O que é Apometria?…

merkaba02-200Apometria é uma técnica de cura oriunda da Aumbandhã – Lei Maior Divina ou Sabedoria Secreta, setenária e esotérica, originária de uma estrela da Constelação de Sírius, muito próxima ao Grande Sol Central. Ela é por nós conhecida desde os tempos de Atlântida, época em que nosso querido Ramatis foi Sacerdote Aumbandhã. É aplicada apenas a espíritos vivendo como seres humanos, por ser lastreada numa ordem setenária, onde através de imposição de pulsos magnéticos, comandados por pessoa treinada, faz-se o desdobramento dos sete corpos que nos compõe, ou seja, faz-se com que os nossos sete corpos afastem-se temporariamente, para que nossos irmãos maiores, médicos do espaço, possam realizar em separado, mais rapidamente, portanto, em nós uma transmutação energética de forma plena, proporcionando assim a nossa cura, através da dissolução das disfunções a que chamamos de doenças. A propósito, essas disfunções existem em função do desentendimento entre nosso emocional e nosso racional, ou melhor, entre nossos pensamentos e sentimentos. Sejamos, portanto, fieis a nossos pensamentos e sentimentos, que tudo muda em nossa vida.

Embora sendo um sistema de cura bastante antigo, sendo como dito acima já utilizado em Atlântida, foi por nós mesmos completamente relegado ao esquecimento.

Já em nosso tempo, em 1.867, essa técnica de cura, que ainda não levava o nome de Apometria, era descrita através de seus métodos e mecanismos, pelo Sr Peyanne, na Sociedade Espírita de Bordeaux, sob aquiescência de Kardec. Ainda nesse período coube a outro cientista e pesquisador da Doutrina dos Espíritos, Ernesto Bozzano, (1.862 – 1.943), em sua obra “Fenômenos de bilocação”, criar o termo “desdobramento”, circunstanciando detalhadamente, os processos que envolvem os veículos de manifestação do espírito reencarnado, dentro de uma ordem setenária.

Mas, se temos hoje o privilégio e a oportunidade de conhecê-la e de nos utilizarmos dessa magnífica Terapia de cura, é graças ao Dr. José Lacerda de Azevedo, que foi em nosso plano, Médico e Espírita, extremamente bem conceituado. O Dr. Lacerda criou esse termo em 1.965, após conhecer e experienciar uma técnica de cura denominada Hipnometria, que era na época empregada em enfermos em geral, com excelentes resultados, pelo psiquista Porto-riquenho Luiz Rodrigues.

O termo Apometria vem do grego, onde APO significa “além de ou fora de” e METRON, que é “relativo à medida”. Representa o clássico desdobramento entre o corpo físico e os corpos espirituais do ser humano. Não é propriamente mediunismo, é como dito no início dessa explanação, uma técnica setenária de dissociação dos nossos corpos, através de desdobramento, lastreada nas leis da física quântica. É um sistema de cura com base em sólidas fontes de amor fraterno, de saúde e de cura, com resultado eficaz para todos e quaisquer males ou disfunções. Pode e deve ser aplicada em todas as pessoas, não importando a saúde, a idade, o estado de sanidade mental e a resistência oferecida.

desdobramento-anmico-apometria-autoria-desconhecida-5-638

Através da Apometria, o desdobramento acontece via indução, gerando aquilo a que chamamos de bilocação. É uma técnica de largo uso, em Hospitais a partir da quarta dimensão, para tratamento de espíritos encarnados ou desencarnados, que abriu as portas para a investigação sistemática da dimensão astral, verdadeiro universo paralelo ao nosso. Representa em essência o desdobramento, a separação entre o nosso corpo físico e nossa constituição espiritual.

Desdobramento esse, que ocorre todos os dias em nossas vidas de forma natural. Às vezes espontaneamente. Acontece durante o sono natural, ou no sono hipnótico ou ainda no êxtase místico. Pode ocorrer também nos grandes choques emocionais, choques circulatórios, desmaios, coma, convalescenças de enfermidades graves, traumas físicos, também podendo ocorrer em conseqüência do uso de narcóticos.

