméria, Shumeria, ou Shinar. Na bíblia, Sinar. Em egípcio Sangar e Ki-en-gir na língua nativa. Os sumérios estabeleceram-se ao norte do golfo Pérsico, na embocadura do Tigre e do Eufrates que nascem nas montanhas da Turquia, apropriadamente posicionada em terrenos conhecidos por sua fertilidade. Localizavam-se na parte sul da Mesopotâmia, hoje conhecido como Iraque. Acredita-se que pertencessem a uma raça vizinha a dos egípcios. Evidências arqueológicas datam o início da civilização suméria em meados do quarto milênio A.C, data tradicionalmente atribuída para o surgimento da escrita, marco inicial da contagem da história. Contudo, há relatos de que é ainda mais antiga. Alguns estudiosos apontam erros nas datas de construção das pirâmides egípcias, estas ultrapassariam 10.000 anos de existência.

A organização social dos Sumérios foi responsável por inúmeras contribuições presentes em nossa sociedade atual, influenciando a formação das sociedades greco-romanas, que por sua vez, influenciaram praticamente todo o mundo ocidental. Duas importantes criações atribuídas aos sumérios são a Escrita Cuneiforme, que provavelmente antecede todas as outras formas de escrita, tendo sido originalmente usada por volta de 4000 a.C.; e as Cidades-Estado – a mais conhecida delas sendo, provavelmente, a cidade de Ur, construída por Ur-Nammu, o fundador da terceira dinastia Ur por volta de 2000 A.C. Os sumérios descreviam-se como Sag-gi-ga ‘o povo de cabeças negras’ e chamaram sua terra Ki-en-gi, o ‘lugar dos senhores civilizados’.

A palavra acadiana Shumer possivelmente representa esse significado, contudo, em outro dialeto. A história dos sumérios, donos de língua, cultura e provavelmente aparência, foram diferentes da dos seus vizinhos e sucessores. Alguns arqueólogos afirmam que os sumérios procediam, de fato, das planícies mesopotâmicas. Outros sugerem que o termo ‘suméria’ deveria se restringir à língua sumeriana, baseando-se no fato de que não havia grupos étnicos ‘sumérios’ avulsos.

O próprio termo ‘sumério’ é geralmente usado para se referir a uma língua isolada (no campo da Lingüística), já que ela não pertence a nenhuma família lingüística conhecida – ao contrário do acádio, por exemplo, que pertence ao hamito-semítico, ou às chamadas línguas afro-asiáticas. Os sumérios já possuíam uma escrita composta de desenhos ou pictogramas ainda mais antiga que a egípcia. A escrita era traçada se utilizando de uma cunha, em tábuas de argila cozidas ao forno. Mais tarde, os pictogramas foram substituídos por sinais que representavam não mais objetos, mas sons e sílabas. Como se assemelhavam a cunhas, esta escrita foi chamada cuneiforme. As cidades sumerianas, das quais a principal tinha o nome de Ur, eram construídas sobre vastos terraços artificiais. Cada uma tinha, por líder, um rei ou governador. Quando algum deles falecia, enterravam junto suas jóias, sua viúva e seus servidores.Os Sumérios criaram uma arte vigorosa e realista. Usavam roupas tecidas, possuíam exército regular e utilizavam carros com rodas. Entre os principais deuses adorados pelos sumérios está Anu (ou An), Deus do céu; Ninti – Senhora da vida, a Deusa-mãe; Enlil, o deus do vento (ou Senhor do Comando) e Enki, deus (ou Senhor) da Terra, ambos, filhos de Anu (ou Senhor das Alturas).

Cada um dos deuses sumérios (em sua própria língua, ‘dingir’) era associado a cidades diferentes, e a importância religiosa a eles atribuída intensificava-se ou esmorecia dependendo do poder político da cidade associada. Segundo a tradição suméria, os deuses criaram o ser humano com o propósito de serem ‘servidos’ por essas novas criaturas. . Houve uma época em que estes Deuses ficaram frustrados, e decidiram expressar seus sentimentos através de terremotos e catástrofes aparentemente naturais. A essência primordial da crença suméria baseava-se, portanto, máxima de que toda a humanidade estava à mercê desses deuses.

