Complexidade do Genoma Humano – Final…

– O que há de tão importante com o DNA? ~ Kyron

“Esta pergunta tem sido feita: “Kryon, por que você fala tanto sobre o DNA? Ele é um atributo biológico do corpo Humano. É o plano para o genoma Humano. Ele escreve a química para todos os genes – aproximadamente 30.000 deles. Mas por que você falaria disto? Você não fala sobre substâncias moleculares nem sobre química, então por que fala sobre o DNA? Em vez disto, fale-nos sobre coisas espirituais.”

A crítica acima tem sido feita por muitas pessoas. Elas estão numa busca espiritual intensa, mas seu desapontamento é perceptível e elas não entendem porque nós falamos sobre o DNA, aparentemente um atributo físico do Ser Humano. Então, se você for uma dessas pessoas, deixe-me explicar, finalmente, que está na hora de revelar o que o DNA realmente é.

O DNA é o elemento central de quem você é, tanto física quanto espiritualmente. Se tivéssemos que escolher um lugar onde o Eu Superior reside, seria no DNA. O Registro Akáshico, a cópia de tudo o que você foi, está no DNA. Todas as encarnações, todo o seu crescimento espiritual, todos os seus talentos ao longo dos éons de suas vidas, estão lá. O carma com que cada um de vocês veio. e que muitos já descartaram, está lá. O registro das suas ações iluminadas está lá.

Sua História Espiritual Humana está lá, escrita nas partes quânticas. Alguns de vocês entendem isto a ponto de saberem que são lemurianos. Se você se sente assim, você conhece a incrível profundidade daquilo que está no seu interior. Esta é a razão de falarmos sobre estas coisas. É muito difícil para um Ser Humano acreditar nisto, pois significa que muito do que ele pensava que estava “fora dele” na verdade está dentro. Mas isto está de acordo com o ensinamento dos Mestres, e de Kryon, que diz que você é uma peça do criador, e que os processos de maestria estão no seu próprio interior.”

Genoma - Post - 10.07.2015

– A Ciência do DNA

Foi só nos últimos anos que a ciência nos deu a prova: Nosso DNA tem a força de mais de três bilhões de substâncias químicas. Cada molécula de DNA, que tem a forma de uma fita torcida, tem mais de três bilhões de elementos químicos dentro dela. É uma molécula tão pequena, que  precisamos de um microscópio eletrônico para enxergá-la. O Projeto Genoma Humano, uma empreitada científica, revelou um mistério: apenas 3% da química do DNA fazem alguma coisa. Estamos falando da porção de proteína codificada, que é uma das partes do DNA. Ela sozinha produz mais de 30.000 genes Humanos. Estes genes são a programação da vida, que nós estávamos procurando. Mas apenas 3% do DNA constituem a totalidade da parte produtora de genes. Três por cento fazem todo o trabalho, fazem tudo que o Projeto estava procurando. Portanto, mais de 97% da química do DNA observado é um mistério, pois parece não ter nenhuma função que seja óbvia (?). Não há nenhum sistema observável, nem simetria, nem propósito biológico que sejam vistos nos 97% da química. Esta parte não possui nenhum código químico, como as partes de proteína codificada possuem. Parece ter uma natureza casual, sem propósito, e alguns até a chamaram de “DNA sucata”. Alguns biólogos estão convencidos de que esta parte do DNA é um conjunto de componentes químicos que sobrou do processo evolutivo e não é mais utilizado pelo Ser Humano. Não há nenhum código nele, e parece não fazer nada. Portanto, a tendência é ignorá-lo. Ele é inútil (Nota pessoal: isso é só o que parece,vejamos mais adiante….).

Referência: George AJ. “Is the number of genes we possess limited by the presence of an adaptive immune system?” Trends Immunol. 2002; 23(7):351-5.

– Uma Parábola Interessante…

“Um grupo de homens da Antiguidade faz uma descoberta impressionante: um maravilhoso aparelho estéreo sem fio foi deixado na praia por um viajante do tempo. Os pequenos e eficientes alto-falantes estão bombeando os mais incríveis ritmos, e os homens estão hipnotizados por tudo isso. Eles não ousam tocar em nada, mas sentam e aproveitam a música, sem entender como ela é produzida e sem entender nada sobre o equipamento brilhante que está diante deles. Depois de muitos dias, eles começam a olhar mais profundamente para a magia aparente de tudo aquilo. Eles são curiosos, pois a curiosidade é a característica principal do Ser Humano. Começam a analisar o aparelho, examinam-no várias vezes, sem ousar tocá-lo, até que finalmente os mais velhos anunciam que entenderam. Eles vêem o CD, os amplificadores principais e os processadores que estão junto com os alto-falantes… muitos equipamentos. No entanto, é dos alto-falantes que o som está saindo, portanto os alto-falantes é que aparentemente estão fazendo todo o trabalho. A tribo se reúne e anuncia suas descobertas: criaturas espaciais adiantadas aterrissaram e deixaram um dos seus equipamentos. Os sábios da tribo não conseguem descobrir o que todos os seus componentes fazem, mas dois elementos pequenos são responsáveis pela música maravilhosa que eles estão ouvindo. O resto do equipamento é um mistério, e deve ser simplesmente lixo espacial que não está relacionado com a música”.

