Despertar da Consciência, o que é?

galaxy_humans_med

“Através da investigação ‘Quem sou eu?’, o pensamento ‘quem sou eu?’ irá destruir todos os outros pensamentos, e como um galho usado para cutucar uma fogueira queimando, ele mesmo será destruído no fim. Então, irá surgir a auto-realização.”~Ramana Maharshi~

“A Iluminação é um processo destrutivo(tanto quanto construtivo). Não tem relação com se tornar feliz ou melhor. Iluminação é a desconstrução da mentira. É ver através das pretensões. É a erradicação completa de tudo que se acredita ser verdade.”~ Adyashanti ~

O despertar da consciência, o que significa este termo? Porque tantas pessoas cada vez mais e mais hoje em dia vêm buscando assuntos ligados a espiritualidade e ao despertar da consciência? Existe alguma técnica para despertar a consciência para outras realidades e dimensões?
Sim, existe uma técnica para isso, mas só a técnica não é suficiente e sim um conjunto de ações com disciplina e foco pode fazer o sincero buscador tocar outras tinturas e outras notas da manifestação múltipla e infinita dos Universus.
Essa técnica aliada ao conjunto de ações corretas poderá sim abrir mais esse contato com estas dimensões.
O puro de mente e coração, sincero com seus sentimentos, que se esforça por amor para expandir sua consciência e elevar seu estado de ser e saber, este sim toca outras realidades da manifestação divina se tornando mais sutil, mais leve e mais luminoso.

>> Se vibrarmos amor, tranqüilidade, otimismo e serenidade, então acessamos a natureza mais sublime da criação, voamos leves sem obstáculos nem barreiras onde somente a sutileza e a profunda beleza do amor se manifestam.
>> Se vibrarmos medo, dúvida, insegurança, ódio, então acessamos a natureza mais densa da manifestação, ficamos presos em mundos e dimensões onde estas baixas vibrações reinam nos fazendo escravos, fisgados pelo sofrimento e a ignorância.
Então querida alma, nosso despertar espiritual e consciencial começa com a atenção e o foco em nossos pensamentos e sentimentos diários em nossos relacionamentos e em nossa conduta.
Conduzir seu templo físico com atenção, disciplina e foco já é o inicio do despertar, tudo começa com sua atenção e foco aqui neste plano físico e tridimensional, nossa mente, nossas emoções vivem dispersas aqui vagueando por pensamentos, sentimentos e ações inconscientes.

>>Se aplicarmos mais foco e atenção no aqui e no agora e praticarmos uma reta ação no diário viver sejam com os amigos, com a família, com as pessoas e os colegas de trabalho isso vai mudando nossa Cor, nosso Tom, mas só isso não será suficiente.

Uma das técnicas consiste em fortalecer o nosso corpo onírico, é simples, tudo começa com a atenção e o FOCO aqui e agora. Somos um reflexo no interno do que vivemos no externo e vice versa.

Inicie a pratica de atenção e disciplina no seu dia a dia, sugerimos aqui no mínimo um ano de disciplina para começar a colher alguns pequeninos frutos, muitos mestres do passado e do presente ensinaram sobre a disciplina da atenção plena e da auto observação de si mesmo, então sugerimos que todo aquele que tenha realmente vontade e anelos no seu despertar espiritual comece com essa disciplina de estar atento a si diariamente e com todos ao seu redor. Busquem sempre se lembrar, onde estou? Com quem estou? O que estou falando? Sobre o que estou falando? O que falo e faço prejudica meu semelhante? Qual o objetivo das coisas que faço e onde eu apoio minhas ações? No ego ou em meu Ser? Depois que essa técnica de atenção plena e auto observação sobre si mesmo (seus pensamentos, sentimentos e ações) tiverem sido fortalecidas pela disciplina e força de vontade, então partimos para o segundo estagio.

Todos os dias antes de dormir devemos aprender e desenvolver uma disciplina de meditação, antes de iniciá-la faça uma retrospectiva do seu dia e veja seus pontos falhos onde “adormeceu” e perdeu seu foco e atenção, reavalie as cenas, passe um pente fino do momento em que acordou até o presente momento que esta sentado(a) em meditação à noite.