Os sumérios são geralmente considerados os inventores da astronomia. Nas ruínas das cidades sumérias escavadas por arqueólogos desde o princípio do século XX, foram encontradas muitas centenas de inscrições e textos deste povo sobre suas observações celestes. Entre estas inscrições existem listas específicas de constelações e posicionamento de planetas no espaço, bem como informações e manuais de observação. Existem textos específicos sobre o sistema solar e o movimento dos planetas em torno do Sol, na sua ordem correta atual, muito antes da descoberta oficial moderna dos planetas de nosso sistema solar. Os sumérios consideravam o sistema solar como sendo todos os planetas girando ao redor do Sol.

Os observatórios sumérios obtinham cálculos do ciclo lunar que diferiam em apenas 0,4 segundos dos cálculos atuais. Foi descoberto um cálculo cujo resultado final em nossa numeração corresponde a um número de quinze casas. Os gregos, no auge do saber, não passaram do número 10.000, o resto seria o “infinito”.

Existe dados sobre Plutão, planeta descoberto em 1930, (atualmente rebaixado de categoria); seu tamanho era conhecido, bem como sua composição química e orgânica. Afirmavam que era na verdade um satélite de Saturno que se “desprendeu” e ganhou nova órbita. Chamavam a Lua de pote de chumbo e diziam que seu núcleo era uma ‘cabaça’ de ferro. Durante o programa Apolo, a NASA confirmou esses dados.

Existem milhares de textos sobre medicina, arquitetura, engenharia, hidráulica, matemática avançada, química, física, etc. A Agricultura era alicerçada em técnicas de irrigação e drenagem, desenvolviam canais de irrigação, diques, reservatórios; leis eram baseadas em costumes; havia prática comercial; escrita; havia um sistema político; cidades-estados ou estados soberanos e hierarquias sacerdotais para organizações religiosas. Surgiam as primeiras bibliotecas, uma delas, descoberta recentemente na cidade de Nipur, a 150 km ao sul da atual Bagdá, continha cerca de 60.000 tabletes de argila com inscrições cuneiformes com relatos precisos sobre origem do homem. Outras provas (contemporâneas) são os fenomenais projetos arquitetônicos, complexos piramidais que englobam vários módulos de edifícios, abrigando desde templos religiosos até plenários políticos construídos ao redor de um bloco-célula central e interligados por rampas espirais desde a base até o topo.

A língua suméria é uma língua isolada, o que significa que não está diretamente relacionada a nenhuma outra língua conhecida, apesar das várias tentativas equivocadas de provar ligações com outros idiomas. A língua suméria é aglutinante, ou seja, os morfemas (as menores unidades com sentido da língua) se justapõem para formar palavras. Os próprios acádios, após invadirem e conquistarem a Suméria adotaram o sistema cuneiforme daquele povo para materializar a própria língua, similarmente ao que há hoje entre o português e o inglês, por exemplo, onde ambos usam o mesmo alfabeto para representar idiomas diferentes.

A escrita cuneiforme começou como um sistema pictográfico, onde o objeto representado expressava uma idéia. Um barco marcado por determinados sinais, por exemplo, poderia significar que ele estava carregado ou vazio. Com o tempo, os cuneiformes passaram a ser escritos em tábuas de argila, nos quais os símbolos sumérios eram desenhados com um caniço afiado chamado estilete. A impressão deixada pelo estilete tinha forma de cunha, razão pela qual sua escrita terminou sendo chamada de cuneiforme. Um corpo extremamente vasto (muitas centenas de milhares) de textos na língua suméria sobreviveu.

Os tipos de textos sumérios conhecidos incluem cartas pessoais e de negócios e/ou transações comerciais, receitas, vocabulários, leis, hinos e rezas, encantamentos de magia e textos científicos incluindo matemática, astronomia e medicina. Inscrições monumentais e textos sobre diversos objetos, como estátuas ou tijolos, também são bastante comuns. Muitos textos sobrevivem em múltiplas cópias pelo fato de terem sido transcritos repetidamente por escribas “estagiários”.

A escola de Edubba (termo sumério que significa “Casa das Tabuletas”), por exemplo, era um dos centros de aprendizagem onde arquivos e escritos literários eram guardados (grafados) em tabuletas de argila. Edubba foi um dos primeiros centros acadêmicos (biblioteca) e um dos primeiros receptáculos de sabedoria de que se tem conhecimento.

