A Força e Margia do Pensamento…

É necessário que você saiba que existe uma força imensamente superior à eletricidade e à dinamite: a força do pensamento.

Quando você pensa em algum amigo ou num membro de sua família, são projetadas ondas mentais pelo seu cérebro tais quais as de uma emissora de rádio.

As ondas mentais também percorrem o espaço, chegando à mente da pessoa em quem estamos pensando. Os cientistas já começam a fazer experimentos com a força do pensamento e, logo, inventarão o teletermômetro: instrumento utilizado para medir a força mental de uma pessoa.

No futuro, a Ciência Ótica avançará um pouco mais e inventará o fotomentômetro: instrumento que permitirá ver e medir a força mental que o cérebro humano irradia.

Saiba que, assim como o ser humano tem uma mente, de igual forma, todo o Universo possui mente. Existe a mente humana e a “mente cósmica”. A Terra e o Universo são “mentes condensadas”. As ondas da “mente universal” saturam o espaço infinito.

Quando um engenheiro vai edificar uma casa, a primeira coisa que faz é realizar o projeto mental, quer dizer, projeta a casa primeiramente na mente; depois faz o esboço no plano e, por último, cristaliza a casa materialmente. Assim, tudo o que foi construído existiu primeiro na mente.

Não pode existir nada no mundo físico ou material no qual vivemos, sem antes ter existido no “mundo da mente”. É necessário aprender a concentrar e projetar a mente com precisão e grande força. É necessário saber que concentrar a mente é fixar a atenção em uma só coisa.

Quando você fixa a atenção mental e se concentra em um amigo que está distante, fique certo de que seu cérebro emite ondas mentais potentes que, inevitavelmente, chegarão ao cérebro de seu amigo.

O importante é que você, realmente, concentre-se. 

É necessário que nenhum outro pensamento seja capaz de distraí-lo. Você deve aprender a concentrar sua mente.

Acreditamos que você, que está lendo este texto quer triunfar na vida: ter saúde, dinheiro e amor. Reflita um pouco… aprenda a direcionar a força do pensamento.

Quem aprender a manejar a força do pensamento chegará com absoluta segurança ao triunfo, da mesma forma como a flecha atinge o alvo, guiada pela mão do exímio arqueiro.

Lembre-se de que o mundo é um produto da mente. Você é o que é através de sua mente. Você pode transformar-se totalmente utilizando a força do pensamento. O pobre e miserável é assim porque assim o quer.

Toda a sua pobreza e miserabilidade são sustentadas pelo seu próprio estado interno.

 O rico e poderoso é assim porque se fez desta forma. Cada um é o que quer ser através da força de sua mente, que projeta no mundo da “Mente Cósmica” o que quer ser.

Os projetos da mente cristalizam-se fisicamente e, então, temos na prática uma vida rica ou miserável, feliz ou desgraçada. Tudo depende dos tipos de projetos mentais que são cristalizados.

Assim como a nuvem se condensa em água e a água em gelo, igualmente se dá com a força mental: primeiro, nuvens (projetos); depois, água (circunstâncias, desenvolvimento do projeto); e por último, o gelo duro (o projeto convertido em fatos concretos).

Se o projeto for bem feito, com força suficiente, se os fatos, seu desenvolvimento e as circunstâncias forem corretos, o resultado será a condensação perfeita do projeto: a vitória.

Quem aprende a manejar a força do pensamento, vai com absoluta segurança ao triunfo, assim como a flecha chega ao alvo guiada pela mão do exímio arqueiro. Lembre-se de que o mundo é um produto da mente. Você é o que é pela mente. Você pode transformar-se totalmente, fazendo uso da força do pensamento. 

O pobre e miserável é assim porque quer ser assim; com a mente se sustenta pobre e miserável. dos no mundo real.

FAZENDO AS COISAS FUNCIONAR

Esta lei é verdadeira em qualquer área da vida. Se quiser que um relacionamento funcione, invista nele e ele vai crescer, Se não  vestir no relacionamento, ele não vai crescer.

 E simples assim. Não se queixe da outra pessoa; cresça do seu lado e o relacionamento vai sentir os efeitos disso. Se quiser que seus filhos sejam bem-sucedidos, invista neles e eles vão ser muito mais bem-sucedidos.

Para encontrar seu propósito na vida e determinar como vai servir a Deus e à humanidade, você tem de fazer a mesma, Pare de fantasiar, ponha para fora o seu talento e coloque-o em ação. Quando o fizer, a lei da multiplicação começará a funcionai • as coisas crescerão.