Genoma - Post - 10.07.2015-1

Esta parábola acima fala por si mesma. Aquilo que não é entendido como “parte do todo” é descartado devido à ignorância. Escondido neste exemplo, há muito mais do que se pensa. Não é apenas a incrível tecnologia para tocar a música que não é vista. O que dizer da criação e composição da música? E daqueles que a gravaram? E dos recursos incríveis que foram empregados até mesmo para colocá-la num tocador de CD? O que dizer da história da própria música, e da evolução dos ritmos através dos séculos? Há um segredo intelectual gigantesco escondido na areia diante deles, e eles só conseguem ver os alto-falantes, já que são as únicas coisas que estão “fazendo barulho”. A evolução e aquilo que chamamos de Mãe Natureza (Gaia) trabalham juntas e são muito eficientes quando se trata da biologia Humana e da vida em geral. Seja na aparição da fotossíntese neste planeta exatamente no momento certo, ou no modo em que o genoma evoluiu, o sistema joga fora coisas que não são necessárias. Os 97% do DNA que não são compreendidos não são sucata. Não mesmo. Pelo contrário, eles são os processadores e as instruções que dirigem a parte que é entendida. Eles estão processando a música que está sendo tocada pelos 3%.

Fonte: Wells J. The Myth of Junk DNA. Seattle: Discovery Institute Press, 2011.

Vamos refletir sobre o que isto poderia significar para nós mesmos, pessoalmente. 93% do nosso DNA é literalmente o modelo quântico da nossa divindade. É o programa do nosso Akasha. É o registro de todas as nossas vidas, de todas as coisas que nós realizamos, todo o nosso crescimento, todas as epifanias, todos os fracassos. Para aqueles que se chamam lemurianos, representa uma vasta experiência no planeta, desde o seu começo. Coisas em estado quântico não são lógicas na terceira dimensão. A física quântica faz muito pouco sentido para o pensador linear. Portanto, o “preconceito” que nós carregamos é simplesmente o fato de que a nossa realidade está baseada em apenas poucas das dimensões das quais o Universo goza. Enquanto o “resto do quadro” não se revelar, muito provavelmente devido às nossas buscas científicas, nós só enxergaremos a realidade limitada em que estamos. As coisas fora da terceira dimensão permanecem um mistério, parecendo casuais e caóticas, em vez de lógicas e sistemáticas. Nosso DNA carrega o nosso modelo espiritual e todas as instruções para quem nós somos. Tudo isto está nos 97%, que são quânticos. Portanto, a discussão sobre o DNA é a discussão sobre a nossa criação, nosso Registro Akáshico e nossa linhagem espiritual. É por isto que estamos nos concentrando nele.

Genoma - Post - 10.07.2015-2

– O Mistério dos Crânios de Paracas

Paracas é uma península desértica localizada dentro da Província de Pisco, na Região Ica, costa sul do Peru. Foi lá onde o arqueólogo peruano, Julio Tello, fez uma descoberta surpreendente em 1928: um enorme e elaborado cemitério que continha túmulos com os restos de indivíduos possuidores dos maiores crânios alongados já encontrados no mundo. Os crânios são conhecidos como “Crânios de Paracas”. Ao todo, Tello encontrou mais de 300 destes crânios alongados, os quais acredita-se datam de aproximadamente 3.000 atrás. Uma análise de DNA foi agora conduzida em um dos crânios e o especialista Brien Foerster liberou as informações preliminares sobre estes crânios enigmáticos.

Hoje sabe-se que na maioria dos casos esses crânios alongados são o resultado de deformação craniana artificial, no qual o crânio é intencionalmente deformado através da aplicação de amarras durante um longo período de tempo. Geralmente isto é obtido amarrando-se o crânio entre duas tábuas de madeira, ou enrolando-o com panos. Porém, embora a deformação craniana mude o formato do crânio, ela não altera seu volume, peso, e nem outras características pertinentes ao crânio humano normal.