Na medida em que utilizamos a Apometria, com o passar do tempo, em função dos nossos desdobramentos, através dos trabalhos que vamos realizando, vamos adquirindo cada vez mais, consciência das nossas potencialidades e vamos assim superando as nossas limitações, pois passamos a transitar por diversas dimensões, como se estivéssemos aqui no plano físico que conhecemos, permitindo-nos ir a muitos locais, às vezes longínquos, para trabalhar, auxiliar, tratar de enfermos espirituais encarnados ou desencarnados, tudo isso naturalmente, sempre amparado por nossos irmãos maiores. Aliás, nada fazemos sozinhos! Somos sim, parte integrante de um grupo de seres abnegados, que vivem em prol de auxiliar, a quem esteja pronto para receber essa ajuda.

Ao utilizarmos a Apometria, abrimos imediatamente através de nossa forma pensamento, portais interdimensionais, que nos ligam ao Mundo Maior e, a toda Corrente Médica e Mentores do Espaço. O êxito da Apometria reside na utilização de nossa faculdade mediúnica, para entrarmos em contato com o mundo espiritual, da maneira mais fácil e objetiva, sempre que for necessário.

Finalizando, a Apometria é indicada para os casos de cirurgias astrais, incluindo transplantes de órgãos comprometidos, remoção ou desintegração de miomas, por exemplo, obsessão e indução espiritual, auto-obsessão, pseudo-obsessão, parasitismo, vampirismo, estigmas espirituais, remoção de chips e parasitas no corpo astral, arquepadias, (magia originada em passado remoto), goécia (magia negra), tratamentos especiais para magos negros, tratamento de espíritos em templos do passado, utilização dos espíritos da natureza, condução dos espíritos encarnados, porém desdobrados, para Hospitais do Astral Superior. Indicado para criação de campos de força magnéticos. Perfeito para tratar de síndrome da ressonância vibratória com o passado, que é a cura e eliminação de traumas vividos em vidas passadas, através de terapia de vidas passadas. Fonte 

apometria-1

BOLHAS APOMÉTRICAS

Na apometria, o importante é ter em mente que a realidade é a que está na cabeça do assistido. O sucesso de qualquer tratamento depende da sincronização da realidade do assistido com a realidade do terapeuta.

O que precisa acontecer é que se crie uma pequena bolha dimensional da quinta dimensão entre o terapeuta e o assistido. Esta bolha colocará em harmonia as duas realidades e evitará pontos divergentes. A partir desta harmonia as duas realidades entrarão em ressonância e poderão interagir. O terapeuta em estado mais ativo e o assistido em estado passivo. O terapeuta poderá enxergar a realidade do assistido e corrigi-la extraindo pontos de conflito. A mente do assistido cria sua realidade a partir das personalidades e personas que a povoam. Trazendo estas personalidades e personas à manifestação, podemos se for o caso excluí-las da realidade evitando que continuem causando danos.

As realidades de cada um se manifestam durante o tratamento, independente do observador, através de cada personalidade manifestada. Elas ficam imersas na bolha de quinta dimensão.  Embora existam realidades alternativas, durante a manifestação elas representam um ponto de singularidade comum a estas realidades. As outras realidades não estão acessíveis porque estamos apenas na quinta dimensão. Seria necessário ir a uma dimensão superior para tratar realidades alternativas. A alma humana compreende múltiplas realidades e sua consciência é abrangente. Em dimensões superiores a mente tem consciência de várias realidades simultaneamente. Na quinta dimensão  teremos consciência  apenas da realidade presente, mas poderemos ter consciência da realidades de cada pessoa a nossa volta.

O mundo onde vivemos é apenas uma tênue linha de realidade, hoje você tem consciência apenas da realidade onde vive e cada um tem a sua própria realidade.  Cada instante de consciência representa a intersecção da realidade das pessoas a nossa volta com a sua. No instante seguinte a realidade da pessoa ao nosso lado não é mais a mesma, a nossa linha de realidade avança e intersecciona com outras realidades destas pessoas. Estas realidades não precisam ser necessariamente as mesmas.

Durante o tratamento as realidades do assistido e do terapeuta colam e avançam juntas por um determinado período de tempo. Esta cola é necessária para permitir o tratamento. Se não houver esta colagem, o tratamento será infrutífero, pois avançaria entre realidades diferentes do terapeuta ou do assistido. Para que a colagem seja eficiente é necessário haver uma grande sintonia e também a ação colaborativa de seres da quinta dimensão. Como o tratamento se efetua dentro de uma bolha da quinta dimensão, é necessária a atuação destes seres para colar as realidades. A energia despendida nesta colagem não é densa e é fornecida por estes seres.

