Bashar, conceitos do coração…

default11De acordo com o site original (em Inglês), Bashar é um ser de origem extraterrestre (ou um amigo do futuro) que se comunica conosco há mais de 21 anos  através do “canal” Darryl Anka, trazendo uma onda de novas informações que nos explica– claramente e em detalhes– o funcionamento do Universo e como cada um de nós cria a realidade que vivência.
Ao longo desses anos, milhares de pessoas tiveram a oportunidade de aplicar seus princípios e ver se são realmente eficazes para mudarem as suas vidas e criarem a realidade que realmente desejam.

E a maioria esmagadora de pessoas afirma que  sim.

Alguns dos resultados reportados pelos que aplicaram os princípios ensinados por Bashar são:

  • aumento da criatividade e abundância
  • maior clareza mental & emocional
  • melhoria na saúde
  • melhoria dos relacionamentos amorosos
  • aumento da habilidade psíquica
  • aumento do amor-próprio e auto-aceitação
  • melhor auto-capacitação

Bashar explica a importância dos sistemas de crenças e nos ensina como mudar o que acreditamos a respeito de nós mesmos e do mundo em que vivemos para dramaticamente mudarmos aquilo que experienciamos em nossa vida. As novas perspectivas que ele compartilha nos ajuda a mudarmos a forma como vemos a realidade e nos ajuda, também, a entrarmos em contato com as nossas crenças e ideias que estão, no momento, guiando as nossas vidas, para que as possamos mudar, se desejarmos.

As mensagens de Bashar enfatizam nossa auto-capacitação e habilidade para usarmos nosso livre arbítrio conscientemente, para criarmos a vida e o mundo que quisermos.

01O projeto básico da estrutura da existência…

  • Você existe.   (EU SOU)
    Se você existe agora, a sua existência é eterna:
    Você sempre existiu e sempre existirá…  Você pode mudar de forma,
    mas existirá sempre .   Assim…relaxe…você estará sempre por aí
  • Tudo é um, e o Um é tudo.
    Assim como cada minúscula parte de um holograma contém a informação do holograma, nós todos estamos interligados.  Tudo é na verdade apenas uma “coisa” totalmente interligada.
  • O que você emite é o que tem de volta
    Sua realidade física é apenas o reflexo do que você mais fortemente acredita ser verdade.     E como um espelho, a realidade física não mudará a menos que você mude primeiro (mude o que você mais fortemente acredita).
  • A única constância no Universo é a mudança
    Exceto
    para os três primeiros postulados, que nunca mudam.
    Assim… seria melhor acostumar-se à Criação que muda eternamente.
    Divirta-se no passeio!   Aproveite as mudanças!

02 – Entidade com autoconsciência, auto-reflexão e livre-arbítrio
– uma representação holográfica da Criação Infinita…

Cada indivíduo é sempre tão poderoso quanto precisa ser para criar qualquer realidade que deseje, sem ter que ferir ninguém para conseguir isso.

03 – Todas as “coisas” são a mesma coisa vibrando em padrões diferentes…

Assim como água, vapor e gelo são tudo a mesma coisa vibrando em frequências diferentes, a matéria e a energia são a mesma substância vibrando em frequências diferentes.

Frequências mais elevadas vapor  Consciência 
Frequências médias  água  
(liquido) 
Espírito  
(energia eletromagnética) 
Frequências mais baixas gelo  Matéria 

Todas as coisas são o Espírito vibrando em frequências diferentes. A Matéria é a energia solidificada. A Matéria é a energia do Espírito vibrando em uma frequência mais baixa. Seu corpo é o Espírito solidificado, o Espírito cristalizado. Seu Espírito não está no seu corpo. Seu corpo está no seu Espírito. Conforme você eleva suas vibrações, você se torna mais como Espírito, movendo-se mais próximo do Espírito como fluido (energia), tornando, assim, a sua criação da realidade mais maleável e mais facilmente mutável.