Genoma - Post - 10.07.2015-3Contudo, os crânios de Paracas são diferentes. O volume craniano chega a ser 25 por cento maior e 60% mais pesado do que um crânio humano convencional, o que significa que eles não podem ter sido intencionalmente deformados através dos métodos descritos acima. Eles também contém somente um osso parietal, ao invés de dois. O fato destas características cranianas não serem o resultado de deformações artificiais, significa que a causa de seu alongamento é um mistério, e tem sido por décadas.

O Sr. Juan Navarro, proprietário e diretor do museu local, chamado de Museu de História de Paracas, o qual possui uma coleção de 35 destes crânios, permitiu a retirada de amostras de 5 destes crânios. As amostras consistiram de cabelos, inclusive suas raízes, um dente, osso e pele dos crânios, e este processo foi cuidadosamente documentado por intermédio de fotos e vídeos. Estas amostras foram enviadas ao falecido Lloyd Pye, fundador do Projeto Starchild, o qual entregou as amostras a um geneticista no Texas, EUA, para uma análise de DNA.

Genoma - Post - 10.07.2015-4

Os resultados estão prontos e Brien Foerster, que é autor de mais de dez livros e uma autoridade sobre os povos antigos de cabeça alongada da América do Sul, recém revelou os resultados preliminares da análise:

“Ele tinha mtDNA (DNA mitocondrial) com mutações desconhecidas em qualquer humano, primata, ou animal conhecido até hoje. Mas alguns fragmentos que fui capaz de sequenciar desta amostra indicam que se estas mutações forem reais, estamos lidando com uma nova criatura similar à humana, mas muito distante do Homo sapiens, Neandertals ou Denisovanos.“

As implicações são enormes. “Eu nem mesmo tenho certeza se isto irá encaixar na árvore evolucionária conhecida“, escreveu o geneticista. Ele adicionou que se os indivíduos de Paracas foram tão diferentes biologicamente, eles não seriam nem mesmo capazes de cruzar com humanos.

O resultado desta análise está ainda na fase inicial de muitas fases de análises que estão para ocorrer. Os resultados precisam ser replicados e mais análises feitas antes que se possa chegar à uma conclusão final.

Fonte: www.ancient-origins.net

Genoma - Post - 10.07.2015-5

– A Consciência Humana… Tridimensional?

Está na hora de ligar estas coisas e pensar no quadro maior: Dentro dos 97% do DNA quântico está a consciência Humana. A consciência da humanidade não é mensurável com códigos e genes. Está fora dos limites da química e continua sendo algo que a ciência vê como o resultado misterioso de como a biologia se junta, mais uma vez, não há nenhuma compreensão do que cria a “totalidade do Ser Humano”. Dentro da Consciência Humana existe a capacidade de falar com o DNA, de controlá-lo, de trabalhar com ele, e de fazer parte dele. Portanto, um dos maiores segredos da nossa própria realidade é a nossa capacidade de ser responsável pelo nosso próprio corpo e nossas funções básicas. Agora, de acordo com a nova ciência, até mesmo alguns processos do próprio planeta parecem ser afetados pelo pensamento Humano. Estão começando a perceber o quadro? Os 97% do nosso DNA podem realmente fazer parte de algo muito maior do que a nossa biologia pessoal.

Genoma - Post - 10.07.2015-6

Uma das primeiras coisas que nós já sabemos por posts anteriores, é que a Consciência Noosférica move a Terra. Essa consciência é a responsável pela vibração do  planeta. Quando começarmos a compreender esta verdade, entenderemos totalmente que Gaia responde a nós. Então é assim que ela funciona, dito de uma forma clara. Só temos a possibilidade de falar sobre o que ele realmente faz, graças ao desenvolvimento do genoma Humano e da revelação dos 90%, que parecem não fazer nada. Isto vai fazer sentido para a ciência, em algum momento. Uma dica: quando eles observarem os 90% e começarem a estudar os engramas não codificados, começarão a perceber que a parte maior do DNA é realmente modificadora de sinais para os 3%, que são o motor que dirige a biologia do corpo Humano.

– O Enigma da Fraqueza do Corpo Humano:

Estamos galgando rumo ao  topo da escada evolutiva do DNA no planeta Terra, e possuímos um sistema imunológico/funcional que é fraco… muito mais fraco do que esperávamos que fosse. Nossa estrutura celular não representa o que nos foi dado originalmente. Em vez de evoluir, a porção quântica do nosso DNA desenvolveu uma resposta à consciência Humana (a diretora da nossa realidade). O fato é que o nosso sistema imunológico não funciona muito bem. Muitas das principais doenças e viroses do planeta conseguem contorná-lo facilmente, já que nós não conseguimos nem sequer impedir um simples resfriado. Pois dos 97% do seu DNA que deviam ser quânticos, apenas 3% são eficientes.