Os fatores básicos para o triunfo de um projeto são três:

1º) Força mental.

 2º) Circunstâncias favoráveis.

 3º) Inteligência.

A FORÇA MENTAL É impossível cristalizarmos um projeto (seja comercial ou qualquer outro) sem a força mental.

É preciso que nossos estudantes aprendam a manejar a força mental, porém, é necessário que aprendam primeiro a relaxar o corpo físico. É indispensável saber relaxar o corpo para se conseguir a perfeita concentração do pensamento.

Para triunfar na vida há que se transformar em “pescador de homens”.

Jesus escolheu seus discípulos entre pobres pescadores que tiveram que deixar de pescar peixes para se converterem em “pescadores de homens”. Você quer obter êxito, poder e glória? 

Escute este conselho:

“Ponha no anzol a isca de que o peixe mais gosta”. Não converse com os demais sobre as coisas que só interessam a você. O seu é unicamente seu. Desgraçadamente, o ser humano é egoísta e só quer saber do que interessa a si próprio.

Se você falar ao próximo sobre coisas que ele deseja e quer, influirá positivamente para conseguir tudo o que você necessita dele. É preciso ver o ponto de vista do semelhante e ajudá- lo a resolver os seus conflitos.

Converta-se em uma pessoa altruísta e bondosa, ajude os demais com seus conselhos, esforce-se para compreender o ponto de vista do próximo e assim você conseguirá “pescar” abundantemente.

Quando começamos a compreender o próximo, damos os primeiros passos rumo à felicidade e ao êxito. 

Há que se estudar e compreender as funções da mente. Aquele que conhece o mecanismo mental está capacitado a controlá-lo. Tem-se falado muito acerca da força mental e são muitas as instituições que ensinam como podemos concentrar a mente.

Ninguém pode negar a força do pensamento, e essa força composta de ondas e formas radioativas que se transladam de um cérebro a outro. Há que se desenvolver essa força maravilhosa, porém, devemos advertir que o pensamento e a ação devem combinar-se sabiamente, se quisermos triunfar na vida.

A concentração do pensamento faz milagres quando se combina inteligentemente com a ação. A força mental realiza prodígios e maravilhas quando se fundamenta na sinceridade e na verdade.

Não utilize a concentração mental para enganar as pessoas porque você fracassará, inevitavelmente. A força mental realiza prodígios quando é utilizada para ajudar as pessoas e, assim, nos beneficiamos; esta é uma lei. Você necessita triunfar em alguma questão importante?

Sente-se numa poltrona bem cômoda, relaxe os músculos do corpo, concentre-se no negócio que lhe interessa, imaginando-o com pleno êxito. Identifique-se com o próximo e procure entender o ponto de vista dele; aconselhe-o mentalmente, fazendo com que veja as grandes vantagens do negócio que realizará com você.

O ego  ou eu inferior vive no plano mundano ou emocional, ele é imaturo e é levado pelo desejo e por sua necessidade. O plano mental superior  representa o universo da Alma  que  é o espelho do Espírito ou “Eu superior” – neste plano ou plano da Unidade a mente governa o mundo, ou Deus com sua inteligência e ação move o mundo.

 O Espírito Espelha a mente de Deus. A consciência do Criador age inteligentemente no mundo da Mente.

O Iniciado  domina sua mente e é treinado para ser um veículo da mente superior ou Alma.

Assim, as ondas mentais penetrarão profundamente na mente da pessoa, realizando prodígios. Uma hora de perfeita concentração é suficiente para determinar o triunfo de um negócio.

Todo comerciante tem o direito de conseguir dinheiro, porém, os seus produtos devem ser bons, úteis e necessários para os demais. Não procure enganar os outros porque enganará a si mesmo. Multidões de vendedores ambulantes percorrem as ruas, oferecendo, inutilmente, suas mercadorias.

As pessoas até se entediam quando os encontram porque só pensam em si, só falam nos seus produtos. Se aprendessem a ver o ponto de vista alheio, triunfariam completamente. É necessário compreender que todo ser humano possui um eu que quer se sobressair, mostrar-se, subir ao topo da escada.

Este é, precisamente, o aspecto mais débil do ser humano e você também o tem. Não caia nos mesmos erros dos demais; nunca diga: “eu”; diga sempre: “nós”.

Quem domina a si próprio, domina os demais. Insinue inteligentemente o que você quer, mas não diga “eu quero”. Lembre-se de que aos outros não interessa o que você quer.