04 – “Recebendo” a realidade que você deseja

Um rádio não tem que criar o programa que ele quer ouvir. Ele simplesmente precisa receber um programa já existente. E isto o torna um receptor eficaz equiparando frequências, sincronizando frequências – criando uma similaridade de vibrações – com o programa que ele deseja receber.

Da mesma forma, você não tem que criar a realidade que você deseja, porque ela já existe – entre as infinitas realidades prováveis que co-existem todas simultaneamente.   Tudo que você tem que fazer é tornar-se uma “antena”, de modo que, através da similaridade de vibrações, você possa “receber” essa realidade. O que torna isto fisiologicamente “real” para você.

Primeiro, você tem que ser vibração. Então, você recebe automaticamente essa realidade.

Você precisa “ver” a realidade que você prefere como ser existindo agora no momento. Então, ela se tornará visível em sua realidade externa.

O rádio utiliza um seletor de canais para escolher & receber qualquer estação em particular – dentre todos os programas que existem simultaneamente no âmbito do rádio.

Da mesma forma, existem infinitas realidades prováveis que poderíamos “receber” e vivenciar a qualquer momento. Como escolhemos qual delas desejamos “trazer” para o primeiro plano a fim de vivenciarmos?

Escolhemos e recebemos “versões” específicas de realidade através de nossas crenças.
Escolhemos e recebemos, confiando 100% “porque sabemos que é assim”.

Eis aqui a “física” de como isto funciona:

O rádio tem que primeiro vibrar em uma determinada frequência para “receber” uma determinada transmissão (e todas as possíveis transmissões simultâneas) que esteja vibrando nessa mesma frequência, da mesma forma… cada crença faz com que você vibre em um único conjunto de frequências. Estas frequências então atraem, por ressonância, os hologramas que vibram nas mesmas frequências.

Isto é, fora da matriz universal do “plano de fundo” dos infinitos hologramas possíveis (todas as infinitas “versões” possíveis de realidade que existem simultaneamente), esses hologramas e símbolos que vibram sincronisticamente nas mesmas conforme as frequências de sua crença, “saem fora” dessa matriz e “recebidos” por você como as atuais “experiências físicas externas” que você sente como “real” – que você sente como “objetiva realidade”.

Assim, cada crença é um conjunto único de frequências, qual um modelo que determina qual holograma você atrai para sua experiencia.

O Confiar…

O que nós acreditamos e totalmente “confiamos para ser assim”, aumenta a direção do alinhamento do qual nós recebemos aquela particular “versão” de realidade. Esta confiança ou “saber” é o mecanismo pelo qual a criação acontece. Sem acreditar, nós não criaríamos nenhuma realidade e seríamos não-existentes.  Em todo determinado momento, nós estamos acreditando sempre totalmente em algo.

Todas as possíveis “versões” de sua realidade existem.    Na realidade, elas estão todas aqui – exatamente debaixo do seu nariz – Aqui, mesmo Agora mesmo.    Porém, a maioria destas “versões” é invisível a nós, e elas só ficam “visíveis” quando nós “nos afinarmos” (por nossas convicções), ser compatível e ressonante com as frequências de qualquer uma “versão” particular .    Além disso, desde que Tempo é “ilusão” e o local que realmente não existe, tudo o que você já espera “se tornar” ou “atingir”, você se tornou e atingiu.    Se for “invisível” a você, isso só é porque suas convicções não estão ainda vibrando na maneira sincronizada com essas versões.   Você contém TUDO – todas as possíveis “versões”.    E todas estas Aqui/Agora versões estão em vários estados de visibilidade/invisibilidade para você, dependendo de suas convicções relativas a qualquer versão particular.    Você “vê” e “objetivamente experimenta” as versões com as que são sincronizadas como você está vibrando, e são suas convicções em qualquer determinado momento que determina como você está vibrando.

É tudo um holograma de muitos hologramas….