Genoma - Post - 10.07.2015-7

Imaginemos como poderíamos nos sentir ao saber que podemos ter um câncer no nosso sistema, sem que o nosso corpo nunca nos conte isso? Teríamos que ir a um médico especialista e fazer um exame técnico para saber o que o nosso corpo está fazendo. Perguntaríamos então: Que tipo de sistema é esse?! A auto-diagnose que foi criada no Ser Humano simplesmente não funciona direito. Câncer é o resultado de uma incompatibilidade do corpo Humano para lidar com a comida moderna, o resultado cria sinais que não são congruentes com o modo em que o corpo deve funciona, a divisão equilibrada das células, de um modo que seja equilibrado com a química do que ingerimos como alimento. Em vez disso, o corpo produz crescimento anormal, tumores que podem acabar devorando todo o organismo.

Genoma - Post - 10.07.2015-8

Câncer não é um vírus, nem é contagioso. Em vez disso, é um desequilíbrio, uma alergia à sociedade moderna. O sistema imunológico do corpo não está realmente envolvido nisso, porque, para todas as defesas do corpo, o câncer aparece como células normais que estão fazendo o que sempre fizeram. Elas não estão, porque são especificamente cancerosas, mas elas “aprenderam” a se esconder dentro da estrutura celular. Uma consciência quântica cria um sistema de “conhecimento” que alerta o corpo para o desequilíbrio. O resultado é que  saberíamos imediatamente que existe um problema. Mas não sabemos, já que o nosso sistema não está funcionando como foi projetado.

Genoma - Post - 10.07.2015-9

Um outro atributo do comportamento correto do DNA quântico é a criação de uma extensão de vida muitíssimo maior. O corpo não quer envelhecer, ele quer viver. Isto é sobrevivência básica, por isso ele é capaz, através de um processo intuitivo, de criar um cenário inteligente em relação à divisão das células. Sem este aprimoramento, o relógio celular do corpo simplesmente conta os dias e anda de acordo com os ciclos. Ele não sabe mais do que isto. Ele não está trabalhando como foi projetado. Alguns dos antigos realmente tiveram vidas duas a três vezes mais longas do que as nossas. Isto depende de onde eles estavam e de quanta “quanticidade” haviam perdido. Mas saibam disto: todos os processos de extensão de vida que estão sendo desenvolvidos neste planeta e que poderão ser bem sucedidos têm uma coisa em comum, o aumento dos sinais para o DNA voltar a um estado mais quântico, chamamos isto de “ativação do DNA”.

Genoma - Post - 10.07.2015-10

Consciência quântica é aquela que é “una com tudo” e que saberia se as células estivessem enlouquecendo e um crescimento inapropriado estivesse ameaçando a saúde. Mas o nosso sistema imunológico não nos alertaria. Alguma coisa não está funcionando direito, mas nós crescemos nesta realidade, então nos é difícil perceber a lógica disso, metaforicamente é o mesmo que ficássemos muito tempo de cabeça para baixo e aos poucos acharíamos aquilo normal e nos recusaríamos a aceitar que poderia ser diferente. Com o tempo, todo mundo passaria a viver de cabeça para baixo e morreria de fome, tendo esquecido como andar. O pensamento desenvolveria a ideia de que “caminhar é algo que só os mestres sabem fazer”, ou algo assim. Portanto, ninguém andaria mais. Este é simplesmente o modo em que a realidade Humana se desenvolve ao longo do tempo, e é isto que estamos desafiando diariamente, nesta nova energia. Quando os nervos da nossa medula espinal são cortados, existe uma química que corre para aquela área e os impede de crescer e se unir novamente. Sabiam disto? Este  processo é conhecido pela ciência e tem até um nome. É justamente o contrário do que nós queremos, e parece contrário à lógica de como o corpo deveria funcionar. Estrelas do mar conseguem que um braço seu cresça novamente, e nós não.  Tudo isto porque o “programa” que cria os genes não está funcionando como projetado.

Mas costumava funcionar… Deixem-me levá-los de volta ao começo.