Após a retrospectiva de seu dia inicie sua meditação, entre em silêncio e ouça seu SER, sinta seu corpo, inspire e expire tranquilamente e profundamente, você é quem impõe seu ritmo de acordo com sua natureza de ser e sentir o universo ao seu redor e pode desenvolver sua técnica própria de meditação não ficando amarrado a nenhuma outra, teu ser é único.

Aos poucos conforme você avança em suas meditações e alia isso com a atenção plena e a auto observação de si no seu diário viver, vais então construindo com as ferramentas da alma e do espírito a ponte de travessia para o despertar, o renascer de um novo ser intuído pela alma e levado pelo intimo.

Compreende o que você esta fazendo? Fortalecendo sua capacidade de memória e atenção, é inevitável minha querida alma, isso por ressonância vai acontecer internamente, tudo que fazes com disciplina e foco no externo se plasma em nossos sonhos e mundos internos.

Quando tudo isso começar a acontecer passamos para o terceiro estagio que é começar a perceber a realidade interna dos sonhos como sendo um sonho, nossos sonhos começaram a ficar extremamente lúcidos e reais, sua realidade interna começa a se tornar forte, sua percepção aumenta, deves manter seu foco e sua atenção internamente, então focalize e diga, eu não estou em um sonho, eu estou acordado(a)!
Quando atingimos esse estagio que é muito raro de se alcançar hoje damos apenas inicio ao nosso despertar, quando falamos que é um estagio muito raro de se alcançar dizemos isso devido à realidade externa do mundo e das pessoas, todos hoje estão voltados para a grande ilusão do TER, do consumir, do crescer material e descontrolado que põe em risco e em desequilíbrio total o SER espiritual os fazendo mergulhar em uma dormência coletiva, triste é observar a dura realidade construída pelo ego humano, porem observamos com atenção o rumo que o egoísmo humano tem traçado para si próprio e lutamos valentemente contra a entropia da dormência coletiva que assalta as almas de nossos filhos e irmãos de caminhada, por isso nos sensibilizamos profundamente e lançamos mão de técnicas e exercícios de meditação e foco para o despertar de todos aqueles que anelam verdadeiramente um religare com as vertentes ascendentes do espírito e da luz crística.
Então quando começar a se lembrar que seus sonhos são sonhos e que você esta dentro deles aplique toda a atenção que coloca no mundo exterior para os mundos internos, no inicio não verá nada e a sonolência e a inconsciência irá te tirar do seu foco. Persista! Não desista, mantenha atenção e foco.

Quando você estiver relativamente firme e atento(a) o suficiente para se recordar dos mundos internos, então poderá focar para onde deseja ir ou onde queira estar, neste estagio seus sonhos não serão mais sonhos, você poderá deixá-los com toda segurança e projetar seu ser e consciência para onde desejar, porem isso requer muita disciplina e pratica. Todo praticante sincero e sério nestas praticas e se as fizerem todos os dias por um período de sete anos terá atingido um grau muito avançado do despertar podendo participar de forma desperta das muitas atividades e ensinamentos nos planos superiores.

Para iniciar uma coisa que ajuda bastante é antes de dormir e depois que fizermos nossa retrospectiva e meditação diária focar com nossos pensamentos e sentimentos onde desejamos estar ou com quem desejamos estar, adormeça pensando no local ou na pessoa, mestre ou anjo que deseja se comunicar.

Outra dica importantíssima, ao acordar fique quietinho(a), não se mexa, esse é o momento em que o corpo astral esta se fixando novamente ao seu corpo físico com todas as memórias e experiências da noite, se você costuma levantar às sete da manhã então ao iniciar essa disciplina acorde mais cedo as seis e fique quietinho(a) nos primeiros dez minutos ao abrir seus olhos, depois disso as memórias vão chegando, as organize em sua mente, aconselho que tenha um caderno e anote também, às vezes recebemos informações codificadas que só depois que lermos o que escrevemos com mais calma podemos captar e receber o ensinamento transmitido.
Na maioria das vezes neste inicio sonharemos com coisas do dia a dia, conflitos, nossos processos internos ligados a impaciência, ira, luxuria, gula, vaidade, medos. Que possamos estar atentos e com foco para conforme observamos, lembrarmos ou escrevemos nossos sonhos que eles possam servir de material para reflexão e mudança de comportamento, para assim atingirmos estágios mais puros e elevados. Todos nós temos nossos mestres e anjos internos que nos auxiliam nestes processos mentais e sentimentais atrelados as baixas vibrações dos egos humanos e todos nós temos nossa contraparte feminina na forma de nossa Mãe divina é a ela e aos nossos mestres e anjos que devemos pedir sempre auxilio com muito amor, carinho, paciência e respeito.
Nem sempre será possível trazer experiências que foram vividas além dos mundos mentais ou causais (arquétipais), porém você as sentirá com uma sutil intuição, este é o mundo da consciência pura, sem formas, somente consciência e luz onde a mente humana não alcança, não toca, pois sua natureza é extremamente densa para penetrar neste universo dos sem forma.