Em um holograma, cada parte do holograma contém a informação para o holograma inteiro.  O universo é estruturado holográficamente.  Você é holográfico. Cada possível “versão” e sua realidade também é holográfica.    Você contém dentro de você todas as possíveis versões de realidade.  Todos os hologramas (versões de realidade) está contida dentro de você.   De todas estas possibilidades infinitas, você “seleciona” a versão a ser experimentada com suas convicções, imaginação, e sentimentos.   Sua imaginação é o “arquivo” de todos os seus possíveis hologramas.  Deste arquivo de possibilidades, a versão que você “imagina” (acredita, ou focaliza sua imaginação ) é sua versão atualmente-selecionada de realidade.    Então você “ativa” esta versão selecionada com seus sentimentos. O mais intenso dos sentimentos, com o mais poderoso ative esta versão, e então, o mais depressa manifeste como sua realidade tangível.   Sentimentos positivos ativam as versões positivas desejadas . Sentimentos negativos ativam as versões negativas indesejadas (os resultados temidos).   

Suas convicções são o resultado do que você imagina, e então ativa com seus sentimentos.  A versão com os mais intensos sentimentos presos a isto, é a versão que é ativada.

Como uma analogia, se sua tela de computador lhe oferece muitas escolhas, tudo que você tem a fazer é acessar, selecionar e clicar. Então sua imaginação é a total escolha de todas as disponibilidades na tela.   Movendo o mouse na escolha desejada é como focalizar sua imaginação em uma visão particular.  E fazendo então o click naquela escolha é como usar seus sentimentos para ativar sua seleção.

Ideia errada:   “Olhando e Acreditando”    (O que nós percebemos determina o que nós acreditamos).
A Realidade:    
 “Acreditando e Olhando”    (O que nós acreditamos determina o que nós percebemos!)

Assim, não espere perceber antes de a começar acreditar!
Acredite primeiro, e então perceberá adequadamente.

Quando você está assistindo televisão e o programa atual o desagrada, você não tenta mudar ou transformar aquele programa. Ao invés, de você simplesmente escolher outro programa que você prefere.

Igualmente, se a realidade que você está sofrendo o desagrada, você não precisa “mudar” ou “transformar” aquela realidade. Você só precisaescolher outra versão de realidade para receber, sincronizando suas vibrações com a “versão” da realidade que você prefere experimentar.   Tudo já existe.   Tudo que você tem que fazer é “receber”. Você seleciona o “canal” que você está assistindo em vida.

05 – Três fases para receber a “versão” de realidade que você prefere:

1 – Ver. (mental)

Visualize. Imagine. Sonhe. Visualize claramente. Você não precisa visualizar isto por muito tempo. Tempo curto é suficiente, mas você precisa visualizar claramente. Você precisa ter um sólido quadro claro. Visualizando isto cria a fotografia, assim veja em grande detalhe.   Veja ==> Se torne uma eficiente Antena Mental para receber esta “versão” da realidade.

2 – Sentir. (emocional)

Emocionado & apaixonado sobre isto! Como você sentiria se você tivesse isto agora? Sinta agora! Conecte sua visão com todas as suas emoções & todos os seus sensos, como se você tivesse isto agora! Envolva todos os seus sensos – imagine cheirar isto, tocar isto, provar isto, etc.
Sinta ==>
Se torne uma eficiente Antena Emocional para receber esta “versão” da realidade.

3 – Ser. (físico)

Ação física. Faça! Para fundamentar a experiência. Faça ações que mais de perto imitem as ações que você “vê” fazendo suas visualizações. Reúna e use qualquer suporte que imite o cenário, e faça um “ensaio”. Fazendo isto “fingem a ação” física e treina a consciência do corpo. Isto é “real para você agora”, assim o universo o entrega então a você. NOTA: Esta ação física não se faz diretamente a causa deste desejo real manifestar. Ao invés, esta ação física cria uma mais precisa vibração em você, fazendo você uma antena melhor para receber , para você se tornar mais alinhado com a mesma vibração. A realidade que você deseja já existe. Você não tem que criar. Você só tem que receber.
Seja isto ==>
Se torne uma eficiente Antena Física para receber esta “versão” da realidade.