Já para o tratamento das personalidades e personas, é necessário uma energia mais densa, que deve ser fornecida pelos atores do processo. Estes atores permitem a manifestação das mentalidades (personalidades e personas) que são desdobramentos funcionais da personalidade do assistido. Este desdobramento pode ser de personalidades, personas, obsessores reais, níveis de outras encarnações, resquícios magneto genéticos de antepassados e também manifestações de agrupamentos celulares. Como cada célula possui sua própria consciência, alguns agrupamentos podem simbioticamente se manifestar solicitando atenções especificas para determinados sistemas do organismo.

Estas mentalidades descritas anteriormente formam a população deste sistema mental que compõe a personalidade de cada ser desta dimensão. É um rico e complexo sistema que interage mutuamente e desta resultante se forma a personalidade final do assistido.

Este rico sistema tem algumas de suas partes esquecidas, copiadas ou congeladas quando se projeta na mente de outra personalidade como persona. Esta capacidade de redução e projeção é fruto da interação entre as mentes e necessita afinidade e conexão.

Para a eficácia do tratamento é extremamente necessário que no seu inicio se interrompa a conexão transformando todas as personalidades que nos interessarem em personas. Esta quebra de conexão enfraquece a persona possibilitando seu tratamento. Deve-se ter o cuidado de retirar toda a persona, pois em caso contrario a conexão pode ser restabelecida.

Nos casos de obsessores se dá o contrário. A conexão não pode ser cortada, pois seu corte libera o obsessor tirando-o da bolha de tratamento e permitindo sua reentrada posterior. O obsessor precisa ser mantido preso através da conexão, durante todo o tratamento. Deve ser tratado conectado, plasmado pelo terapeuta, desconectado e encaminhado a outros níveis.

No caso dos níveis de encarnações passadas, basta cortar a conexão e retirar sua energia através de um sugador apropriado. Isto exterminará aquela mentalidade fazendo que retorne como simples peça de registros akássicos. É extremamente importante o diagnostico correto de nível ou obsessor, pois os tratamentos são opostos.

A tentativa de sugar energia de um obsessor pode trazê-lo para o terapeuta. As personas possuem pouca energia, mas são altamente arraigadas pela sua grande afinidade com o assistido. Precisam ser reduzidas, mas é difícil retira-las completamente.

Já as personalidades precisam ter sua conexão interrompida sem que tenham a chance de se tornarem personas. O corte da conexão leva a criação da persona, por isso esta operação é delicada. É necessário que a conexão seja cortada pela perda de afinidade e não por processo energético de corte.

Este trabalho esta sendo feito por um grupo. Não precisa ser preservado na sua integra, mas sua mensagem deve ser repassada, algumas vezes informações de níveis diferentes serão fornecidas, pois participarão seres de quinta dimensão e superiores. Ainda não estão definidos  até qual dimensão participará desta tarefa. Queremos dar um embasamento para trabalhos melhores com as mentalidades.

A terapia deve ser breve e também deve ensinar o assistido para auto-tratamentos dimensionais. É preciso que vocês saibam criar bolhas particulares de quinta dimensão para se envolverem nela. Embora o tempo destas auto-bolhas seja pequeno lhe darão pequenos flashes de quinta dimensão e fará com que se preparem melhor. Com, o tempo estas bolhas serão mais estáveis e você conseguirá ficar lá por períodos maiores.

Quanto mais pessoas criarem estas bolhas, mais rapidamente a quinta dimensão se instalará. Entendam que a dimensões não são estanques, você poderá migrar lentamente de uma dimensão para a outra. Não é um processo brusco, isto significa que você também poderá, por exemplo, envolver-se em  uma dimensão 4,1 e permanecer lá por mais tempo. Quanto mais próximo da quinta dimensão, maior será a força para que ela volte a quarta e assim ela durará menos tempo.

A quinta dimensão, como falamos lhe dará consciência das realidades de todos a sua volta, seu mundo será mais tênue, menos denso e as coisas mais incertas, pois cada uma das realidades será um pouco diferente. O motivo é lhe ensinar que este mundo tem importância relativa, que tudo é relativo, a realidade será inconstante, nada será único, cada coisa ficará dentro de uma nuvem de possibilidades, será uma experiência muito rica. Lacerda (através de PramaShanti)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s