Quando vivenciamos esta experiência nos planos de pura luz é como se recebêssemos um presente da divindade. A percepção da vacuidade que se plasma em nós é maravilhosa é preciso estar muito vazio para alcançar esse estagio, é preciso estar “morto” em si sem ego, a interferência do ego deve ser zero absoluto e somente na ausência total do ego humano poderemos tocar essa realidade maravilhosa.
Como iluminadamente dizia Jacob Boheme, “A morte mística é o caminho para a vida eterna”, somente morrendo em nós mesmos é que seremos eternos, estas são as máximas de todos os grandes iluminados, Buda a alcançou, Krishna também, Jesus igualmente tocou esta verdade suprema, sumo que alimenta tudo abaixo no mundo das formas, pensamentos, sentimentos e manifestações.
Percebe querida alma que busca e anela o despertar, que nosso destino é retornarmos para essa natureza sutil e luminosa, sem forma, mas que em tudo esta, sem ser percebida ou notada em lugar nenhum, isso é ser O TAO, é alcançar o vazio ILUMINADOR é retornar a fonte intima e interna que é eterna e imutável.

Outro fator importantíssimo para nosso despertar é nossa conduta, ética e moral, os mundos internos ou astrais inferiores são muito modeláveis, existe uma grande turba onde vagueiam uma infinidade de seres sem muita luz obstruídos por processos limitadores e de ignorância profunda aliadas a conceitos pré estabelecidos e limitados que os fazem vibrar nestas regiões caídas.

Nestas dimensões inferiores também vivem muitos cascões astrais e personalidades em degeneração e decomposição, alguns seres extraterrestres também vivem nestas dimensões e vibrações caídas, por isso precisamos desenvolver a ética, a conduta e a moral e principalmente o amor, a devoção, a oração, a meditação e a entrega de alma e coração para nosso sagrado e eterno ser interno, o Alfa e o Omega, o principio e o fim de nossa manifestação.

Podemos e devemos sempre pedir a proteção e a orientação de nossa Mãe Divina que é uma parte desprendida de nosso Real e Verdadeiro Ser é ela que nos conduz e nos leva segundo os méritos de nosso coração aliados à disciplina e as praticas no diário viver ao nosso despertar.

Percebe o conjunto de ações que te fazem despertar? Nada vem sem trabalho e disciplina, esse nosso mundo externo é um exemplo claro e vivo disso, internamente não seria diferente.

O exercício que aqui propomos é desenvolver um trabalho de forja ativa. O raio da força nos ensinou isso e a duras penas conseguimos desenvolver uma pequena disciplina neste sentido e como comprovamos a eficiência destes exercícios e técnicas as compartilhamos com todos na intenção e no auxilio para expandir e despertar a consciência das pessoas.

Quanto mais nos empenharmos mais ajuda receberemos dos Mestres e Anjos se nada fizermos nada receberemos, isso é um fato constatado e vivido de forma integra e real.

Outro requisito fundamental para se atingir vibrações superiores onde vivem as consciências dos Mestres e Anjos é desenvolvermos em nós a castidade, no inicio parcial e no fim total! E o que é essa castidade? A castidade no olhar, a castidade no pensar, a castidade no falar e a castidade no agir.
Se formos solteiros disciplinamos estes sentidos e transmutamos nossas energias sexuais com pranayanas, se somos casados praticamos a disciplina destes sentidos e fazemos amor com sentimentos elevados e puros sem luxuria e desejos, isso acelera mais o processo de despertar.