Em outras palavras,

  1. Ver.  ===> Seja digno de uma precisa antena mental para “receber” essa versão da realidade.
  2. Sentir. ===> Seja digno de uma precisa antena emocional para “receber” essa versão da realidade.
  3. Ser.   ===> Seja digno de uma precisa antena física para “receber” essa versão da realidade.

06 – Você já tem tudo que deseja!

Uma vez que você contém , TUDO, e todas as versões possíveis de sua realidade estão de fato existindo simultaneamente e são “reais”, você, portanto tem tudo que deseja ou poderia alguma vez vir a desejar. Você contém todas as versões!!   Você já tem todas as coisas que algum dia espera ter ou querer.    Apenas pode não estar “visível” (e, portanto, não ser “real”) para você.

A criação inteira existe Aqui-Agora, fora do tempo, em um momento do Eterno Agora.   Portanto, todas as coisas em que você acredita que possa “algum dia” obter, você de fato tem Agora !   Tudo está aqui agora, mas em estados que variam de visibilidade/invisibilidade – dependendo das frequências em que você estiver vibrando, o que depende das crenças que você aceita como “reais”.

Quando você “reza” por alguma coisa, você não precisa rezar para obter alguma coisa que você já tem, uma vez que ela já está bem aí na sua frente.   Em vez disso, você está de fato rezando para ser capaz de ver isso que você na verdade já tem.    Porque…quando você pode ver que já a tem, então sua vibração combina com a frequência da vibração daquilo que você deseja.   E, uma vez que você ajuste a frequência com a de seu desejo, então ele tem que se manifestar em sua realidade!  Tudo é energia.  Você não pode evitar que então se torne a sua realidade, porque assim é a física de como o Universo opera.   Quando você ajustar as frequências com as de seu desejo, você então verá que ele sempre esteve “bem aqui”, apenas esperando que você o notasse e começasse a desfrutar dele.

07 – Lidando com situações desafiadoras

Antes de começar, certifique-se de que você está pensando nisso como um “desafio” e não como um “problema”, porque “problemas” são por definição difíceis de se resolver, e é de fato o modo como você escolhe definir a sua realidade que determina o resultado que você vivencia!    Um “desafio” é muito mais como ter um resultado desejável do que um “problema”.

Então, use sua imaginação e imagine a versão de realidade que você gostaria de estar vivenciando. Certifique-se de incluir-se nesse quadro. Especificamente, imagine a versão “ideal” de você – o “você” que você mais gostaria de ser. Então, insira esta atual situação desafiadora em sua cena imaginária e observe como este “você ideal” imaginário lida com a situação. Depois, apenas copie esse comportamento aqui fora!   Aja da mesma maneira que o “você” de sua imaginação agiu ao confrontar esta situação.

Você sabe tudo que precisa saber para ser quem você deseja ser – em qualquer momento.

08 – Sentimentos & Crenças…

Sua realidade física externa é uma curva de retorno (feedback), que permite que você conheça quais são as suas crenças.   
Deste modo, se a sua realidade externa não é a preferida, você pode mudar as suas crenças, a fim de mudar a sua realidade externa.

A curva de retorno:

  • Suas Crenças  ===>  sua Percepção da realidade ===> seus Sentimentos  ===>   seus Pensamentos, que então reforçam as Crenças originais.

Seus sentimentos são o resultado de suas crenças!!!

Para descobrir quais são as suas crenças, você pode trabalhar de forma inversa e perguntar a si mesmo:   

“Em que eu tenho que acreditar, para deixar de me sentir deste modo?”
“Em que eu tenho que acreditar, para deixar de observar este tipo de realidade física?”

Quando você muda suas crenças sobre qualquer realidade ou questão em particular, você instantaneamente também muda a maneira como se sente com relação a essa determinada realidade ou questão.   
É por isso que a interpretação (crença) que você dá a qualquer situação determina a maneira como você se sente com relação a ela.