Genoma - Post - 10.07.2015-11– Os Greys e a Genética Humana

Os Greys sofrem de uma doença degenerativa que causa a progeria, que significa velhice. Os principais características são: envelhecimento precoce, estrutura corpórea baixa, calvície, fontanela grande, lábios finos, lóbulo do pavilhão pequeno, sensibilidade ao sol e órgãos genitais não desenvolvidos. O que isso quer dizer? Qual a relação com os Greys e nós seres humanos? Os casos de progeria são em média 1 a cada 8 milhões de pessoas no planeta, então imagine quantos casos existem. O Greys estão na Terra por uma intenção única retirar genética humana para manter sua civilização, que está em fase de extinção, causada pelo uso indiscriminado da clonagem humana e o resultado da clonagem nós já sabemos qual é: o envelhecimento e enfraquecimento do gen. Os Greys sofrem de progeria, uma doença degenerativa que causa o envelhecimento precoce. Mas se  olharmos bem para a foto do menino e de um Grey  notaremos que são quase iguais. Esse fato é que os Greys usam a clonagem para se reproduzirem, por não terem reprodução parecida com o seres humanos usando mulheres e homens férteis para a absorção de sêmen e barrigas de aluguel, para seus corpos. O resultado é a progeria, desenvolvendo-­se muito rapidamente e alastrando­-se em nosso planeta, bem como nós seres humanos, que também estamos desenvolvendo a progeria. O envelhecimento é um sinal de que usamos clonagem humana e que talvez as pessoas nem sabem que podem ser clones de humanóides, criados por eles. A doença só atinge pessoas que foram clonadas por Greys, mas nem todas estão livres de receberem mudanças genéticas.

Genoma - Post - 10.07.2015-12

Para entender os objetivos desses seres, temos que examinar a história galáctica, de civilizações que já foram vítimas dos Greys e dos Reptilianos. Planetas com atmosfera e clima ameno, propícios para o desenvolvimento de vida na terceira dimensão, são raros na galáxia. Para seres que não almejam nada mais do que a vida material na terceira dimensão, a Terra é um paraíso invejado. A destruição que provocamos com nossas guerras, o desrespeito contínuo com a natureza e a nossa vida, cada vez mais baseada no materialismo, deu origem a esse ambiente negativo, que só pode mudar com o aumento do nível de consciência humano. Esse clima despertou o interesse de um grupo cobiçoso desses povos (Greys e Reptilianos). Os Reptilianos são mais práticos e guerreiros e, como já possuem uma carga genética privilegiada, têm interesse no nosso planeta apenas como habitat para seu povo. Isso significaria uma dominação pela força, escravização ou eliminação da população humana e posterior colonização por seres de sua raça. Os Greys, segundo os guias galácticos, possuem corpos com uma carga genética de qualidade inferior, se comparada a dos humanos, não possuem aparelho reprodutor e só se multiplicam por meio de clonagem genética e também não têm aparelho digestivo eficaz, alimentando-se por absorção cutânea. A estratégia dos Greys, com base na história dos planetas colonizados  que já foram suas vítimas, é a de controle mental, tanto dos nossos governantes, quanto das massas. Conjuntamente, iniciam um processo de hibridização da população, com alteração do seu perfil genético e finalmente, quando chega o momento, dominam todo o planeta, escravizando os humanos e transformando a população humana em híbridos Tall Grays.

– Uma parte desconhecida da História – por Alex Collier

Em 20 de fevereiro de 1954, uma delegação de “observadores” de raças extraterrestres se reuniu com a administração Eisenhower, em uma tentativa vã de chegar a um acordo sobre o programa de armas termonucleares dos EUA. O principal obstáculo, que impediu a concretização de qualquer combinação entre as duas partes, foi que essas raças extraterrestres não estavam dispostas a fornecer tecnologias que pudessem ser utilizadas pelos militares americanos. A oposição sistemática desse grupo, em realizar acordos militares com os humanos, mostra que existem várias raças extraterrestres que não se envolveram com nosso belicismo usual. Este grupo de observadores extraterrestres é formado sobretudo por “humanos” e podem facilmente se integrar à nossa sociedade, tornando-se Genoma - Post - 10.07.2015-13indistinguíveis do resto da humanidade. Essas raças são descritas como oriundas de vários sistemas estelares, como Lyra, Pleiades, Sírius, Procyon, Tau Ceti, Ummo, Andromeda e Arcturus, e emprestaram alguma parte do seu material genético para a formação da humanidade na Terra. De acordo com Alex Collier, um total de 22 raças extraterrestres têm fornecido material genético para a “experiência humana”. Essas incluem Reptilianos, Greys, Anunnaki, bem como as diversas raças desse grupo observador que Collier descreve como “benevolentes”: “Nós, como um produto de manipulação genética extraterrestre, somos possuidores de um vasto patrimônio genético, constituído por diversos bancos de memória racial, composta por pelo menos 22 raças diferentes. Por causa de nossa herança genética, e porque temos ligação com nosso espírito (Eu Superior), as raças extraterrestres benevolentes realmente tendem a nos ver como “isentos”.