A mais completa fonte de informações a respeito da nossa origem se encontra entre os achados arqueológicos das civilizações antigas; Mayas, Astecas, Incas, Nascar, Egípcios, Celtas, etc., porém, principalmente a civilização Suméria, a mais antiga. A compreensão dos textos sumérios pode ser problemática até mesmo para especialistas. Os textos mais antigos são os mais difíceis, pois não mostram a estrutura gramatical da língua de forma sólida.

Existe um homem que hoje é referência entre os estudiosos. Baseia-se em profundas pesquisas e traduções literais de milhares de textos cuneiformes impressos em tabletes de argila oriundos da antiga civilização Suméria. Zecharia Sitchin nasceu na Rússia (Baku, Azerbaijão) e cresceu na Palestina, onde adquiriu um profundo conhecimento de hebraico moderno e antigo, diversas outras línguas antigas, inclusive européias, conhecimento profundo sobre o Velho Testamento e a história e a arqueologia do Oriente próximo. Lingüista, pioneiro e perito em escrita cuneiforme ainda hoje, entre eruditos, é um dos poucos capazes de traduzir a escrita cuneiforme característica das civilizações mesopotâmicas. Freqüentou e se formou na Universidade de Londres e é especializando em história econômica. Foi por muitos anos o principal editor e jornalista em Israel, e agora vive e escreve nos EUA. Seus livros têm sido amplamente traduzidos, convertidos para o ‘Braille’ e apresentados no rádio e na televisão. Atualmente é consultor da NASA e também autor de outros diversos livros. Afirma que as traduções revelam que os antigos mitos não são meramente mitos, mas textos, relatos repletos de evidências, fatos e comprovação histórica que mudarão completamente o conceito atual a respeito da Origem do Homem.

OS SUMÉRIOS E O PLANETA NIBIRU….

  Como já foi dito a Suméria é a civilização mais antiga que se tem registro. Os sumérios foram os pais da escrita, chamada escrita cuneiforme e posteriormente também foi creditado a eles os títulos de pai da astronomia. Criadores da roda, das carruagens e muito mais. Muitos confundem os Sumérios e os Acádios, mas na verdade o primeiro é muito mais antigo. Só depois é que eles foram invadidos pelos semitas, se tornando acádios. Habitavam o sul da Mesopotâmia, entre o rio Tigre e Eufrates, lugar extremamente fértil que a Bíblia referencia como Terra Prometida e Hebrom. Possivelmente o berço da humanidade e é onde se encontrou as maiores e mais antigas descobertas da humanidade. Fósseis, artes e registros escritos datados de até 13 mil anos atrás.

Os sumérios foram uma civilização a frente da época que viviam. Eles chegaram a registrar informações que nossa civilização só foi (re)descobrir na idade moderna. São maquetes de abrigos anti-aéreos, livros sobre química, estudos aprofundados sobre o universo e seus corpos celestes, e cálculos matemáticos extremamente avançados para a época.A civilização grega (duas civilizações após a Suméria) no auge do seus conhecimentos, chegavam a calcular até o número 10.000. Após isso eles consideravam como infinito. Os sumérios faziam cálculos das distâncias entre os planetas de nosso Sistema Solar, inclusive quantos planetas existem, que o Sol é uma estrela e a órbita de cada um. Na colina de Kuyundjick, antiga Nínive (terra dos sumérios), foi encontrado um cálculo, cujo resultado final, em nossa numeração, corresponde a 195.955.200.000.000. Um número de quinze casas! Os gregos, no auge do saber, não passaram do número 10.000, o resto seria o “infinito”.

 O curioso desse povo era a fonte de tais conhecimentos. Como uma civilização tão antiga já sabia que nossa Lua era feita de ferro? Chegavam até a chamar a Lua de “pote de ferro” – fato que só agora a NASA teve capacidade para confirmar. Como é que eles já sabiam que a Terra era redonda? Que ela não estava no centro do Universo e já sabiam da existência de Plutão (só fomos descobrir isso em 1930)? Na verdade eles afirmavam que Plutão era um satélite de Saturno que se desprendeu e tomou uma órbita própria. Mistérios que só (re)descobrimos muitos anos depois!