09 – Suportes Neutros…

Em um teatro que apresenta muitas peças, devem existir alguns suportes (Cenários) atrás do palco que são frequentemente usados para diversas peças diferentes. Para cada peça o suporte tem um significado especial, mas fora daquela peça, o suporte não tem nenhum significado em sua essência . Todos os suportes são basicamente sem significado. Desta inata ausência de significado, nós podemos designar qualquer significado que nós queremos para eles.

Igualmente, todos os eventos que você experimenta como “acontecendo” em sua vida são “suportes neutros.”

Cada evento que você experiencia não tem nenhum significado em si mesmo.

Esses eventos são vazios, neutros, sem importância alguma. E a partir deste ” quadro em branco “, nós podemos designar qualquer importância ou significado que desejarmos para cada evento que vivenciarmos.

Se você escolher um significado positivo a um evento, isto produzirá uma experiência positiva para você.
Se você escolher um significado negativo a um evento, isto produzirá uma experiência negativa para você.  

Importante!…

A consequência é:
Se um acontecimento ocorre para você normalmente determinar automaticamente um significado negativo para (“Isto é uma droga mesmo!”), escolha designar um significado positivo àquele evento – até mesmo “se aparece ” negativo e você ainda não sabe o que é tão positivo nele.   Só nomeando um significado positivo a este evento e escolhendo acreditar que há algo realmente “bom” sobre ele para você, isto produzirá uma experiência que você considerará bastante positiva!    Tente!   Da próxima vez que você pensar “Isto é simplesmente terrível!”, mude e acredite “Isto é realmente positivo! Isto vai realmente ser bom! Mal posso esperar para descobrir o que isto tem de positivo!”   Você vai até ficar perplexo em ver como isso funciona com tamanha eficácia.

10 – Siga seu entusiasmo!…

Produza nisto! Excitação é causada por uma ressonância com seu Eu mais Alto.   Excitação é um “sinal” que a atividade que você está contemplando está alinhada com seu Eu mais Alto, e este alinhamento é que causa a excitação.  Isto o conduz naturalmente ao que você tinha a “intenção” de estar fazendo – o que sua Alma “espera” que sua livre vontade escolha fazer.

Mecanicamente, “excitação” é um estado alto de ressonante-excitação que acontece quando o Pensamento+Intenção do eu da dimensão física estiverem repentinamente alinhados com o Pensamento+Intenção de seu próprio Eu mais Alto.

Assim excitação serve como uma “bússola” – o deixar saber quando você está “em curso” – quando você está fazendo ou está contemplando e fazendo exatamente o que seu Eu mais Alto amaria fazer justamente o que você está fazendo.

Quando você segue sua excitação, e faz o que o excita, isto significa que :

  1. Esta atividade é “você” (verdadeiramente alinhado com sua Alma).
  2. Porque é “você”, esta atividade é sem esforço para você.
  3. Porque é “você”, o universo o apoiará (incluindo apoio financeiro) continuar fazendo isto, de modo progressivo e mais se expandindo.

Se você tiver algo que dar, na realidade está criando, pessoas prontas para receber. Se alguém tiver uma canção para cantar, há uma audiência nesta realidade para ouvir.

Medo ou ansiedade é excitação com um julgamento negativo ligado a isso.
Medo/ansiedade  =  Excitação  +  julgamento negativo

Remova o julgamento negativo, e você terá Excitação.
Medo/ansiedade  –  julgamento negativo   =  Excitação

11 – Sincronicidade Positiva…

Quando você “segue sua excitação” no cada momento do “agora”, isto o conduz a “Sincronicidade Positiva ” – coisas trabalhando “magicamente” no externo, de certo modo, isso é encantado & agrada surpreendentemente.

Quando você ignora sua excitação, e é conduzido por seus medos e preocupações, isto conduz a ” Sincronicidade Negativa” – eventos tristes – as mesmas coisas que você desejou evitar.

