Clima, efeito sobre a saúde mental…

O tempo tem um profundo efeito sobre a saúde humana e o bem-estar. As pessoas geralmente se apresentam no seu melhor quando eles não estão sob o stress do ambiente, e isso inclui o tempo.

Efeito do calor…

Muitas pessoas acham que é difícil trabalhar quando o clima é quente e úmido. Isto é devido ao alto teor de umidade durante os períodos quentes que diminuem a capacidade do corpo para evaporar o suor e é induzido ao estresse por calor. As pessoas afetadas pelo estresse de calor tendem a ficar letárgicas, procrastinadas, ficam com insônia e se irritam facilmente. Uma pesquisa conduzida por Persinger, em 1975, encontrou significativa relação negativa entre a umidade relativa e as escalas de humor, o que representa uma medida de felicidade. Quando a umidade relativa é alta, a chance de estresse por calor é grande e menor a probabilidade de as pessoas serem felizes. A pesquisa também descobriu que a onda de calor tende a aumentar a criminalidade e a violência.

Outro fator que afeta a atividade mental humana é a pressão atmosférica.

Pesquisadores na Ucrânia descobriram que pequenas flutuações de frequência da pressão atmosférica podem influenciar a atividade mental humana, podendo causar alterações significativas na atenção e memória de curto prazo. Isso poderia ser razão pelo qual as pessoas acham difícil se concentrar no trabalho ou lembrar das coisas.Uma série de estudos também tem encontrado relações entre as crises de enxaqueca e as rápidas mudanças na pressão atmosférica. Um estudo conduzido por Cull em 1981, encontrou poucas ocorrências de ataques de enxaqueca quando a pressão atmosférica era baixa. A radiação solar provoca crises de enxaqueca, e a pressão baixa está associada a uma diminuição da luz do sol. No entanto, um estudo canadense realizado em 1981 descobriu que as enxaquecas eram mais prováveis de ocorrer em dias com a queda de pressão, aumento de umidade, ventos fortes, e as flutuações bruscas de temperatura. Um estudo realizado por Rosen em 1979, também relaciona as mudanças na pressão atmosférica ao bem-estar humano. Ele observa que as flutuações rápidas de pressão podem penetrar nos edifícios e a energia das ondas se propaga desde a sua origem como ondas em um lago, e que os seres humanos são sensíveis a essas mudanças.

S.A.D. – Seasonal Affective Disorder…

Se o calor do sol pode causar um efeito debilitante sobre a saúde mental das pessoas, a falta de calor suficiente também pode causar o mesmo efeito. O hipotálamo no cérebro humano controla as principais funções do corpo, como o humor, sono, temperatura, apetite e desejo sexual. O hipotálamo é estimulado quando a luz natural passa pelas retinas do olho. As pessoas se sentem bem quando o sol brilha com luz suficiente, porque ela passa pela retina e as funções controladas pelo hipotálamo têm um desempenho ótimo. 

No entanto, a redução da radiação solar pela cobertura de nuvens ou durante o inverno significa menor quantidade de luz solar que passa através da retina e, conseqüentemente, o hipotálamo é estimulado, em menor grau. Isso porque as funções controladas pelo hipotálamo diminuem, e quando isso acontece, as pessoas sentem depressão, cansaço e sonolência, que leva a ao Seasonal Affective Disorder (SAD) ou “blues de inverno”, como é popularmente chamado. As pessoas afetadas com S.A.D. mesmo com mais horas de sono, acordam cansados e deprimidos. Elas também tendem a comer em excesso e serem agressivos.

A pesquisa conduzida por Wolfe em 1981 constata que os raios do sol causam mudanças químicas em neurotransmissores ou síntese de hormônios no cérebro, talvez, estimulando a produção do hormônio epinefrina, que estimula a mente e o corpo. Por outro lado, intensidades de luz muito baixos são muitas vezes associadas a estados de relaxamento, cansaço e sonolência.

Efeito do vento

O dito popular “O vento está me deixando louco” não é sem fundamento. Um vento persistente ou ruidoso pode levar a um aumento de cansaço e irritabilidade, ou mesmo uma diminuição repentina de humor. Alguns professores têm notado que as crianças tendem a ser mais irritáveis e há mais perturbação no playground quando o dia é ventoso.
Ventos sazonais, como o Fohn nos Alpes, Mistral no sul da França, Chinooks no oeste do Canadá e dos EUA e o Sharav no Oriente Médio são conhecidas como “ventos do mal”, porque as pessoas tendem a sofrer de sentimentos de ansiedade, estresse , depressão e passam noites sem dormir quando sopram os tais ventos. Estudos têm relacionado estes ventos a um aumento nos acidentes de trânsito, a criminalidade e as taxas de suicídio. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Allensbach da Alemanha descobriu que um terço de seus entrevistados disseram que o Fohn afetou sua saúde.

Fohn

A investigação sobre por que esses ventos causam tais efeitos extremos ainda não é conclusivo. Uma possível razão poderá ser a carga elétrica do ar. Quando as pessoas estão expostas ao ar carregado negativamente relatam sentimentos negativos e vice-versa. “Ventos desfavoráveis”, que são quentes e causam aumento rápido da temperatura são carregados negativamente. Se o ar fica melhor após uma chuva torrencial, é porque a chuva lavou as energias negativas criando eras positivas. A carga ou eras do ar são a razões pelas quais as pessoas constroem casas e escritórios herméticos. Aquecimento e ar condicionado esgotam os íons negativos, deixando os positivos voltarem a circular e reduzindo nossos maus humores.

Fontes http://www.cie sin.org
http://www.bbc.co.uk/we ather
http://www.rcn27.dial.pip ex.com/cloudsrus/whatis.html
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s