Alguns desses mistérios ainda nem temos tecnologia suficiente para confirmar. Um exemplo é a presença de um 10º planeta no Sistema Solar (eles contavam todos os corpos celestes, incluindo a lua e o sol, totalizando 12). Os Sumérios tinham convicção de que existe um planeta chamado Nibiru, que é dono de uma órbita totalmente diferente dos demais planetas do nosso Sistema Solar, e que faz um circuito tão grande, que dura 3.600 anos para completar a trajetória. Se eles acertaram quanto a existência desses planetas, do material que eles são feitos, da órbita de cada um, por que iriam errar quanto a existência de um planeta a mais.

Os sumérios não só sabiam da existência do tal planeta Nibiru, como desenhavam sua órbita, e eram categóricos ao dizer que neste planeta vivem os Anunnakis, seres altamente inteligentes e considerados deuses por este povo. Segundo eles, Nibiru “visita a Terra” a cada 3.600 anos, e quando isso acontece, ocorrem eventos cataclísmicos na Terra, e usaram como exemplo o dilúvio. Na verdade são deles o mais antigo registro do dilúvio!

“E depois veio o dilúvio e após o dilúvio a realeza tornou a descer mais uma vez do céu…” Escrito sumério cuneiforme.

Os Maias tinham um calendário que se resumia em vários ciclos, e o seu maior era um ciclo de 3.600 anos. Os babilônios falavam de um planeta chamado de Marduk e os gnósticos acreditam num apocalipse causado por um planeta chamado Hercóbulus. Após toda essa polêmica, os cientistas o chamam de Planeta X.

Então todo esse conhecimento avançado dos sumérios é entendido por alguns estudiosos como uma interferência extraterrestre. Pois não é concebível que uma sociedade tão antiga saiba de tanta coisa, nem que tenha feito tanta coisa. Algumas peças de arte sumérias foram encontradas espalhadas por todo o mundo. Os sumérios faziam pequenas estátuas de possíveis astronautas, naves espaciais e foguetes. Como isso seria possível? 

Alguns conhecimentos sumérios que influenciaram a muitas outras civilizações posteriores: 

  • Técnicas de medicina, arquitetura, engenharia e hidráulica, baseados em magníficos conhecimentos em matemática, química, física e astronomia. Seus conhecimentos astronômicos eram incrivelmente avançados: seus observatórios obtinham cálculos do ciclo lunar que diferiam em apenas 0,4 segundos dos cálculos atuais.
  • Desenvolveram a agricultura com técnicas de irrigação e drenagem de solo, construção de canais, diques e reservatórios;
  • Sistema de leis baseados nos costumes;
  • Habilidosas práticas comerciais;
  • Sistema de escrita cuneiforme, assim chamado porque escreviam em plaquetas de argila com um estilete em forma de cunha;
  • Sistema de unidade política das Cidades-Estados ou Estados soberanos, como Ur, Nipur e Lagash;
  • Sistema de hierarquias sacerdotais para organização religiosa;
  • Fundaram as primeiras bibliotecas. Na cidade de Nipur, 150 km ao sul de Bagdá, foi encontrada uma biblioteca sumeriana inteira, contendo cerca de 60.000 tabletes de barro com inscrições cuneiformes sobre a origem da humanidade.
  • Criaram os fenomenais projetos arquitetônicos denominados zigurates. Verdadeiros complexos piramidais que englobavam vários módulos de edifícios, abrigando desde templos religiosos até plenários políticos, construídos ao redor de um bloco-célula central e interligados por rampas espirais desde a base até o topo.
Por Marcelo Santouro da Costa   
Fonte https://oestranhocurioso.blogspot.com/2010/03/os-sumerios.html                                    Leia mais: https://2012aeradeouro.webnode.com.br/products/civiliza%c3%a7%c3%a3o%20sumeria/

Fator Quântico e Consciência…

Carl SaganDoravante deixamos de ser “Fator Quântico”.