“Sincronicidade Positiva” é a ocorrência de eventos que são reflexões perfeitas de suas preferências e desejos.
“Sincronicidade Negativa” é a ocorrência de eventos que são reflexões perfeitas de seus medos e dúvidas.

12 – Todas as crenças são igualmente válidas
(desde que cada convicção gera sua própria realidade, “eu-validando”).

Qualquer convicção sua, o universo apoiará e validará como sua convicção. Atraindo as circunstâncias, situações, oportunidades e as pessoas em sua vida que reforçarão aquela sua “versão” de realidade.

13 – Facilitando a mudança de suas crenças…

Quando nós sofrermos uma indesejável realidade, nós temos que voltar atrás e perguntar a nós:
“O que eu teria acreditado para criar uma tal Realidade?”

Uma vez que nós adquirimos o contato com esta convicção que está criando resultados indesejáveis, nós podemos decidir escolher nossa convicção preferida – por qual convicção nós gostaríamos de SUBSTITUIR previamente esta convicção.

Assim, então nós adotamos esta nova. Preferir-convicção.     Ah!….. Mas aqui é onde se põe o “enganador”.     Freqüentemente, pessoas se acham “escorregando” em velha não preferida-convicção.   Por quê?   Normalmente, porque eles têm isto como senso radicado (este sentimento fundamentado) que, de alguma maneira, a velha convicção é “mais real”, “mais sólida”, mais “como coisas que realmente são”, que a de preferir-convicção nova.

Assim, como nós podemos fazer a nova “vara” de convicção preferida?     O fator crítico é isto:

  • Se acostumando à idéia que
     Não há nenhuma realidade, com exceção da realidade que define você (de acordo com suas convicções).
  • Se acostumando à idéia que
     
    Não há nenhuma realidade, com exceção de tudo que você define sua realidade para ser.
  • Se acostumando à idéia que
     
    Não há nenhuma realidade “básica” que é algo “mais real” que qualquer outra realidade.
  • Se acostumando à idéia que
    Não há nenhuma ” realidade básica” contra a qual você pode medir e ajuizar como “real” convicção nova.
             A realidade na verdade é que não há nenhuma “realidade inerente”.   
            
    Há só as realidades geradas por qualquer convicção (tudo dos quais é igualmente-válido, igualmente-real)
  • Se acostumando à idéia que
     Não há nenhuma definição de realidade que é algo mais realidade ou válida que qualquer outra definição.

Como começar uma pintura:
É uma tela vazia com possibilidades infinitas
 “Vazia” porque não há “NENHUMA real realidade inerente”… nada!

                “Possibilidades infinitas” porque realidade pode ser QUALQUER COISA que você define ser, de acordo com suas definições, suas convicções.

Quando isto realmente “penetra”? Quando você verdadeiramente “adquire”, “o entender, especialmente na intimidade do caminho”, e deduz que não há nenhuma “real” realidade, você já não terá aquele sentimento prolongado que a velha convicção é mais “real” que sua convicção nova e preferida.    Você não sentirá qualquer necessidade “radical” para correr atrás da velha convicção, porque é de alguma maneira mais representativa do “real mundo”.

Você pode aceitar então facilmente e pode adotar qualquer definição de realidade e a maioria alinhada com “você” e com o que você prefere, e a maioria alinhada com a “realidade” que você prefere experimentar.

E se você se achar, uma vez mais “escorregando para trás” para prévias indesejáveis realidade-definições, então simplesmente sente com os braços cruzados e gaste mais tempo contemplando sobre estas idéias:  
Não há nenhuma realidade “básica” que seja alguma realidade “mais real” que qualquer outra realidade.   
  Só há as realidades geradas por qualquer convicção.
        Todas as convicções são igualmente-válidas, igualmente-reais.

Então percebendo que sua convicção nova-preferida é válida, e da mesma maneira como “real”, como sua mais velha convicção indesejável, simplesmente escolha adotar sua convicção preferida nova sem esforço.