Deixe que as pessoas preparem sua ideia, como se fosse delas. Ponha os elementos, inteligentemente, para essa preparação e permita que os outros elaborem nossas ideias.

Fique certo de que os demais se sentem felizes elaborando nossas ideias. As pessoas gostam de se sentir importantes, sendo esta a debilidade do eu que você precisa explorar.

Nunca se sinta importante para que, com isso, você seja realmente importante. Procure dissolver o eu e, certamente, você será feliz. Todo o êxito na vida depende da habilidade que você tem para tratar as demais pessoas.

É necessário deixar o egoísmo e cultivar o cristocentrismo. Urge trabalhar pelo bem comum. É indispensável dissolver o eu e pensar sempre como “nós”. O termo “nós” tem mais força do que a expressão egoísta “eu”.

Todos os grandes fracassos da vida se devem ao eu. Quando o eu quer se mostrar, sobressair-se, subir no topo da escada, advêm as reações por parte dos demais, cujo resultado é o nosso fracasso.

Recorde-se de que o ego é energético: são desejos, carências, necessidades, recordações, medos, violências, ódios, apetências, fanatismos, ciúmes, desconfianças e outras coisas.

Você necessita explorar profundamente todos os escaninhos de sua mente, porque em seu interior psicológico existe isso que se chama eu, o “mim mesmo”, o ego. Se você quer triunfar na vida, deve dissolver o eu.

Se quiser eliminar o eu, deve desintegrar todos os seus defeitos. Se quiser desintegrar os seus defeitos, não os condene nem os justifique, compreenda-os.

Quando condenamos ou justificamos um defeito nas profundezas da mente robustecemos tremendamente o ego, ou eu inferior ou a imagem do demônio que representa nossos “pecados” do ego.

Por outro lado, quando o compreendemos, podemos desintegrá-lo totalmente. Quando dissolvemos o eu, enchemo-nos de plenitude e felicidade porque se expressam através de nós o Ser, o Espírito, o Amor.

Recorde-se de que Deus, o Espírito, o Ser interno de cada ser humano jamais é o eu. O Ser é divino, eterno, perfeito. O eu é o  adversário interior.

O eu não é o corpo, é uma energia egoísta e infantil. No eu está a raiz da miséria, da pobreza, dos fracassos, das desilusões, dos desejos insatisfeitos e violentos, do ódio, da inveja, dos ciúmes etc.

Mude sua vida agora mesmo: compreenda a necessidade de acabar com todos os seus defeitos para dissolver o eu, o  a causa de todos os fracassos.

Quando o eu é dissolvido, ficam dentro de nós mesmos somente o Ser, Deus, a felicidade. Deus é paz, abundância, felicidade, perfeição…

PRÁTICA.

 Um grande homem, depois de estudar a si próprio, descobriu que tinha doze defeitos que o estavam prejudicando. Ele refletiu da seguinte forma:

 “Assim como não é possível caçar dez coelhos ao mesmo tempo, porque o caçador que quisesse fazer isso não caçaria nenhum, de igual forma é impossível acabar com os meus doze defeitos ao mesmo tempo”.

Então, chegou à conclusão de que seria melhor caçar primeiro um coelho, depois, o outro; noutras palavras, acabar primeiro com um defeito e depois com o outro. Por isso resolveu se dedicar durante dois meses a cada defeito.

Decorridos vinte e quatro meses, já não tinha mais aqueles defeitos que o impediam de chegar ao triunfo, todos os defeitos haviam sido eliminados.

O resultado foi tão maravilhoso que ele se tornou o primeiro cidadão dos Estados Unidos: Benjamin Franklin. Imite Benjamin Franklin. Examine-se e veja quantos defeitos você tem, conte-os e enumere-os. Depois, dedique-se dois meses a cada defeito, sucessivamente até que elimine totalmente os seus defeitos.

Sente-se numa poltrona cômoda e ore ao seu Deus interno assim: “Tu que és meu verdadeiro Ser, tu que és meu Deus interno, ilumina-me, ajuda-me, faz com que eu veja meus próprios defeitos. Amém”.

Concentre-se nesta prece até que você atinja o sono profundo. Procure descobrir todos os seus defeitos. Aconselhamos que você leia também a Bíblia. Nos Quatro Evangelhos, encontra-se a palavra do Divino Mestre, explicando acerca das virtudes de que tanto você necessita.

Desconheço o autor.

Este texto está livre para divulgação desde que seja citada a fonte:

http://dharmadhannyael.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s