Desde o surgimento da Fator Quântico até hoje, muitas coisas aconteceram, muitas transformações no mundo e nas pessoas que administram os conteúdos aqui publicados. Por isso, a proposta inicial de falar enfaticamente sobre Física Quântica atrelada à espiritualidade, deixou de ser central e se ampliou para outros campos mais próximos da Parapsicologia, Metafísica, Desenvolvimento e Conspirações.
É também um fato que foram as buscas por entendimento da espiritualidade e da Física Quântica teórica que me levou ao encontro do trabalho do Bruno Guerreiro de Moraes com O Salto Quântico Genético (SQG). A partir daí, das conversas com os iniciados do SQG é que o blog passou a crescer e ficou conhecido pelas revelações de uma realidade muito diferente do que as religiões e literatura espírita/espiritualista costuma dizer.
Sendo assim, há muito tempo me sentia descontente com a dissociação entre o nome e o conteúdo da página.
Ponderei de várias formas e realizei várias análises, até mesmo com Numerologia, para levar os domínios “FATOR QUÂNTICO” a uma nova situação e roupagem. 
ImagemO Subconsciente humano é algo na qual podemos trabalhar para melhor diagnosticar e harmonizar o paciente e Sessões de RTS ( REMODELAÇÃO TELEPÁTICA DO SUBCONSCIENTE ).
 As revelações das nossas vidas passadas, neste mundo ou em outros, vem daí. Também é a energia reprimida e atrofiada por traumas e resistências que impede o desenvolvimento pleno de todos os potenciais humanos. Sejam eles mais fantásticos, sejam os mais comuns.
Então no Subconsciente Humano existe a FORÇA capaz de tornar cada sujeito mais dono de si, mais desperto, mais poderoso e flexível para passar pelas adversidades da vida terrestre com mais leveza e sabedoria.
A Telepatia existe? Com certeza! E aqui existe uma terapia alternativa absolutamente pautada nela! O subconsciente é o nível da mentalidade dos seres onde suas programações existenciais estão gravadas. Exatamente, programadas como em computadores. Através da RTS é possível reverter programações existenciais que te destinam à falta de dinheiro, problemas amorosos, sexuais, doenças, problemas emocionais, relacionamentos infelizes, assédio espiritual… Tudo pode ser remodelado dentro de você de acordo com a sua necessidade e a sua saúde. Tudo isso regido pela Consciência Superior que todos nós temos como os Deuses que somos. Remodelar o seu Subconsciente é reconstruir a sua realidade pessoal.
Cada vez mais, novas ferramentas de desenvolvimento humano e autoconhecimento vem surgindo para ajudar no autoconhecimento e harmonia das pessoas. Cada vez mais cavaremos das profundezas do SUBCONSCIENTE HUMANO revelações sobre a nossa razão de estarmos vivendo aqui neste mundo, todos juntos sob estas condições. Cada vez mais nos aproximaremos das razões de ser deste Universo. Cada vez mais despertaremos a nossa FORÇA SUBCONSCIENTE.
Despertando a Consciência…

Pré-Ativação das Capacidades Parapsíquicas

Pré-Ativação das Capacidades ParapsíquicasAs pessoas sempre sonham em um dia ter poderes mentais desenvolvidos como os personagens de filmes e animes? As capacidades paranormais inerentes aos seres humanos encontram-se bloqueadas por crenças, sabotagens no DNA e no sistema de chacras às quais somos forçados a nos submetermos quando optamos ou somos obrigados a viver no sistema prisional terrestre. Entretanto é possível começar a desenvolver, ou desenvolver mais, as suas capacidades paranormais. Torna-te o que és. Desperta as tuas capacidades psíquicas. Fonte
Consciência Prânica

É uma forma de viver conectado à percepção de que tudo é energia divina. Viver na frequência da Felicidade, que permite acessamos o vasto campo das infinitas possibilidades. Viver na Presença.

Estar ciente de que a energia, que é o todo, está manifestada em diferentes níveis de frequências vibratórias; a partir desta consciência, também entende-se que onde se coloca intenção se cria um pulso que movimenta a energia e molda uma nova manifestação seja no campo físico ou sutil.

A energia aqui chamada Prana, que pode ser melhor entendida como energia vital, é uma partícula de inteligência cósmica que está e sempre esteve em nós e em nosso entorno, a matéria é composta por este potencial imensurável; ele da ânimo aos seres vivos, desempenha funções criativas no plano material e no campo invisível.