14 – O PRESENTE não é resultado do PASSADO, O PRESENTE é o resultado do PRESENTE….

Criação só acontece no PRESENTE. O PRESENTE é o Agora e resulta do que você acredita ser muito verdade para você.   Continuidade de um momento presente para o próximo é considerado “normal”, mas é realmente opcional: Se você fizer uma troca discreta de repente em convicções, você experimentará uma troca discreta súbita dentro do seu Agora realidade.

O PRESENTE é o Agora, e resulta do que você acredita ser verdadeiro para você Agora. 

Como você muda seu presente (mudando suas convicções presentes), você é igualmente variável no seu passado e no seu futuro. Quer dizer, você está trocando por um holograma totalmente diferente. Um holograma que contém seu próprio “passado” que é consistente com o seu “presente”, e também o seu próprio “futuro” que é igualmente consistente com o seu “presente”.

15 – Como o MEDO pode servir a você…

Medo significa que você acredita, que o enredo que você quer que não aconteça, é muito provável acontecer!

Assim medo o deixa saber que você está acreditando em uma realidade que você não prefere.   Assim, medo pode ser visto como sendo um “indicador”, ou servir como um “alarme”, que o deixa saber.
  ” Alo!, eu estou acreditando em uma realidade que não está alinhada com o meu Ser!”

Uma vez que você se dá conta disto, você pode escolher mudar sua convicção, então tais enredos amedrontadores já não aparecerão em sua realidade.

  1. Adquira  contato com a Convicção que está causando este medo.
    Pergunte a si mesmo:   “O que eu teria que acreditar para acabar agora mesmo de estar amedrontado?”
  2. Uma vez que você adquire contato com a Convicção que está gerando este medo, então
    Pergunte a si mesmo:   “De que Convicção eu gostaria para SUBSTITUIR esta Convicção?”
  3. Uma vez que você decide o que sua Convicção preferida nova é, aceite . Adote . Respire isto . CONFIE que esta Convicção nova é agora ativa e está funcionando em seu Ser . (Você não precisa “adquirir liberdade da” velha Convicção. Você só precisa substituir isto com a sua Convicção preferida).
    Entre na Tendencia-Intenção da Convicção nova.
           Entre no Estado-Emocional-Sentimento da Convicção nova.
           Entre no Corpo-Linguagem-Idioma e Ações da Convicção nova.

16 – A singularidade de cada encarnação…

Cada Alma estende porções de si mesmo em tempo & espaço como encarnações particulares. Da mesma maneira que muitos dedos estendem fora da mesma mão, há muitas encarnações, muitos anos, pontos do tempo e espaço, tudo emana da mesma Alma.  Do ponto de vista de sua Alma (fora do tempo & espaço) todas estas encarnações (encarnações passadas, encarnação presente, encarnações futuras) estão todas simultaneamente acontecendo AGORA. Embora sua Alma tenha muitas encarnações, cada uma é uma “versão” sem igual de você que em toda a eternidade nunca acontecerá novamente.

  Esta encarnação de você, esta versão de você, nunca acontecerá novamente!!!

Assim seja o melhor de você que você pode ser!
Seja completamente o que você é!
Isso é o cumprimento de seu propósito.

17 – Abundância…

Abundância é a habilidade para fazer o que você quer fazer. E quando você quer fazer. Dinheiro é somente uma das muitas válidas ferramentas para alcançar esta abundância. E ela não é sempre a mais direta ferramenta para usar – para fazer o que você quer fazer e quando você quer fazer.

18 – Sociedade Unificada…

Unidade em uma sociedade não vem da conformidade. Unidade só pode vir do conceder igualdade e validez à diversidade infinita de todos os indivíduos.  O universo é infinitamente diverso. Todo ser tem o seu próprio modo de explorar a idéia de criação infinita, e todos estes modos são igualmente válidos. Quando uma sociedade encoraja a expressão sem igual de cada indivíduo é quando a sociedade é mais forte e mais unificada.