Trabalhar a mente, os sentimentos e o sexo com pureza e veneração abrem e desabrocham em nós todos os poderes divinos, porém não devemos fazer isso almejando poderes, o desejo esta aliado a cobiça e para todos aqueles que estudam a natureza dos desejos humanos compreendem por observação profunda e atenta que ele é o cerne e a raiz para o nascimento de todo egoísmo humano. Devemos trabalhar nosso ser e alma por amor puro e verdadeiro sem desejos de espécie alguma.

Percebe minha querida alma que desenvolver a disciplina de se recordar dos nossos sonhos não é o objetivo final? Mas somente o inicio do caminhar no despertar de nossas consciências?
Aquele que despertar neste mundo despertará em todos os outros, pois este é o mundo mais denso e onde todas as forças internas e externas a nós juntamente com a da natureza se manifestam fazendo uma pressão e força contrarias ao nosso despertar.

Todo aquele que desperta neste plano físico e tridimensional alcança um grau de agudeza e profundidade muito raros no universo, seres que não tiveram corpos físicos em planos de terceira dimensão não podem compreender a agudeza da percepção de se viver em um corpo físico humano e tridimensional desperto. Existem graus e graus de despertar, Jesus alcançou um dos graus mais altos nesta escada ascendente que leva a alma peregrina do SER ao universo misterioso e incompreensível do NÃO SER.

Jesus em sua peregrinação pública veio nos ensinar o caminho da libertação, do despertar e do religare aos universos ascendentes através das máximas do amor, da renúncia e do sacrifício.
Neste exato momento, mesmo sendo muito raros e poucos, estão nascendo no anonimato pequenos Mestres, Budas, Anjos, Arcanjos, Tronos, Querubins, Serafins e mesmo que mais raros alguns Elohim, seres  estes andróginos, responsáveis em construírem universos inteiros, porém o externo não os percebe, não tem olhos para verem, nem ouvidos para ouvirem o murmúrio das muitas águas acima nos universos e dimensões superiores.

É no silêncio da noite escura da alma humana sem que as forças das trevas percebam, pois elas não reconhecem a luz em meio às trevas do mundo, que eles estão nascendo.
É em meio ao silêncio profundo dos antigos mistérios, sejam eles Egípcios, Gregos, Maias, Astecas, Nórdicos ou Judeus que eles vêm tomando força e formando um único exército estabelecido na vibração Crística.
Eles reaparecerão junto com o nascimento de uma nova aurora  e de uma nova era.
Que venha a nova era de Aquário e dissipe as trevas da ignorância e da manipulação de nossas mentes sentimentos e ações.
É chegada a hora de despertar.
DESPERTEMOS!!!
Paz Profunda
Fiat Lux
PAX
http://osolinterno.blogspot.com.br/2012/07/existe-uma-tecnica-para-o-despertar-da.html
Solange Christtine Ventura
http://www.curaeascensao.com.br

o-cerebro-1-aguas-do-marÀ proporção que nos permitimos desenvolver novas habilidades, principiamos a ver o mundo inteiro de maneira muito diferente. Começamos a prestar mais atenção a aspectos da experiência humana que antes nos pareciam periféricos. Surpreendemo-nos a usar uma nova linguagem para comunicar as novas experiências. Expressões como “vibrações más” ou “a energia ali era grande” estão se tornando comuns. Principiamos a notar e a dar mais crédito a experiências como a de encontrar alguém e a de gostar ou desgostar desse alguém, num instante, sem nada saber a seu respeito. Gostamos das suas “vibrações”. Podemos dizer quando alguém está olhando para nós e erguemos a vista para ver quem é. Podemos ter a sensação de que alguma coisa está por acontecer, e ela acontece. Pomo-nos a reparar na nossa intuição. “Sabemos” coisas, mas nem sempre sabemos como sabemos. Temos a sensação de que um amigo está se sentindo de certa maneira, ou necessita de alguma coisa e, quando nos preparamos para satisfazer a essa necessidade, descobrimos que estamos certos. Às vezes, durante uma discussão com alguém, sentimos que alguma coisa está sendo arrancada do nosso plexo solar, ou nos sentimos “apunhalados”, ou esmurrados no estômago, ou ainda como se alguém estivesse derramando um jarro de melaço quente, viscoso, sobre nós. Em compensação, às vezes nos sentimos cercados de amor, acarinhados por ele, banhados num mar de suavidade, e bênçãos e de luz. Todas essas experiências têm realidade nos campos de energia. O nosso velho mundo de sólidos objetos concretos está rodeado e impregnado de um mundo fluido de energia radiante, em constante movimento, em constante mutação, como o oceano.”