Genoma - Post - 10.07.2015-14

Como resultado desta ligação genética, os extraterrestres deste grupo observador, vêem a humanidade da mesma forma que um pai protetor vê um filho adolescente, vivendo em um ambiente perigoso. Os interesses vitais das raças dessa categoria são garantir que a humanidade global evolua de forma responsável, sem pôr em perigo tanto a si mesmo, como a comunidade galáctica, da qual faz parte. Existem dois segmentos, nesse grupo de extraterrestres. O primeiro segmento é composto por “extraterrestres” que historicamente habitam moradias subterrâneas na Terra; são descritos como restos de uma civilização antiga, que seguiu um caminho evolutivo separado da humanidade da superfície. O segundo segmento é formado por extraterrestres tão semelhantes conosco em sua carga genética, que alguns deles poderiam facilmente se misturar com o resto da humanidade, sem serem facilmente identificados.

Fonte: Alex Collier Articles

– A Limitação dos Chakras pelo DNA Extraterrestre Grey

Genoma - Post - 10.07.2015-15

O que acontece é que o homem usa dois chakras: o básico e o sexual, porque foram “dificultados” os acessos  ao resto dos outros chakras, que vão do umbigo para cima e são 12 ao todo, mas 5 são os principais relacionados ao corpo físico. Quando os Greys chegaram na Terra, eles já influenciaram o ser humano usando as religiões e a crença de um deus invisível, para criar medo e desinformação, principalmente quanto aos Anunnakis/Elohim. Na verdade, eles fizeram as religiões e criaram o mito do deus onipotente e onipresente, criando uma forma de prisão carnal de nossa espiritualidade, nós fomos aprisionados em uma forma de escravidão carnal. Como assim? O sexo e a sobrevivência estão relacionados a esses dois chakras básicos; Eles desenvolveram o medo e o caráter obsceno do sexo  para nos manter controlados, pois o uso desses dois chakras nos mantém em um tipo de controle hipnótico. Não percebemos a realidade de forma completa e nem conseguimos perceber o controle sobre nossa mente e esse controle nos mantém usando mentiras e razões criadas por nós e regras criadas pelas próprias religiões, com o interesse de homens e não “deuses”. Até mesmo o modo de interpretar as palavras dos profetas foram usadas para enganar as pessoas.

Genoma - Post - 10.07.2015-16Os Greys usam materiais genéticos para a sobrevivência da espécie deles, usando corpos humanos ou clonando-os, até mesmo usando corpos clonados em posições estratégicas em governos, principalmente o governo americano, que já fez contratos com eles para troca de material genético por armas e poderio tecnológico, a maioria de nós já sabe, mas o que você não sabe ainda é que os Greys usam a transferência de genética para a sobrevivência deles; na realidade, somos  matéria ­prima genética e assim, nessa troca nos tornamos parte deles. Os que são abduzidos, são geneticamente modificados por eles para que sejam como eles, pois isso nos torna fáceis de controlar, já  quem tem a consciência aberta (despertos) onde predomina a espiritualidade, quebra o bloqueio, o que  nos conduz á liberdade da Matrix imposta por eles.

Genoma - Post - 10.07.2015-17– Os Anunnakis e a Genética

Falar que os Anunnakis vieram aqui para escravizar é só uma parte da história. É um erro desqualificar a civilização Suméria que os chamou de Anunnakis pois o nome diz: ”os deuses que vieram dos céus”, pois quem nos ensinou a tecnologia das rodas, cidades-estados, indústrias, leis civis, escrita, matemática, astrologia, astronomia, medicina e tantas outras coisas  que foram dadas pelos “deuses”, e eles dizem isso em seus vastos textos em argila; desconfiar deles é o mesmo que riscar a história ou até mesmo a capacidade humana de interpretar.

Genoma - Post - 10.07.2015-18A pior falácia é dos escribas e fariseus, que reinterpretaram os textos sumérios de forma tendenciosa e adaptando o termo Anunnaki para “Deus” na Bíblia sagrada. Esse foi o pior dos piores enganos e falsidades já descritas pelo povo hebreu, uma mentira tão grande que se torna um erro irrepreensível, chamar os Anunnakis de Deus; na verdade todo o processo foi enganoso, para criar a confusão. Hoje sabemos que a Bíblia nada mais é do que relatos descritos das tábuas sumérias da vinda dos deuses Anunnakis, incrementadas com lendas e manipulações de medo, pecado, conceito falso de céu e inferno. São apenas algumas pérolas que não são muito bem explicadas e nos mostram que os escribas que escreveram a Bíblia esqueceram que um dia, as verdadeiras tábuas de argila de onde foram retiradas as supostas mensagens do Gênesis seriam palavras Anunnakis. Mas a mentira tem sido escondida por milênios através de patronos, escribas velhos e por pessoas com interesses governamentais e religiosos de manipulação e controle por longas datas, mas a custa de morte de pessoas para esconder a verdadeira história da humanidade.