Quando você conceder igualdade e validez a todo o mundo, você está concedendo igualdade e validez a todos os aspectos da Criação, e como um resultado refletivo disto, a Criação inteira o apóia em tudo o que você faz como bem!

19 – Julgamento e Preferência…

O Julgamento invalida o que você não prefere!!!

Sempre que você julga qualquer coisa, focalizando sua atenção nisto, você troca energias com isto, e assim você “se torna” aquela vibração. Assim você se torna automaticamente muitas coisas que você desaprova.    Você se torna o que você invalida.  Preferência ,por outro lado, não é nenhum julgamento.

Preferência é estar exercitando sua habilidade para discernir o que realmente é “você”.

O que o excita, a fazer então escolhas alinhadas com a sua realidade.  Preferir uma coisa não necessita invalidar essas outras coisas que você não prefere.

Você se torna tudo em que você focaliza sua atenção.   Nomear qualquer significado a qualquer coisa – um significado positivo ou um significado negativo – é convidar isso em sua vida.    Sendo neutro sobre algo – nomeando a isto nenhum significado – é o modo para não atrair aquela realidade a sua vida.

“Isso é terrível!” =========> Você está atraindo esta realidade.
“Isso é maravilhoso!” =======> Você está atraindo esta realidade.
“Eu me sinto neutro sobre isso.” ===> Você não está atraindo esta realidade.

Deixe de se invalidar, porque você é tudo que você tem que trabalhar com o seu universo. Você é a representação, de seu próprio modo, do Infinito. Se você o invalida , ou qualquer parte disso, então você não se permite funcionar, enquanto estiver sendo como um todo capaz de usar informação que entra a você de outros em um modo construtivo.

20 – Amor,  Culpa,  e  Ódio…

Amor é o conhecimento, o merecer habilidade e a posição de estar digno de tudo.

Culpa é a convicção na falta total de merecer habilidade da pessoa e a convicção na sua inutilidade.

  • Então, Culpa é o oposto de Amor.
    Ódio não é o oposto de Amor.
  • Ódio é Amor processado por julgamento.
    Ódio é polarizado do lado oposto do Amor, mas ainda insinua merecer habilidade.

21 – Co-criando na experiência…

Qualquer experiência que é compartilhada por duas ou mais pessoas é o resultado de todas as pessoas envolvidas concordando co-criar aquela experiência.    Até mesmo conflito só pode acontecer se ambas as partes concordarem estar em conflito.   Você só pode experimentar o que é ressonante com as vibrações que você está escolhendo ser atualmente.    Se você “acredita” que você precisa ser protegido, você está atraindo em sua realidade a mesma coisa que você “acredita”, que você precisa ser protegido.    Se guerra não for “de sua vibração”, não há nenhuma maneira de você sofrer guerra.   Você pode experimentar o que você tem – e com o que em algum nível – já concordou experimentar.

22 – Personalidade…

Da mesma maneira que um prisma refrata a luz branca unificada em suas cores componentes , a personalidade também funciona como um prisma, quando separando a energia holística da Alma nos 3 componentes de,

Convicções,  Emoções,   &  Padrões de Pensamento & Ações.  

Alma ====> prisma da Personalidade ====> Convicções  
                                                ====> Emoções  
                                                ====> Padrões de Pensamento & Ações 
  Convicções Emoções  Padrões de Pensamento & Ações 
Definições Projeto Respostas & reações para alguma coisa que você  já acredita ser verdade Seus pensamentos & suas ações físicas.   O que você faz.
Analogia: Projeto O construtor O material de construção para construir a casa
Conclusões por analogia: Comece com convicções claras para o que você prefere claramente Fique excitado e entusiasmado sobre o que você está criando! Faça com paixão! Selecione os melhores materiais: Selecione os pensamentos & ações que na maioria são alinhadas com sua meta.

Fonte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s