Se podemos mover esta energia criativa através da intenção, podemos modificar nossa condição de ser, nos livrando de padrões limitantes. A partir de uma tomada de consciência, vamos reconhecer que ao moldarmos nossa realidade vamos afetar a realidade do todo, então trazemos a responsabilidade de impulsionarmos apenas bons fluídos na criação de nosso projeto pessoal.

Tomando esta consciência nos conectamos com esta força divina que cria apenas realidades favoráveis a realização do plano divino individual, ainda que como parte do todo é a manutenção para uma vida Feliz e Próspera; assim estes níveis de frequências mais elevados vão elevar também o padrão vibratório planetário.

Para se manter nesta frequência elevada que nos permite o estado de Felicidade é preciso energia. Aquela necessária para observar a qualidade dos pensamentos, energia para observar os padrões internos dos corpos físico, metal e emocional, energia para direcionarmos nossa intenção ao equilíbrio, ou seja, para mantermo-nos conectados a Consciência. Que por fim nos revela verdadeiro potencial.

Quando observamos estamos no presente e nele nos conectamos ao que éreal, nele só há perfeição, pois a Consciência sabe o que pode mudar e o que não pode, quando não se pode, aceita-se. No presente não existe conflito, não há desgaste de energia. O presente é a Presença.

Teremos a revelação clara de como nossa energia se esvai quando estamos vivendo o passado e o futuro (memórias, julgamentos, projeções e preocupações), se mostra nítido quem é o ego. Só a percepção de quem ele é nos coloca na posição de quem somos, o observador, nossa divindade se revela, embora sempre estivesse ali.

Então, perceberemos que alguns elementos em nossas vidas interferem em nossa frequência vibratória, encontramos o circuito de dispersão; por exemplo, quando temos pensamentos negativos ou quando comemos algo denso, como por exemplo a carne, que além das toxinas também trazem para nosso ser a dor, o sofrimento, a violência e o medo, nossa vibração é alterada, com isso temos um desequilíbrio no corpo físico, emocional e mental, perdemos muito energia para digerir, recuperar nosso centro e restaurar nosso campo vibratório original.

Sem essa energia temos dificuldade de observar, assim saímos do presente, perdemos a Presença e deixamos o estado de Felicidade. Então caímos nos nossos dramas diários, nos distanciamos de nosso potencial e voltamos a guiança do ego. Passamos a liberar elementos não conscientes, de baixa frequência para o inconsciente coletivo, começamos a produzir pensamentos na mesma faixa vibratória, nossas palavras perdem seu poder e densificamos nossa percepção sobre ela, nos distanciando do precioso silêncio ou do poder da invocação e verdade; as ações passam a ser apenas uma reprodução de padrões já estabelecidos neste nível denso de vibração.

Quando nos conectando a este potencial Universal, o prana, assumimos conscientemente um mecanismo que nos auxilia a manter o estado de Comunhão e Amor de forma continua, se elevamos a nossa frequência para além dos níveis ordinários, mais clareza e discernimento teremos. 

Então entramos no Circuito de Sustentação, onde percebemos que realizamos nossa tarefa, nosso Dharma, se estamos Felizes, vibrando alto.

A faixa vibratória do campo das infinitas possibilidades não se limita aos fenômenos extraordinários, aqui significa, entrar no campo aleatório, da sincronicidade, onde não se pode controlar ou mesmo prever, apenas acontece de forma perfeito, sempre muito melhor que qualquer planejamento poderia oferecer. Acontece aquilo que, de acordo com nossos registros, será favorável ao nosso desenvolvimento e cumprimento de nossa missão encarnados.

Para isso é preciso desenvolver equanimidade, uma condição mental e emocional estável, é preciso estar na Presença.

Uma ferramenta que utilizamos como treinamento, para manutenção deste estado é o ‘Processo dos 21 dias’, uma iniciação espiritual, onde se observa uma mudança no sistema de crenças e a transmutação de padrões limitantes, ocorre uma profunda limpeza física, emocional e mental que permite uma percepção maior, ao termino temos esse experiência de estar vibrando na qualidade da Felicidade.

Consciência Prânica é esvaziar a taça e perceber que o vazio é um universo de infinitas possibilidades, onde há unidade, Amor, Paz e Felicidade. Fonte