– Você Conhece a Revolução Raëliana? – cuidado com manipulações

Claude Vorhillon afirma que no dia 13 de dezembro de 1973 ele contatou um OVNI pilotado pelo Elohim (identificado com os Annunaki) e recebeu uma revelação sobre humanidade. Em uma revelação muito parecida com a Cientologia de Hubbard para ser coincidência, ele soube que o homem era o produto geneticamente criado de experimentação alienígena. Vorhillon mudou o nome dele então para Raël e batizou sua fé nova de Revolução Raëliana. A igreja dele alega ter 55.000 membros em 84 países. Raël reivindica que o Elohim (Annunaki) lhe falou em 1973, “Nós éramos aqueles que fizeram toda a vida na Terra, você nos confundiu com deuses, nós estávamos na origem de suas religiões principais”. À primeira vista pareceria que esta fé é independente de Sitchin (Ver primeiro post da série)  porque foi fundada antes do Décimo Segundo Planeta debutar. Porém, uma leitura mais íntima da literatura Raëliana, mostra que o primeiro livro Raëliano não foi publicado antes de 1976, o ano dos livros de Sitchin; e o culto decolou no começo dos anos 80. Só então os Raelianos começam a acrescentar engenharia genética às suas doutrinas de fé. Desta forma, aparentemente a crença Raël era originalmente um culto UFO/von Däniken que assumiu as decorações genéticas e Annunaki (Elohim) depois que Sitchin  fez suas “descobertas”. Sitchin é citado no website Raëliano. Até mesmo se Raël chegou às ideias dele em 1973, ele poderia tê-las obtido de sugestões nos trabalhos anteriores de Däniken que Sitchin desenvolveu em suas teorias. Em resumo, as crenças Raëlianas se originam claramente do movimento de deuses astronautas dos anos sessenta combinado com o movimento OVNI simultâneo. 

Genoma - Post - 10.07.2015-19

– Saiba quem são os Raëlianos

Reportagem – FolhaOnline – Ciência

O movimento raëliano foi fundado em 1975 pelo ex-jornalista esportivo francês Claude Vorilhon, auto-denominado Raël. Ele afirma ter sido abduzido por extraterrestres na década de 70 e, após a experiência, teria se transformado em um messias. As criaturas, nomeadas por ele de “elohim” (palavra hebraica que significa Deus), seriam os criadores de todas as formas de vida existentes no planeta. Os elohim confiaram a Raël a missão de construir uma “embaixada” na Terra para recebê-los. Para isso, ele fundou uma “religião ateísta”, com um conselho científico, sacerdotes e adeptos. Raël prega que a humanidade pode atingir a imortalidade por meio da clonagem. Também professa a “meditação sensual”, que “permite aos praticantes alcançar o orgasmo cósmico”, a hierarquia entre as raças humanas e a “eugenia”, ou melhoramento pela manipulação genética.

Para o sociólogo francês Frédéric Lenoir, o movimento “não se trata de uma seita mortal, porque seu objetivo não é a destruição da pessoa, mas é perigosa por sua ideologia, principalmente por causa da eliminação, pelas manipulações genéticas, das raças consideradas inferiores”.

O movimento raëliano afirma ter 55 mil membros espalhados em 84 países, inclusive no Brasil. A maioria está no Canadá, nos Estados Unidos, na Suíça e na França. Os raëlianos lançaram, em 1997, a empresa Clonaid, nas Bahamas, para oferecer o serviço de clonagem a quem puder pagar US$ 200 mil. A empresa afirma ter independência financeira em relação ao movimento. A Clonaid é dirigida pela química Brigitte Boisselier, 46. Na época do lançamento da empresa, ela disse que utilizaria a mesma técnica (fusão de célula adulta com óvulo desnucleado) empregada para criar a ovelha Dolly. Segundo Raël, se a Clonaid foi mais rápida que suas concorrentes, “isto se deve a centenas de mulheres raëlianas que se apresentaram como voluntárias para serem mães de aluguel”.

Atualmente, mil pessoas teriam pedido à empresa para serem clonadas, embora a Clonaid assegure que reserva suas técnicas para casais estéreis, homossexuais ou para doentes terminais.