*Trecho extraído do livro Mãos de Luz, de Barbara Ann Brennan.

Essas sensações descritas acima e muitas outras fazem parte do cotidiano das pessoas que estão em busca por um despertar de consciência, mesmo que elas não chamem por esse nome. Muitas apenas sentem uma inquietação interna, sem saber exatamente o que é e nem como apareceu, que as leva a buscar. Uma busca constante, que não termina nunca. Uma sede por conhecimento e por novas descobertas, que responde as perguntas que estavam na borda da mente e que trazem à tona uma série de outras perguntas que exigem outras buscas, e assim sucessivamente.

Mas afinal de contas, como podemos saber se já despertamos a nossa consciência? Como podemos definir até onde devemos buscar?

Essas perguntas são um tanto complexas, ainda mais se pararmos para pensar nas milhares de possibilidades que estão por aí nos esperando. Acredito que por mais que tenhamos desperta a nossa consciência para novos conhecimentos e realidades, sempre podemos despertar mais. Enxergo esta vida como uma preparação, um treinamento do que está por vir. E o que está por vir? Bem, aí depende do quanto nos treinamos, do quanto nos conhecemos, vivemos e experienciamos. E mais além: do quanto nos mantemos equilibrados emocionalmente com estas vivências.

O equilíbrio é a chave de tudo. É o famoso caminho do meio. É a maneira de encontrarmos a harmonia de pensamentos necessária para enxergarmos não só as soluções para os nossos problemas, como também entendermos por que esses problemas apareceram nas nossas vidas.

Trocando-se a palavra “problemas” no parágrafo anterior por “dores”, “doenças”, “pessoas que nos fazem mal”… dá no mesmo. Tudo, absolutamente TUDO o que nos acontece tem um propósito maior, que é a nossa evolução, o refinamento dos nossos pensamentos, da nossa capacidade mental e cognitiva, da evolução do nosso planeta como um todo. Mesmo quando parece que não há solução para isto ou para aquilo, ou que parece não haver propósito algum. Ele existe. Verdadeiramente existe. Nós é que ainda não conseguimos entende-lo.

Enxergar apenas as atrocidades que acontecem em todos os lugares é uma questão de escolha. Em vez disso podemos escolher enxergar apenas as coisas belas. Mas qual seria o caminho do meio nesse caso? Enxergar um pouco de cada uma? Assistir a notícia de um assassinato em massa e ficar triste e chateado e logo em seguida assistir um documentário sobre as belezas do nosso planeta e ficar maravilhado para esquecer o que vimos primeiro? Será que é essa a resposta?

Nosso mundo possui aproximadamente 7 bilhões de almas encarnadas e sabe-se lá quantas desencarnadas ligadas a ele. Cada uma delas num determinado patamar evolucional, com opiniões diferentes, experiências diferentes, gostos diferentes, equilíbrios diferentes. Todos os dias aos olhos da sociedade coisas boas e ruins são feitas. Escolher um lado e negligenciar o outro não é a resposta. Ambos os lados buscam a evolução à sua maneira, e se formos perguntar, cada um tem os seus motivos e as suas verdades e se acha mais no direito de agir do que o outro.

Às vezes para conseguirmos enxergar um quadro em sua totalidade precisamos nos distanciar um pouco. Só assim os pequenos detalhes criam sentido, interligando-se a outros pequenos detalhes e formando uma rede de movimento e de propósito. Busquemos nós mesmos compreender a rede de movimento de que fazemos parte. Sem julgamentos e opiniões precipitadas. Calemos um pouco a nossa boca e a nossa mente, e observemos melhor o caminho pelo qual estamos seguindo. O que existe lá na frente?

Se cada um fizer isso, certamente chegaremos à tão esperada evolução com mais suavidade, sem tantos atropelos e teremos uma consciência deveras mais desperta.Fonte

5 Estágios do Despertar…

Estagio 1 – Negação

Estagio 2 – Raiva

Estagio 3 – Barganha

Estagio 4 – Depressão

Estagio 5 – Aceitação

SOBRE O DESPERTAR E O EGO
por ADYASHANTI

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s