Leia mais para tirar mais conclusões:

(Nota do blog: É importante não confundir os diferentes conceitos de “clonagem” Na comunidade científica, clonagem refere-se à criação de um indivíduos geneticamente idênticos. Note que isto não significa que o indivíduo é mentalmente idêntico. Este tipo de clonagem não reproduz as memórias, nem a experiência de uma pessoa. No mundo Raëliano, a clonagem é um conceito que normalmente se refere não só à clonagem puramente biológica, mas também para a “transferência da mente” para criar diretamente clones adultos. Para quem está acompanhando a série, leia a parte 2, onde nos referimos a esse assunto (leia nota ao final da matéria). De qualquer forma, os raëlianos constituíram um grupo religioso que se apóia na teoria extraterrestre e no DNA para criar uma seita religiosa, onde temos um líder que dita regras, postulados e conduz pessoas incautas e desinformadas, tem teorias separatistas e bastante elitistas e costuma confundir as pessoas que estão interessadas em saber mais sobre o assunto, com teorias falsas e mal embasadas. É um movimento que está crescendo em vários países e visa mais manipulação, dominação e ignorância. Muitos países como o Canadá e a França, já atestaram a periculosidade do movimento. Por isso, fica o aviso aqui para os mais desavisados, para prestarem atenção sempre nas informações e pesquisarem, antes de apoiarem ou se afiliarem a determinados movimentos, buscando informações/vivências extraterrestres).

Genoma - Post - 10.07.2015-20

– Conclusão e Nota do Blog

Todo conhecimento depende do estudo, da forma como nós vemos a realidade, qual é o conhecimento. Não é só ler livros de história ou de matemática, é pensar e não aceitar uma explicação só como definitiva. Existem verdades e mentiras, não sabemos como saber, mas existe um processo que nos foi dado quando criaram o ser humano: a intuição. Através dela podemos criar e pensar, sem precisar de comprovações científicas. Então, se esperarmos o homem descobrir a verdade sobre tudo estaremos perdidos, e se depender de que o homem comprove toda a verdade do universo não evoluíremos e ficaremos dependente das comprovações científicas. Os Cientistas estão muito atrasados, pois usam somente a lógica como parâmetro de avaliação de uma determinada realidade, um exemplo: quando o homem acreditava que o nosso Sol girava ao redor da Terra, as pessoas acreditavam nisso como uma realidade, um fato, mas quando um homem determinou que a Terra girava ao redor do Sol, toda aquela realidade absolutista de que a Terra era o centro do universo desmoronou e a realidade absolutista caiu . A religião é uma forma de manter as pessoas em processo de ignorância e elevando a contaminação Grey para níveis absurdos. O que as pessoas ainda estão discutindo é se existe ou não extraterrestres, mas a contaminação só aumenta e as pessoas não despertas, estão cada vez mais ignorantes. Mas muitos preferem procurar informações por eles mesmos, porque a Ciência é letárgica, apesar das descobertas do genoma, que genes são passados “geneticamente” para os seres, explicaria de onde veio a matriz que nos deu esse gene? Então, quem estuda genética pode perceber que não seria possível sem um transmissor, a menos que o gene tenha vindo de fora do planeta. É engraçado tentar explicar isso para um cético, pois a mente não consegue analisar que um gene não aparece do nada no ser humano. Existem interações que se fecham em apenas um animal na Terra:­ o ser humano. Então, falar que o ser humano não foi geneticamente modificado, é o mesmo que destruir toda a ciência humana e nos chamar de burros e malucos.

EQUIPE DA “LUZ É INVENCÍVEL”
(Nota Gilberto – Leia mais sobre combinações do DNA com os extraterrestres Aqui.
Leia “1ª Parte” – “2ª Parte“)
Bibliografia para consulta
1 – Sequenciando o Genoma Humano – Lygia da Veiga Pereira
2 – O Projeto Genoma Humano – Mônica Teixeira
3 – Ética e Direito na Manipulação do Genoma Humano – Matilde Caroni Conti
4 – La Conquista del Genoma Humano – Kevin Davies
5 – Genética Médica – Tompson & Tompson – Robert Nussbaum
6 – Avanços da Biologia Celular e da Genética – Sean Carroll
7 – Genética e Evolução Humana – Cláudio Cunha
8 – Genética – Um Enfoque Conceitual – Benjamin Pierce
9 – Eram os Deuses Astronautas? – Erick Von Daniken
10 – Extraterrestrials, UFO, NASA, CIA, Aliens Mind – Jean Maximillien de la Croix
11 – Genética Molecular Humana – Jack Pasternak
12 – O Décimo Segundo Planeta – Zecharia Sitchin
13 – O DNA do Espírito e os Extraterrestres – Domingos Iezzi
14 – There Were Giants Upon The Earth – DNA Alien – Zecharia Sitchin
15 – Urantia Book 
16 – Terra – Laboratório Biológico Extraterrestre – Marco Antonio Petit de Castro
Nota: Alguns livros estão disponíveis em nossa Biblioteca Virtual.
Divulgação: A Luz é Invencível
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s